abr
13
Postado em 13-04-2010
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 13-04-2010 15:42

Jadwiga Kaczynska não sabe que um dos seus gémeos morreu sábado num acidente aéreo na cidade russa de Smolensk. A mãe de Lech e Jaroslaw Kaczynski, de 83 anos, encontra-se internada nos cuidados intensivos do hospital militar de Varsóvia, capital polaca, na sequência de problemas cardíacos e arteriais muito graves.

“Tendo em conta o seu estado de saúde, o seu filho Jaroslaw não quer que ela tenha conhecimento da morte de Lech”, declarou, à AFP, o porta-voz daquele hospital polaco, Piotr Dabrowiecki, acrescentando que a situação da idosa “é grave mas estacionária. Ela dorme e retoma a consciência de tempos a tempos”.

A saúde da mãe foi o que levou Jaroslaw a não ir com Lech. O chefe do Estado polaco seguia num avião Tupolev-157 com mais 95 pessoas que iam participar nas comemorações do 70.º aniversário da morte de 20 mil polacos às mãos dos soviéticos. O aparelho caiu na floresta de Katyn, o mesmo local onde há sete décadas ocorreram os fuzilamentos.

Lech e Jaroslaw falaram ao telefone meia-hora antes do acidente, disse à Ria Novosti Adam Bielan, eurodeputado polaco e membro do partido dos gémeos, o conservador Lei e Justiça. O ex-primeiro-ministro perguntou ao irmão se já tinha chegado ao destino, tendo ele respondido que ainda não, mas que não faltava muito.

A queda do aparelho é atribuida ao faco de o piloto ter ignorado os avisos meteorológicos feitos pelo controladores russos. Além do chefe do Estado polaco seguiam no avião os líderes dos quatro ramos das Forças Armadas da Polónia, o presidente do banco central e do comité olímpico, um ex-presidente, bispos, vários secretários de Estado, deputados e senadores e ainda a mulher de Lech, Maria Kaczynska, cujo corpo foi ontem identificado e só hoje chegará a Varsóvia.

O seu corpo e o do marido serão velados pelos polacos no palácio presidencial da capital , estando as cerimônias fúnebres previstas para sábado ou domingo. As autoridades estudam três lugares possíveis para o enterro: a catedral de São João, o cemitério de Powazki ou a catedral de Wawel, esta última na cidade de Cracóvia, onde repousam todos os reis e presidentes da Polónia.

O trauma sofrido por Jaroslaw pela morte do seu irmão gémeo “constitui um choque emocional muito maior do que entre irmãos que não são gémeos verdadeiros. É como se alguém lhe tivesse amputado um dos seus membros”, disse, à AFP, Witold Malinowski, da Universidade da Pomerânia.

( Com informações do portal TSF , de Portugal)

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos