maio
13
Posted on 13-05-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 13-05-2010


===========================================

DEU NO PORTAL MSN

Num esforço para desarmar o discurso da oposição de que falta à ex-ministra Dilma Rousseff experiência política, o PT apresentou a pré-candidata na propaganda partidária da sigla, divulgada em cadeia aberta de rádio e TV na noite de hoje, como figura-chave nas conquistas alcançadas pela administração do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à frente do Palácio do Planalto. O anúncio de dez minutos, que teve como protagonistas a ex-ministra e o presidente Lula, insistiu na biografia de Dilma e nas iniciativas do governo federal capitaneadas pela petista.

Conduzida pelo presidente, a propaganda teve início com a apresentação da pré-candidata. Lula mostrou Dilma como uma boa administradora e uma “mulher guerreira”. “Um dia desses, me perguntaram por que admiro a Dilma. Admiro ela por sua história e por ser uma mulher que chegou onde chegou por seus méritos. Ela é a pessoa certa”, elogiou.

Após ser exibida a trajetória da ex-ministra, com destaque ao tempo em que militou contra a ditadura militar, Lula disse que essa parte da história de Dilma o fazia lembrar do ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela, líder do movimento de oposição ao regime de apartheid. “A cada dia a Dilma supera a minha expectativa. Essa mulher vai ter um papel cada vez mais importante no Brasil.”

Na sequência, Lula relatou os primeiros passos da ministra em seu governo. Em um primeiro momento como ministra de Minas e Energia e depois como ministra da Casa Civil. “A prova definitiva de sua competência foi quando chamei Dilma para a Casa Civil. Grande parte do sucesso do meu governo está no trabalho de Dilma”, ressaltou.

O presidente também atribuiu o programa Luz Para Todos, uma das vitrines da administração de Lula, como um projeto de Dilma. “Uma das coisas que me impressionou foi quando a Dilma me propôs o Luz para Todos. Eu vi que ela tinha experiência e ideias”, afirmou.

A propaganda mostrou Dilma visitando obras do governo federal e escalou três ministros do governo Lula para evidenciar sua importância na gestão petista. “Dilma é uma grande aliada da economia brasileira”, elogiou o ministro da Educação, Fernando Haddad. “Dilma é uma política de visão e sensibilidade que contribuiu para enfrentar a crise financeira mundial”, ressaltou o ministro da Fazenda, Guido Mantega. “Vejo poucas pessoas com a capacidade de planejar e liderar como a Dilma”, salientou o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo.

A inserção partidária petista utilizou três pontos para comparar os governos Lula e Fernando Henrique Cardoso – geração de emprego, racionamento de energia e ascensão da classe com redução da pobreza no País. Em todos, exibiu números vantajosos sobre o “governo Fernando Henrique/Serra”.

A propaganda do PT estava ameaçada de não ir ao ar na noite de hoje. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) esperava julgar até as 20 horas de hoje duas representações impetradas pelo PSDB e pelo DEM que pediam a suspensão da peça. O julgamento de outros processos impediram com que os ministros analisassem as representações a tempo. O Ministério Público Eleitoral (MPE) havia se posicionado nesta semana favorável à suspensão da propaganda em parecer enviado ao TSE.

maio
13


==========================================
BOA NOITE!!!

maio
13
Posted on 13-05-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 13-05-2010

Serra canta na Radio Jornal

========================================
O pré-candidato do PSDB a presidente da República, José Serra , teve nesta quinta-feira um dia de intensa movimentação , atividades de agenda de candidato e contatos políticos em sua visita a Pernambuco, embora ressalvando a cada momento que não está em campanha eleitoral nesta sua viagem pelo Nordeste.

Em Recife , durante entrevista na Radio Jornal do Comércio – a emissora pernambucana “que fala para o mundo – o tucano até cantou alguns versos de “Fim de Caso”, o samba canção de Dolores Duran.

Na capital pernambucana, um dia depois de classificar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva como “um homem simpático”, na passagem por Natal (RN) , José Serra foi além e disse que o petista “está acima do bem e do mal”.

Na entrevista a um programa popular na rádio Jornal reconheceu a alta popularidade de Lula no Estado.O tucano admitiu que o presidente é muito bem avaliado, mas afirmou não ter medo dos números.

“A popularidade dele tem razão de ser. Lula está acima do bem e do mal. Nada está acima de Lula”, respondeu, deixando escapar um sorriso sem graça.

Perguntado depois do programa se a resposta era uma ironia, ele negou. “Lula é muito querido e ele merece”, ressalvando que Lula não é candidato a nada nas eleições de outubro.

( Postado por Vitor Hugo Soares, com informações da Rede Bom Dia de jornais)

maio
13

Bassuma: sucesso verde na Metrópole

========================================
DEU NO PORTAL DA METRÓPOLE

O pré-candidato do Partido Verde (PV) ao governo da Bahia, Luiz Bassuma, criticou veementemente a política do governo Wagner. O deputado federal foi entrevistado na manhã desta quinta-feira (13) por Mário Kertész durante o Jornal da Bahia no Ar. Na visão de Bassuma, Jaques Wagner foi eleito na tentativa do povo baiano de quebrar o modelo implementado no governo estadual. “Mas a principal falha do PT é que não mudou a prática política. O que ele sempre condenou, ele faz igual ou pior”.

O deputado classificou três pontos fundamentais para a administração pública. Segundo ele, o governo precisa manter o bom nível na educação, saúde e segurança, serviços classificados como cruciais. “Quando trata isso bem, a tendência é o resto também ir bem”, disse.

Dos três pontos citados, Bassuma classificou a segurança pública como o mais carente no Estado. Para ele, não adianta comprar mais viaturas ou armamentos, é preciso qualificar o material humano e investir em um serviço de inteligência eficaz para a polícia baiana.

Presidência – Durante a entrevista, o deputado federal fez diversas relações com a pré-candidata do partido à Presidência da República, Marina Silva. “Quem acha a história de Lula bonita e forte, a de Marina é muito mais”.

O deputado comentou a trajetória política, o desgaste com o Partido dos Trabalhadores (PT) e revelou ter pedido a expulsão do ministro da Cultura, Juca Ferreira, do Partido Verde. “Eu disse: se vocês não expulsarem o Juca, quem vai se desgastar na Bahia é o PV”.

O pré-candidato foi entrevistado por mais de uma hora e meia. Bassuma comentou o sistema político, falou sobre a campanha eleitoral e respondeu às perguntas de Mário Kertész e às participações dos ouvintes.

( Informações do portal da Metrópole: http://www.radiometropole.com.br/noticias/ )

maio
13
Posted on 13-05-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 13-05-2010

Impressão colhida de interlocutores mais próximos e de maior confiança do ex-governador e ex-ministro Waldir Pires, sobre os estranhos movimentos desses últimos dias no PT e no governo da Bahia, na hora do afunilamento para escolha do segundo nome ao senado na chapa governista de Jaques Wagner:

Nas conversas mais íntimas Waldir não esconde: anda decepcionado com a conduta do governador Wagner na condução política da pendenga partidária. O ex-governador, postulante à indicação do partido, está convencido de que instrumentos do Estado estão sendo usados pra pressionar os petistas a apoiarem o deputado e ex-secretário Walter Pinheiro, que também postula a indicação do partido.

Waldir já está sentindo a inversão da onda por efeito da pressão. Lideranças que antes o apoiavam agora se bandeiam para o lado de Walter Pinheiro. Acostumado a resistir e “homem de partido”, como repete sempre,, Waldir ainda acredita que a vontade interna da maioria do PT baiano o favorecerá, se houver prévias, apesar das pressões da máquina.

A conferir

(Vitor Hugo Soares)

maio
13
Posted on 13-05-2010
Filed Under (Artigos, Ivan) by vitor on 13-05-2010

Dorneles:  recuo do PP

=========================================
O PP, um dos principais partidos da base de sustentação do governo Lula e que se acreditava favas contadas na aliança que apoiará a candidata petista à sucessão presidencial, Dilma Rousseff, pediu tempo para pensar. Isso pode ter reflexos na Bahia, superficiais ou profundos, mas é questão para cujo esclarecimento cumpre esperar mais um pouco. Este é o tema principal do artigo do jornalista político Ivan de Carvalho, na Tribuna da Bahia, que Bahia em Pauta reproduz.
(VHS)

===============================================

OPINIÃO POLÍTICA

O PP pede tempo

Ivan de Carvalho

1. O PP, um dos principais partidos da base de sustentação do governo Lula e que se acreditava favas contadas na aliança que apoiará a candidata petista à sucessão presidencial, Dilma Rousseff, pediu tempo para pensar. E para medir, com base em observações e pesquisas eleitorais. Isso pode ter reflexos na Bahia, superficiais ou profundos, mas é questão para cujo esclarecimento cumpre esperar mais um pouco.
O presidente nacional do PP, Francisco Dornelles, disse ontem que seu partido só decidirá em junho qual o candidato a presidente que vai apoiar. E acrescentou que os diretórios estaduais estão liberados para fazerem as alianças que quiserem. Há estimativas de que dez diretórios estaduais apoiarão José Serra e os restantes permanecerão governistas, apoiando Dilma Rousseff.
Mas o PP, por sua convenção nacional, escolherá um candidato a presidente, ingressando na coligação às eleições majoritárias liderada por este candidato ou candidata, o que terá um impacto político-eleitoral favorável, além de somar para este candidato tempo na propaganda eleitoral gratuita no rádio e televisão.
E o que aconteceu ontem no Rio Grande do Sul? O presidente nacional do PP, Francisco Dornelles, tio do tucano mineiro Aécio Neves, reuniu-se em Brasília com o presidente nacional do PSDB, senador pernambucano Sérgio Guerra. Na reunião estavam também os presidentes do PP e PSDB do Rio Grande do Sul. E então anunciou-se o apoio do PP gaúcho à candidatura presidencial do tucano José Serra. É a primeira seção estadual do PP a declarar formalmente apoio a Serra.
Sugiro que o leitor mesmo tire sua conclusão a respeito de para qual candidatura a presidente da República o deputado Francisco Dornelles empurra a sardinha do PP. Para facilitar mais ainda essa conclusão, lembro que o presidente nacional do PP é o nome mais cotado, nas duas últimas semanas, em todas as especulações, para ser o candidato a vice-presidente da República na chapa do tucano José Serra.
2. Ontem certamente não foi um bom dia para a candidata Dilma Rousseff, que além de amargar essa má notícia gaúcha ainda deu uma escorregada de quebrar a parte extrema inferior da coluna vertebral, para usar a terminologia dos ortopedistas e não a popular. É que defendendo a posição brasileira de ficar acariciando o tresloucado (faz tempo que não vejo esta palavra escrita em jornal, antigamente A Tarde adorava incluí-la nas reportagens sobre suicídio) presidente Ahmadinejad, disse que o Irã “controla armas nucleares”.
Ora, o Irã já está com os bofes para fora de tanto dizer que jamais pretende controlar essas armas, embora os outros países e a torcida do Flamengo estejam cansados de saber que a República Islâmica só pensa em fazer a bomba. Mas, ao contrário do que disse Rousseff, não controla ainda. Vai ver, a candidata do PT à Presidência da República é uma dessas raras pessoas que estão à frente do seu tempo e, assim, fala de coisas futuras no presente do indicativo. E se assim é, tempo não deve perder em incluir mais esse galardão no seu currículo, na Plataforma Lattes do CNPq.

  • Arquivos