maio
17
Postado em 17-05-2010
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 17-05-2010 13:39

Pesquisa CNT/Sensus divulgada nesta segunda-feira (17) mostra a pré-candidata do PT, Dilma Rousseff, em situação de empate técnico com o pré-candidato do PSDB, José Serra, na disputa eleitoral pelo Palácio do Planalto.

A cinco meses da eleição presidencial de outubro, Dilma aparece com 35,7% contra 33,2% de Serra, no cenário em que o entrevistado é confrontado com uma lista com 11 candidatos. A margem de erro da pesquisa é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos, o que justifica o empate técnico. No levantamento, a pré-candidata do PV, Marina Silva, tem 7,3%.

A pesquisa foi encomendada ao Institudo Sensus pela Confederação Nacional do Transporte. Foram entrevistadas 2 mil pessoas, em 136 municípios de 24 estados.

Apesar de Dilma superar Serra pela primeira vez na pesquisa CNT/Sensus, a margem de erro leva o resultado a um empate técnico. “Há uma intersecção na margem de erro”, afirmou Ricardo Guedes, do Instituto Sensus.

(Informações G1 )

=============================================

DEU NO ESTADÃO.COM.BR

De Carol Pires, do Estadão.com.br

A pesquisa CNT/Sensus divulgada nesta segunda-feira,17, mostra que a maioria do eleitorado avalia que Dilma Rousseff significa a continuidade da política econômica e social do governo Lula.

Dos 2 mil entrevistados entre os dias 10 e 14 de maio, 54,6% apontam Dilma como candidata da continuidade, enquanto 25,9% disseram que José Serra, do PSDB, daria prosseguimento as políticas de Lula. Marina Silva recebeu 5,9% dos votos nesta questão.

Quando a pergunta é qual o candidato que tem mais capacidade técnica e experiência administrativa, 46,1% indicaram José Serra. Dilma Rousseff foi lembrada por 33,1% dos entrevistados e Marina Silva (PV) por 6,9%.

A pesquisa CNT/Sensus também questionou quais são os critérios mais importantes que os entrevistados levam em conta na hora de escolher o candidato. O resultado foi: 445 levam em conta benefícios econômicos e sociais; 34,9%, currículo e experiência administrativa; 13,6% ponderam ambos os critérios.

Ainda 57,1%, em outra questão, afirmaram que os benefícios econômicos e sociais dos quais desfrutam foram gerados no governo Lula, enquanto 17,4% acreditam ter sido no governo Fernando Henrique Cardoso. Outros 16,2% acham que os benefícios são fruto de ambos os governos.

Dos entrevistados pela pesquisa, 17,4% disseram ser beneficiados ou conhecer alguém que o são por programas como Bolsa Família, Bolsa Alimentação, Bolsa Escola, Vale Gás, Fome Zero ou Programa Primeiro emprego. Em setembro de 2008, 15,9% responderam da mesma forma.
===========================================


DEU NO TERRA-ELEIÇÕES 2010

A pré-candidata do PT à presidência da República, Dilma Rousseff, está à frente do pré-candidato do PSDB na corrida pelo Palácio do Planalto, José Serra, segundo nova pesquisa CNT/Sensus, embora o resultado ainda leve o pleito para um segundo turno. Se as eleições fossem hoje, a ex-ministra estaria com 35,7% contra 33,2% para o tucano. A margem de erro da pesquisa é de 2,2 pontos percentuais, o que permite interpretar o resultado também como um empate técnico.

Os dados, divulgados nesta segunda-feira (17) pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), foram apresentados ao eleitor por meio de uma lista com os 11 potenciais postulantes à sucessão de Lula. Neste cenário, a senadora licenciada Marina Silva (PV) aparece na terceira colocação, com 7,3%, seguida de José Maria Eymael (PSC), com 1,1%.

Na pesquisa espontânea, quando ao entrevistado não é apresentada uma lista de candidatos, Dilma também aparece na primeira posição, com 19,8%. Serra registra 14,4%. O presidente Lula, que pela legislação não pode disputar uma nova reeleição, é lembrado na terceira posição, com 9,7%, ao passo que Marina Silva tem 2,7% e o deputado licenciado Ciro Gomes (PSB), que teve sua pré-candidatura cancelada pelo próprio partido, registra 0,3%. Os que não souberam responder à pergunta atingem o patamar de 48,1%. É a primeira vez que a petista lidera a pesquisa no cenário espontâneo.

Quando apresentada uma lista com apenas os três principais candidatos, no entanto, a preferência do eleitor registra direção oposta. Serra lidera a preferência do eleitorado, com 37,8%. Dilma Rousseff ocupa a segunda posição, com empate técnico, e 37% dos votos. Marina Silva registra 8,0%. Em janeiro, data do último levantamento feito encomendada pela CNT ao instituto Sensus, Serra tinha 40,7%, Dilma aparecia com 28,5%, e Marina com 9,5%.

Em um eventual segundo turno no pleito de outubro, a ex-ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff venceria tanto José Serra quanto Marina Silva. Na disputa contra o ex-governador de São Paulo, venceria com 41,8% contra 40,5%. Na comparação com janeiro, quando tinha 37,1%, a petista cresceu mais de quatro pontos percentuais. Em sentido contrário, Serra decaiu quase os mesmos quatro pontos, passando de 44,0% para os atuais 40,5%.

Quando a disputa no segundo turno é contra Marina Silva, Dilma Rousseff venceria com longa margem de vantagem, alcançando 51,7% contra 21,3%.

José Serra só venceria um eventual segundo turno caso disputasse contra a ex-ministra do Meio Ambiente, Marina Silva. Neste caso, o tucano atingiria 50,3% contra 24,3% da pré-candidata do Partido Verde.

Limite de voto
A pesquisa CNT/Sensus mediu ainda o chamado limite de voto de cada eleitor. Neste cenário, Dilma Rousseff seria a “única” em quem se votaria para 26,6% do eleitorado. No levantamento, 33,4% informaram que poderiam votar na petista, ao passo que 26,1% disseram que não dariam seu voto a ela. No caso de Serra Serra, ele seria o “único” a ser votado por 25,7%. No limite de voto, 35,8% afirmaram que poderiam votar nele e outros 29,5% declararam que não votariam no ex-governador de São Paulo.

Quando comparado com janeiro, o limite de voto de Dilma cresceu mais de oito pontos percentuais na categoria de “o único em quem votaria”, ao passo que o desempenho de Serra foi ainda maior, com alta de mais de dez pontos percentuais quando questionado qual o único candidato em quem votaria em outubro.

Governo Lula
De acordo com a pesquisa, a avaliação positiva do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva subiu para 76,1% em maio, contra 71,4% regsitrado em fevereiro.

A pesquisa CNT/Sensus foi realizada entre os dias 10 e 14 de maio com 2 mil entrevistas em 136 municípios.

Be Sociable, Share!

Comentários

Oriana Lopes on 17 Maio, 2010 at 14:13 #

Caro Vitor,
Caro Vitor,
não tem efeito TV. Tem efeito debandada da base aliada. Tanto a Sensus quanto a Vox Populi foram encomendadas para segurar a debandada da base aliada, diante da falta de habilidade política de Dilma, publicamente demonstrada. E vão jogar pesado até o dia da eleição, o Imperador D. Lula e toda a Corte de aloprados de sua majestade, na hora em que sentirem que vão perder os empregos na máquina pública. Seguramente, vai ser uma das eleições mais terríveis da história do Brasil. Tudo que é ilicitude será praticada pelos partidários da boquinha, a turma do PT embevecida com La Dolce Vita, que eles tanto conderam. Na Bahia, tá cheio deles. Os mais afoitos no Horto e Interlagos. Outros em apartamentos em locais privilegiados e cujo condomínio, seguramente, se essa patota gostasse de trabalhar, vale pelo menos 3 vezes o salário que teriam condições intelectuais para ganhar. Triste Brasil!


danilo on 17 Maio, 2010 at 15:00 #

atenção macacada, abram o olho:

com certeza daqui pra frente vai ter mais três rodadas de pesquisas da Vox Populi e da Sensus mantendo Dilma Sargentão na frente, e todo mundo sabe q se trata de mentira, mas poucos tem coragem de dizer que o Vox Populi e o Sensus manipulam descaradamente. escrevam aí: com base no Vox Populi e no Sensus o governo vai operar um FRAUDE monstro nas eleições e Dilma vai ganhar. e aí babau. lembram do Proconsult em 1982? pois, bem, o mesmo fenômeno periga se repetir agora em 2010. e se não levantarem essa lebre………


Jader Martins on 17 Maio, 2010 at 19:00 #

Muito engraçado e risível os comentários de Oriana e Danilo . Confiável é só o Datafolha e ibope da Globo. A mesma Globo e o proconsult que o Brizola desmascarou . Ambas as mídias escondem o sucesso de Lula no Brasil e no mundo !!! Por que será ? Estas 2 midias se negam a informar os resultados da Sensus e da Vox populi. Só elas tem a verdade !!?? As 2 estão apavoradas com a realidade dos fatos. Vão ter que se render a vontade popular!!!!!!!


Oriana Lopes on 17 Maio, 2010 at 19:22 #

Come down, meu caro Jader. Mesmo que você não goste, todo mundo, inclusive a torcida do Bahia, sabe que o Vox e o Sensus, coincidentemente dois institutos mineiros, estão trabalhando para o PT. E mais: historicamente, ao longo dos anos, o Instituto Datafolha ganhou confiabilidade e respeito por não trabalhar sob encomenda. É o que mais acerta em pesquisa. E, pelo Datafolha, os números são bem diferentes…Agora, muito engraçado e risível mesmo é a diplomacia brasileira que o Lula, contumaz cara de pau, segue, porque não tem nada a perder. Convenhamos, aproveitando-se e vangloriando-se do fato de não ter qualquer escolaridade, dá-se ao luxo de se expor ao ridículo para gaudio, apenas, dos milhões de analfabetos deste país e do séquito que ele plantou na máquina pública a custa do contribuinte. É claro que, alguém que tem preparo intelectual não se subemete nem se submeteria a papéis ridículos. É preciso que se entenda isso: o espetacular para Lula deriva da dimensão intelectual de Lula, um operário, com quarta série primária que chegou a presidência do Brasil, graças a um partido de massas. Bacana. Seria ridículo para Obama, por exemplo, ou, se quiséssemos comparar com outro presidente brasileiro, Sarney, Itamar ou FHC se exporem a certos constragimentos, inúmeras gafes com autoridades internacionais, como aquelas que Lula tem protagonizado, sem criar um sério problema diplomático. Sim, porque aí ninguém alegaria a falta de preparo intelectual ou a ignorância pela qual Lula é perdoado em tudo. Lula é grande, sim, mas na pequenez dele é preciso que se entenda. Agora fica esse oba-oba em cima de gafes, grosserias, arrogância etc. e tal. “Nunca na história desse país um presidente cometeu tanta trapalhada”. Nunca na história desse país um presidente mentiu tanto. Nunca na história desse país um presidente foi tão conivente com a corrupção. Nunca na história desse país a máquina pública foi tão instrumentada de forma brutal para fazer valer os interesse de um partido. Nunca na história desse país foi fundamental mudar, mudar sim, para que a democracia a tão duras penas conquistada não seja destruída pela ditadura de um partido. Dirceu e os 40 réus do mensalão etc etc etc.


Oriana Lopes on 17 Maio, 2010 at 21:59 #

Resumindo: Lula é um político Naif, por isso faz sucesso no mundo civilizado. O mais é viajar na maionese…Esse país tá com cheiro de anos 70, quando as escolas colocavam os alunos do 1.o grau para marchar sob o som de “Esse é um país que vai pra frente!Ô, Ô, Ô (3x). De um povo unido, de grande valor! É um país que canta, trabalha e se agiganta, é o Brasil do nosso amor! Viva Lula Médici da Silva!!!!!


danilo on 17 Maio, 2010 at 22:47 #

pois é, Jader. qdo vejo o comportamento atual dos sindicalistas da CUT e de outras centrais de trabalhadores cumpanhêras do “Cara”, eu morro de pena de Joaquinzão, o finado Joaquim dos Santos Andrade, aquele líder sindical dos anos 70 que Lulla e sua turma o tachavam de pelêgo descarado. coitado do Joaquinzão porque em matéria de peleguismo ele era um pobre aspira se comparado com os mangagões da CUT, da Força Sindical, os Luis Marinho, Meneguelli, etc etc etc etc


Jader Martins on 18 Maio, 2010 at 9:06 #

10/05/2010
O camarada Serra
Posted by Leandro Fortes under Comunismo
[70] Comments

Gafe do cerimonial: na foto, Serra é o sujeito à direita de Kátia Abreu

Ao se declarar um homem de esquerda, durante entrevista na CBN, o ex-governador José Serra deve:

1) Ter caído em desgraça na revista Veja;

2) Ter caído em desgraça no Instituto Millennium;

3) Ter caído em desgraça na Fiesp;

4) Ter caído em desgraça no Clube Militar;

5) Ter caído em desgraça na ANJ;

6) Ter caído em desgraça nos blogs de esgoto;

7) Ter caído em desgraça na TFP;

8) Ter caído em desgraça na UDR;

9) Ter caído em desgraça na CNA;

10) Ter caído em desgraça na CNI;

11) Ter caído em desgraça no DEM;

12) Ter caído em desgraça em Higienópolis;

13) Ter caído em desgraça nas Organizações Globo;

14) Ter caído em desgraça na Febraban;

15) Ter caído em desgraça no PSDB.

Então, fico imaginando quem, afinal, deverá votar em José Serra, o Vermelho:

1) Os 30 mil pernambucanos beneficiados pela plataforma de indústria naval fixada no estado como parte do PAC?

2) Os 60 milhões de brasileiros beneficiados pela distribuição de renda catalisada pelo Bolsa Família?

3) Os 32 milhões de brasileiros que saíram da condição de miseráveis à de consumidores?

4) Os 1,2 milhão de trabalhadores que recebem um salário mínimo que pulou de 60 dólares, da Era Tucana, para 200 dólares, no governo Lula?

5) Os trabalhadores sem-terra perseguidos no interior de São Paulo?

6) Os familiares dos motoboys assassinados pela PM paulista?

7) O delegado Protógenes Queiroz?

8) O juiz Fausto De Sanctis?

9) Os comunistas?

10) Os eleitores de Dilma Rousseff?

E, finalmente, alguém pode me explicar como é que um sujeito de esquerda pode aparecer todo sorridente numa foto ao lado da senadora Kátia Abreu? Seria um caso clássico de infiltração esquerdista nas hostes ruralistas?


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos