maio
26

ACM Neto chama atenção do país para morte de delegado.
Em discurso feito no plenário da Câmara Federal nesta quarta-feira, 26, o deputado ACM Neto (DEM-BA) lamentou o assassinato brutal do delegado Cleyton Leão Chaves, titular da 18ª Delegacia de Polícia de Camaçari, vítima de emboscada na Estrada da Cascalheira. Neto contou como aconteceu o assassinato, que acabou sendo transmitido pela Rádio Líder FM de Camaçari e virou assunto nacional.
Ao mesmo tempo em que se solidarizou com os familiares da vítima, o democrata politizou o fato ao protestar “por mais este trágico capítulo sobre a onda de violência que tomou conta da Bahia desde a posse do governador Jaques Wagner (PT)”.
“A Bahia hoje é um estado tomado pelo medo, pela insegurança, pela criminalidade desenfreada, pela falta de controle e presença do poder público estadual no combate ao crime. Tanto que parte dos policiais civis estão em greve reclamando da falta de condições de trabalho”, acrescentou ACM Neto, destacando que o delegado Cleyton Leão Chaves “cumpria com correção e espírito público sua função”.
O parlamentar, neto do ex-governador e ex-presidente do senado, Antonio Carlos Magalhães, ampliou o tom político de seu pronunciamento sobre o assassinato do delegado titular de Camaçari:. “Espero que a vida dele não seja levada em vão. O choro de sua família é de todo o povo baiano, e que sirva de alerta para as autoridades públicas do estado. Sei que o governador Jaques Wagner está no fim do seu mandato, mas não é possível que o legado que ele deixe para a Bahia seja o de ter transformado o nosso estado no palco da violência, criminalidade e banditismo. Logo a Bahia, que sempre foi vista e reconhecida pelo país por suas belezas naturais, riquezas, força cultural e inteligência do seu povo”, discursou.
Segundo Neto, hoje a Bahia é famosa no noticiário nacional pela violência e criminalidade. E mandou um recado ao governador, no estilo do falecido avô: “Wagner, espero que, ao invés de só se preocupar em fazer política, coloque a mão na massa pois o seu desgoverno está custando a vida de cidadãos baianos”, frisou. Segundo ACM Neto, já foram registrados mais de 14 mil homicídios após a posse do petista em todo o estado.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos