abr
27
Postado em 27-04-2010
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 27-04-2010 13:49

Zé Alencar:”sou o vice presidente da República”

===========================================
A bruxa anda solta, e não só na Salvador agressiva destes últimos dias, da Pituba à periferia. Na manhã desta terça-feira, o vice-presidente da República, José Alencar, confirmou em Brasília que foi vítima, na noite de domingo, em seu apartamento no Rio, do golpe do falso sequestro.

Alencar contou que sem empregados em casa no domingo, ele mesmo atendeu ao toque do telefone em seu apartamento, em Ipanema,, aceitando a chamada a cobrar. Do outro lado da linha ouviu o choro forte de uma jovem, que ele julgou fosse uma de suas filhas.
Ela apelava, desesperada: “Meu pai, meu pai, me pegaram, meu pai, estou amarrada, paga logo eles para eles me soltarem, meu pai!”. Ato contínuo, um suposto sequestrador assumiu o telefone, anunciando que a moça estava em seu poder e exigindo R$ 50 mil de resgate.

Segundo revela o portal Terra, muito tenso, Alencar tentou argumentar, alegando não ter, àquela hora, tal soma. “Não sou do Rio, não tenho tudo isso aqui!”. O criminoso, irredutível, também pediu joias. Alencar explicou que sua mulher, muito religiosa, fizera promessa e não as tinha. Depois de negociar sob pressão emocional, ouvindo o choro da “filha” ao fundo, Alencar conseguiu baixar para R$ 20 mil e, em seguida, sem desligar, acionou o empresário Walter Moraes: “Preciso pegar R$ 20 mil com urgência no Banco do Brasil”. O amigo se prontificou, ouvindo: “Então manda providenciar para mim, é uma emergência, é uma emergência”.

Enquanto aguardava pelo dinheiro, ainda ao telefone, o interlocutor fez a pergunta: “Você trabalha com o quê?”. E ele: “Eu sou vice-presidente da República do Brasil”. E o bandido: “Qual é seu nome?”. “José Alencar Gomes da Silva”. Ato contínuo, o bandido desligou. A segurança da Vice-Presidência apura a origem do telefonema, que, tudo leva a crer, foi mais um a partir de presídios, que, por mais que a população sofra, continuam a receber sinal das empresas de telefonia móvel, mais afeitas ao seu lucro do que às necessidades da população.

A tentativa de extorsão pelo telefone sofrida pelo vice-presidente da República José Alencar, enquanto estava em sua residência, no bairro de Ipanema (Zona Sul), no último domingo, serve para reforçar o alerta aos moradores da cidade sobre os riscos do golpe aplicado por bandidos. Alencar relatou à colunista do Jornal do Brasil Hildelgard Angel que, depois de ouvir uma voz feminina clamando por socorro e ser informado pelos criminosos de que se tratava da sua filha, não desligou o telefone e negociou. Nervoso, conseguiu reduzir o valor de R$ 50 mil (pedido pelos golpistas) para R$ 20 mil. A conversa só não avançou porque os bandidos desligaram após serem informados de que estavam falando com o vice-presidente da República.

(Leia mais sobre o caso no portal Terra: ( http://noticias.terra.com.br )

Be Sociable, Share!

Comentários

MARINALVA ARCANJO on 28 Abril, 2010 at 13:31 #

quero dizer que o sr jose alencar.é minha espiração de vida.eu nunca vi uma pessoa tão maravilhosa.um grande abraço.e continui assim.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos