maio
26


========================================

O músico Julian Marley, filho do jamaicano Bob Marley, vai se apresentar no Reggae Power Festival, na Praia de Ipitanga, em Lauro de Freitas (BA), no sábado (29). Pela terceira vez na Bahia, ele viaja com a turnê para divulgar o CD “Awake”, que ainda não chegou às lojas no país. Julian já passou por Brasília e São Paulo e depois segue para o Recife. Ele vai ao Pelourinho hoje à tarde e traz na bagagem o desejo de cantar de novo com o Olodum.
O novo trabalho contou com participações especiais dos irmãos Stephen e Damian Marley e do rapper Mr. Cheeks. Mas eles não acompanham a turnê.

O show no festival terá uma pitada de solidariedade, pois vai servir de ponto de arrecadação de donativos para as vítimas das enchentes em Lauro de Freitas, no mês passado. Julian também falou sobre a recente onda de violência vivida na capital da Jamaica, que deixou ao menos 27 mortos.

“Amo a música brasileira. Se eu puder cantar com o Olodum vai ser um momento de grande alegria para mim”, diz Julian Marley.

Antes da apresentação, ele vai dar uma parada no Pelourinho, nesta quarta-feira (26), para reencontrar com músicos do Olodum, às 14h. Julian cantou “Stir it up”, em ritmo de samba-reggae, na companhia dos percussionistas baianos durante uma apresentação do grupo, em Fortaleza, em 2006. Admirador do ritmo baiano, o músico inglês espera repetir a “canja” em Salvador, ao lado dos meninos da Escola Mirim de Percussão do Olodum.

“Amo a música brasileira. O reggae tem uma característica marcante que é a percussão e o som percussivo é também uma característica da música baiana. Se eu puder cantar novamente com o Olodum vai ser um momento de grande alegria para mim”, disse Julian Marley ao G1.

O festival ainda vai contar com apresentações de Natiruts, Ponto de Equilíbrio, Geoffrey Chambers, Adão Negro e Zimbabwe.

“Espero que a situação na Jamaica volte a ser como era antes dessa violência. É um país de paz”, afirma Julian Marley.
Jamaica
Julian nasceu em Londres, em 1975, e já começou a se interessar por música aos 5 anos, quando gravou sua primeira música em Kingston, na Jamaica. Em 1989, ele lançou o primeiro CD “Uprising” e se mudou definitivamente para a Jamaica três anos depois.

Preocupado com a recente onda de violência em Kingston, na Jamaica, Julian disse esperar pela retomada da tranquilidade no país. Pelo menos 27 pessoas morreram, 30 ficaram feridas e 211 foram presas, desde domingo (23), por conta dos confrontos entre policiais e gangues de traficantes de drogas. “Espero que a situação na Jamaica volte a ser como era antes dessa violência. É um país de paz. Quero poder viajar pelo país sem ter de me preocupar com segurança. Detesto todo tipo de guerra.”
(Informações do G1 e do Olodum )

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos