abr
07
Postado em 07-04-2010
Arquivado em (Artigos) por vitor em 07-04-2010 11:20

Bassuma: “grandes montanhas”

=================================================================

“Graças a Deus até agora consegui manter a coerência entre o que penso, o que falo ou escrevo e, principalmente, com o que faço”.Este é um trecho da carta
mandada ao jornalista político Ivan de Carvalho pelo deputado Luiz Bassuma, expulso pelo PT, que deverá disputar pelo Partido Verde o governo da Bahia . Ivan publica (e comenta) a carta em sua coluna desta quarta-feira na Tribuna da Bahia, que Bahia em Pauta reproduz.
(VHS)

=============================================================
OPINIÃO POLÍTICA

Bassuma, o resgate

Ivan de Carvalho

Recebi uma carta do deputado Luiz Bassuma, candidato do Partido Verde a governador e presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Vida – contra o Aborto, um movimento que trabalha para salvar milhões de vidas. Uma missão que vale milhões de vezes mais do que uma carteirinha do PT, que o expulsou por lutar contra esse grande massacre dos inocentes. Importa a mim – e certamente a milhões de outros eleitores – saber o que cada candidato pensa e se propõe a fazer a respeito do aborto.
Peço ao deputado que, numa eventual nova carta, abstenha-se dos elogios.
Quanto à afinidade que ele afirma haver entre mim e ele, não o desautorizo.
“Caro jornalista Ivan de Carvalho,
Sou leitor assíduo de seus excelentes artigos, sempre sustentados por uma lucidez e uma clareza indispensáveis ao talento jornalístico. Além da boa técnica de redação, seus escritos facilmente traduzem a visão de mundo daquele que se propõe a ser um formador de opinião.
E é nesse ponto que desejo ressaltar nosso enorme grau de afinidade. Estou com 54 anos e já vivi muitas experiências que colocaram em prova minha capacidade de manter a coerência de princípios quando o preço a ser pago é uma demissão de um cargo ou emprego ou uma renúncia a vantagem financeira.
Graças a Deus até agora consegui manter a coerência entre o que penso, o que falo ou escrevo e, principalmente, com o que faço. Neste momento vivencio experiências muito ricas ao me colocar como pré-candidato a governador da Bahia pelo Partido Verde. Muitas vezes a sensação é de uma pequena pedra enfrentar grandes montanhas. O desafio é enorme.
A estrada tem sido espinhosa e talvez seja mais espinhosa ainda na frente. Não importa. O que realmente me entusiasma é o resgate de uma utopia abandonada pelo PT depois que chegou ao poder. Sou daqueles que como você e tantos outros homens e mulheres de bem ainda acreditam ser possível unir política e ética.Neste sentido, foi muito oportuna sua abordagem na TB de hoje (1/4/2010) sobre a questão do segundo turno, onde “um atilado e experiente analista político” supõe que nossa candidatura do PV ao governo, “terá de oito a dez por cento dos votos, e isto seria a garantia de que haverá segundo turno, enquanto Marina, candidata a presidente do mesmo partido, chegará aos 15 por cento”.
Por certo estamos confiantes de um resultado positivo na atual eleição, a primeira na Bahia em que o PV disputa na majoritária, com nosso nome para governador e o do deputado federal Edson Duarte para o Senado. Uma chapa que, temos certeza, vai surpreender e pode se constituir num verdadeiro fenômeno eleitoral neste pleito, em que os conchavos fisiológicos e espúrios de outros partidos terminam favorecendo nossa legenda, construída em torno de ideais e princípios éticos que devem nortear a verdadeira política.
Concluo, manifestando meu apreço por seus artigos que muitas vezes serviram para reanimar minhas energias, especialmente naqueles momentos em que o mundo nos machuca, agride, maltrata. Nestes momentos nossa humanidade se ressente, mas logo em seguida coisas acontecem que nos levantam novamente, para mostrar que se existe um ponto de sofrimento existem milhares de outros pontos a nos mostrar a perfeição das Leis Universais. Paz e luz.

Luiz Bassuma – deputado federal e pré-candidato ao governo da Bahia pelo PV

Be Sociable, Share!

Comentários

luiz alfredo motta fontana on 7 Abril, 2010 at 16:00 #

Olhando de longe

O deputado Bassuma, pelo que decorre da missiva e da apresentação da mesma, qualifica-se ao cargo de goverrnador pela luta contra o aborto.

Ressalvando-se e descartando-se qualquer alusão ao mérito de sua luta, até por considerar que cabe às mulheres, e só a elas, a decisão sobre o tema, fica a pergunta:

O que fará o deputado caso eleito com sua bandeira?

Afinal não pertine à atividade de governador, qualquer decisão ou ingerência sobre aborto, a menos que, em atendimento aos preceitos federativos, venha a Constituição abrigar dispositivo que possibilite a legislação estadual sdobre a matéria.

IIludir o eleitorado, brandindo o “não ao aborto”, para concorrer ao cargo de adminisdtrador-mor da Bahia, parece ser no mínimo inadequado.

Assim, afora a relação fraterna com o articulista, nenhuma informação útil ao eleitor baiano, ao que parece, emana da missiva e de sua divulgação, restando, mesmo que justificada, apenas a compreensão que move as amizades e suas consequentes concessões.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos