abr
14
Postado em 14-04-2010
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 14-04-2010 12:00

Deu na revista digital Terra Magazine

O repórter Claudio Leal revela na cobertura para Terra Magazine: Depois do lançamento da candidatura presidencial em Brasília, José Serra inicia pré-campanha em viagem rápida a Salvador, antes de cumprir agenda em Minas Gerais. Bahia em Pauta reproduz. Confira.

===============================================================

Em sua visita a Salvador, na tarde desta quarta-feira, o pré-candidato do PSDB à presidência, José Serra, vai inaugurar uma estratégia que deve marcar sua campanha nos próximos meses: viagens rápidas pelo País, ramificando encontros políticos. A agenda baiana, azeitada ontem às pressas, inclui uma visita às Obras Sociais de Irmã Dulce, a freira baiana morta em 1992 e responsável pelo mais famoso trabalho de caridade na capital.
Depois do Hospital Santo Antonio, Serra andará pelo Mercado Modelo, cartão-postal da Cidade Baixa, famoso por suas bancas de artesanato e rodas de capoeira. Dessa forma, são esperadas as poses fotográficas mais tradicionais da Bahia. Encerrado o tour, o pré-candidato concederá uma entrevista à Rádio Metrópole, do apresentador e ex-prefeito de Salvador Mário Kertész.

Durante o roteiro, Serra vai ser acompanhado pelo pré-candidato do DEM ao governo da Bahia, Paulo Souto, e lideranças do PSDB no Estado, como o deputado federal Jutahy Magalhães, um de seus principais articuladores políticos, e o ex-prefeito Antonio Imbassahy. O líder tucano na Câmara, João Almeida, se encontra em São Paulo, mas pretende se incorporar à comitiva. Semanas atrás, especulou-se o nome de Souto para vice de Serra.
– Esse modelo de visita à Bahia vai ser muito comum na campanha, vai se repetir em diversos Estados. A ideia é ter contato com a sociedade e ganhar visibilidade através de entrevistas, aproximando-se da realidade local – diz Jutahy Magalhães.

Presidente do PSDB baiano e cotado para uma vaga na chapa do Senado, Antonio Imbassahy garante que a visita “não tem nada de política”. Na próxima segunda-feira, Serra iniciará “oficialmente” a pré-campanha em Minas Gerais. Mas há todo o sabor de que a Bahia passou uma rasteira de camará nos mineiros.

– Vamos optar pela agilidade e não por aquele modelo tradicional de fazer reuniões fechadas com cúpulas e discursos. Isso pode até ocorrer, mas o modelo de Salvador vai se repetir a partir de agora – completa Jutahy.

O cenário eleitoral baiano se complicou com a aliança PMDB-PR no Estado: o ex-ministro peemedebista Geddel Vieira Lima tirou do colo petista o senador César Borges, que deseja reeleger-se. Com isso, o governador Jaques Wagner (PT) enfraqueceu suas sereias para atrair ex-afilhados de Antonio Carlos Magalhães (1927-2007). Lideranças tucanas ouvidas por Terra Magazine afirmam que Serra não se meterá nas brigas do terreiro local. “Ele vai estar longe disso”, esquiva-se um dos interlocutores do ex-governador paulista.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos