abr
02
Postado em 02-04-2010
Arquivado em (Artigos, Vitor) por vitor em 02-04-2010 23:16

Interlagos: Geddel fecha chapa aqui

==========================================================

DEU NA REVISTA DIGITAL TERRA MAGAZINE

Vitor Hugo Soares
De Salvador (BA)

Praticamente todos os caminhos do PMDB na Bahia levam ao litoral norte de Salvador neste feriado da Semana Santa. Mais exatamente ao condomínio privado de Interlagos, onde o ex-ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, conversa com seus principais aliados políticos na tentativa de superar dificuldades e fechar a chapa das eleições majoritárias para o governo do Estado, que pretende lançar até quarta-feira, 7.

Na corrida pelo Palácio de Ondina, Geddel terá pela frente não só o seu ex-aliado no pleito passado e maior adversário atualmente, o petista Jaques Wagner. Também o ex-governador do DEM, Paulo Souto, ex-carlista que tenta reconduzir suas forças ao poder, além do deputado Luiz Bassuma, expulso do PT e que se prepara para concorrer ao governo pelo Partido Verde, no palanque baiano da senadora Marina Silva.

Agora sem cargo de comando no governo federal e dependendo de uma vitória para não ficar sem mandato quando acabar o atual de deputado federal , Geddel e seus aliados sabem que a vulnerabilidade é maior. Trabalham e atuam mas discretamente para preencher “buracos” e afastar “dúvidas” que persistem na formação da chapa do PMDB, antes do anúnicio que se quer festivo , feérico e com repercussão nacional.

“Mas ainda falta decidir detalhes e agora mesmo estou indo para Interlagos, onde juntamente com o ministro Geddel e companheiros do PMDB e aliados, as coisas serão acertadas. Depois a gente conversa”, disse a Terra Magazine um dos nomes de maior trânsito junto ao ex-ministro no âmbito parlamentar e das articulações políticas.

Nas conversas em Interlagos para a formação da chapa da coligação PMDB, PSC e PTB, um dos temas mais espinhosos será a escolha do vice. Até duas semanas ante, era dado como “pule de 10” a escolha do empresário e magnata na área da mineração no Estado, João Cavalcanti. Ele chegou a dar entrevista ao jornal Tribuna da Bahia, afirmando que o martelo havia sido batido em torno de seu nome.

Desde ontem, porém, em volta da casa de praia de Geddel Vieira Lima, os ruídos de uma reviravolta eram cada vez mais fortes. Motivos: o gênio excessivamernte impetuoso e a notória “língua solta” do empresário, que tem gerado alguma polêmica e muitas críticas, principalmente em relação ao seu temperamento agressivo com a imprensa.

Cresceram as apostas pelo nome da deputada do PMDB, Marizete Pereira, mulher do vice-governador de Wagner mas aliado de Geddel, que daria o toque feminino desejado ao palanque peemedebista. Para o Senado, uma das escolhas deve recair em Edvaldo Brito, vice-prefeito de João Hentique Carneiro (PMDB) e ex-prefeito de Salvador. A outra vaga do Senado seria de Eliel Santana.

Mas ainda resta a incógnita do polêmico e explosivo magnata da mineração, João Cavalcanti.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos