maio
29
Postado em 29-05-2010
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 29-05-2010 22:06

Hopper:desaparece uma legenda

Morreu hoje, aos 74 anos, o ator e..realizador norte-americano Dennis Hopper, que se celebrizou em filmes como “Apocalipse Now”, Blue Velvet” ou “Easy Rider”. Vítima de um cancer na próstata. Hopper faleceu na sua casa em Venice, Califórnia, segundo o jornal New York Times. Segundo o agente do ator, Sam Maydew, Dennis Hopper estava rodeado de familiares e amigos no momento da morte.

Filho do “New Deal”, a resposta audaciosa do presidente Franklin D. Roosevelt à Grande Depressão, Dennis Hopper nasceu no estado do Kansas, em 1936, no coração da América profunda. Formado no famoso Actors Studio, em Nova Iorque, marcou o cinema do século XX com papéis de rebelde, que pareciam desafiar os princípios dessa América rigorosa e conservadora.

Dennis Hopper iniciou a sua carreira em 1954, no western “Johnny Guitar”. Em 1955, contracenou com James Dean, um dos seus ídolos, no filme “Fúria de Viver”, de Nicolas Ray. Um ano depois, participou com os já veteranos Rock Hudson e Elizabeth Taylor em “Giant” – onde também estava James Dean -, confirmando, segundo o New York Times, a sua condição de “estrela ascendente”.

Depois das primeiras experiências como ator, Dennis Hopper realizou, em 1969, o mítico ‘road-movie’  “Easy Rider”, que conta a história de dois motoqueiros (Hopper e Peter Fonda) numa viagem pelos Estados Unidos, entre Los Angeles e Nova Orleães. O filme valeu a Hopper um prémio no Festival de Cinema de Cannes, atribuído à “primeira obra” de um cineasta, e duas nomeações nos Óscares – uma para o melhor argumento original e outra para o desempenho de Jack Nicholson, em início de carreira, num papel secundário.

Nos anos 70, o percurso de Dennis Hopper ficou marcado pelo consumo de álcool e drogas e pelo seu desempenho do papel de um fotógrafo alucinado em “Apocalypse Now” (1979), o retrato negro da guerra do Vietname de Francis Ford Coppola.

Depois de um intervalo, a carreira do ator foi relançada em 1986, pela participação no filme “Blue Velvet”, de David Lynch, e pelo seu desempenho de um alcoólatra em “Hoosiers”, ao lado de Gene Hackman, nomeado pela Academia para o prêmio de melhor ator secundário.

Os últimos meses da vida de Dennis Hopper ficaram marcados, além da luta contra o cancer, pelo pedido de divórcio da sua atual e quinta mulher, Victoria Duffy, com quem tem uma filha de sete anos, e pelas discussões em torno do testamento.

Be Sociable, Share!

Comentários

Cida Torneros on 30 Maio, 2010 at 10:15 #

Vitor, emoção e saudade… A morte de Dennis Hopper refaz, em nossa memória, da geração que tinha 20 anos em 1970, exatamente o clima do seu inesquecível “sem destino”, lembro bem, das sensações que o filme me passou, naquela época… havia o horror da guerra do Vietnam, a fuga das drogas, a tentativa de desestabilizar a corrida desenfreada da industrialização capitalista…era um sonho de toda uma juventude, ele representou isso muito bem, não só nesse filme, mas na própria vida pessoal e por toda sua carreira. Que descanse em paz, e que sua arte nos faça reviver sempre que um dia acreditamos que era possível mudar tudo ou parte de tudo… beijo Cida Torneros


Regina on 30 Maio, 2010 at 16:11 #

As décadas de 60/70 foram tempos em que muitos de nós, jovens rebelados contra o “status quo”, pensávamos que realmente podíamos mudar o mundo ou pelo menos a nós mesmos . O filme EASY RIDER é muito representativo desse época já que capturou perfeitamente a angustia em que vivíamos nossos “anos dourados” . Mostrou que a estrada, ou o caminho, é a odisséia do descobrimento pessoal, mais que um simples destino. Também mostrou que seremos sempre prisioneiros da mesma sociedade daqual queremos nos livrar. Acima de tudo, questionava quão verdadeira a liberdade realmente é, se realmente nos podemos considerar livres e se a liberdade realmente existe.
Fonda, Hopper e o maravilhoso estreante Jack Nicholson, quem roubou o show na interpretação do “slighthly nerdy” advogado chamado George Hanson nos mostraram que o caminho da liberdade não é um caminho fácil.
R.I.P. Dennis…You are missed!!
Born To Be Wild!!!!!

http://www.youtube.com/watch?v=mHGLBy2CdjI&feature=fvst

Regina Soares


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos