abr
02
Posted on 02-04-2010
Filed Under (Artigos, Vitor) by vitor on 02-04-2010

Interlagos: Geddel fecha chapa aqui

==========================================================

DEU NA REVISTA DIGITAL TERRA MAGAZINE

Vitor Hugo Soares
De Salvador (BA)

Praticamente todos os caminhos do PMDB na Bahia levam ao litoral norte de Salvador neste feriado da Semana Santa. Mais exatamente ao condomínio privado de Interlagos, onde o ex-ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, conversa com seus principais aliados políticos na tentativa de superar dificuldades e fechar a chapa das eleições majoritárias para o governo do Estado, que pretende lançar até quarta-feira, 7.

Na corrida pelo Palácio de Ondina, Geddel terá pela frente não só o seu ex-aliado no pleito passado e maior adversário atualmente, o petista Jaques Wagner. Também o ex-governador do DEM, Paulo Souto, ex-carlista que tenta reconduzir suas forças ao poder, além do deputado Luiz Bassuma, expulso do PT e que se prepara para concorrer ao governo pelo Partido Verde, no palanque baiano da senadora Marina Silva.

Agora sem cargo de comando no governo federal e dependendo de uma vitória para não ficar sem mandato quando acabar o atual de deputado federal , Geddel e seus aliados sabem que a vulnerabilidade é maior. Trabalham e atuam mas discretamente para preencher “buracos” e afastar “dúvidas” que persistem na formação da chapa do PMDB, antes do anúnicio que se quer festivo , feérico e com repercussão nacional.

“Mas ainda falta decidir detalhes e agora mesmo estou indo para Interlagos, onde juntamente com o ministro Geddel e companheiros do PMDB e aliados, as coisas serão acertadas. Depois a gente conversa”, disse a Terra Magazine um dos nomes de maior trânsito junto ao ex-ministro no âmbito parlamentar e das articulações políticas.

Nas conversas em Interlagos para a formação da chapa da coligação PMDB, PSC e PTB, um dos temas mais espinhosos será a escolha do vice. Até duas semanas ante, era dado como “pule de 10” a escolha do empresário e magnata na área da mineração no Estado, João Cavalcanti. Ele chegou a dar entrevista ao jornal Tribuna da Bahia, afirmando que o martelo havia sido batido em torno de seu nome.

Desde ontem, porém, em volta da casa de praia de Geddel Vieira Lima, os ruídos de uma reviravolta eram cada vez mais fortes. Motivos: o gênio excessivamernte impetuoso e a notória “língua solta” do empresário, que tem gerado alguma polêmica e muitas críticas, principalmente em relação ao seu temperamento agressivo com a imprensa.

Cresceram as apostas pelo nome da deputada do PMDB, Marizete Pereira, mulher do vice-governador de Wagner mas aliado de Geddel, que daria o toque feminino desejado ao palanque peemedebista. Para o Senado, uma das escolhas deve recair em Edvaldo Brito, vice-prefeito de João Hentique Carneiro (PMDB) e ex-prefeito de Salvador. A outra vaga do Senado seria de Eliel Santana.

Mas ainda resta a incógnita do polêmico e explosivo magnata da mineração, João Cavalcanti.

João Henrique:reação assusta

===========================================================

CLAUDIO LEAL

Na semana do aniversário de 461 anos de Salvador, o prefeito João Henrique Carneiro (PMDB) recuou diante de protestos de moradores e anulou o decreto de desapropriação de imóveis numa área de 324 mil metros quadrados. Em 13 de maio de 2009, Terra Magazine divulgou, com exclusividade, a ameaça a uma das regiões mais belas de Salvador, na Cidade Baixa.

À época, o antropólogo Roberto Albergaria, um dos principais mobilizadores na oposição ao projeto, afirmou que se tratava de “uma monstruosidade burocrática”. Em parceria com empreiteiras, a Prefeitura pretendia construir shoppings, marinas e parque hoteleiro. Os habitantes da região congelada para fins de desapropriação nunca foi ouvida sobre os planos de João Henrique. O governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), considerou “estranho” o decreto: “É muito estranho…. é muito esquisito…. Espero que não esteja ligado à especulação imobiliária”.

Numa entrevista Terra Magazine, o secretário de Desenvolvimento Urbano, Habitação e Meio Ambiente de Salvador, Antonio Abreu, reconheceu que não ouviu, oficialmente, o Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). Mais: admitiu a demolição de prédios históricos, como a Fábrica Luiz Tarquínio, marco do início da industrialização baiana, no século 19. Para o secretário, um campo de futebol, localizado na praia da Boa Viagem, era mais “emblemático” e “histórico” do que a fábrica: “Aquele campo de futebol é emblemático. Você não conhece um itapagipano que não tenha jogado ali”.

A nulidade foi pu­blicada no Diário Oficial do Município de 30 de março de 2010.

A área de 324 mil metros quadrados, na orla da Baía de Todos os Santos, inclui bens tombados pelo patrimônio histórico – como o Abrigo D. Pedro II e o Forte do Monte Serrat, palco da resistência aos holandeses em 1624 -, prédios abandonados, residências, lojas de varejo, antigas fábricas e casarões seculares.

A Prefeitura chegou a anunciar, com estrépito, o projeto “Salvador Capital Mundial”, oferecido ao Estado por empreiteiras, oficialmente como parte das mudanças de infraestrutura para a Copa do Mundo de 2014. O governo municipal não apresentou um estudo sobre o impacto humano das maquetes e esboços. Depois de críticas de urbanistas, ambientalistas e moradores, oferece o primeiro recuo.

abr
02
Posted on 02-04-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 02-04-2010

A ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE AUTISMO – ABRA-, participou ontem, 1 de abril, das comemorações internacionais em torno do Dia Mundial de Consciência sobre o Autismo na noite de 1º de abril, quando o prédio Empire State em NY esteve aceso com luzes azuis, chamando atenção para a síndrome.

O DIA MUNDIAL DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE O AUTISMO transcorre nesta sexta-feira santa dia 2 de abril. Em Camaçari luzes azuis serão acesas em praça. “Em São Paulo a Secretária da Pessoa com Deficiência, Dra. Linamara achou a ideia boa e vai iluminar os prédios da Secretaria da Educação e da Secretaria da Pessoa Com Deficiência.

Marisa diz que a campanha foi repassada para o resto do mundo para que todas as pessoas possam acender uma luz azul em suas casas. Outros prédios por todo o país e o resto do mundo estarão acendendo luzes azuis.

Os pais de autistas deverão estar seguindo as seguintes orientações para chamar a atenção sobre o Autismo, que no Brasil atinge a 2 milhões de pessoas com diversos graus de comprometimento:

No dia 2 de abril vestir uma peça de roupa azul, camiseta ou calça e pedir pra seus amigos, familiares ou colegas de trabalho para vestirem também, tirar fotos e repassá-las. Publicar em flickr, orkut, twitter, facebook;

Na Bahia, a AMA-Ba durante toda a semana fez panfletagens em diversos cantos da capital baiana e região metropolitana do salvador em comemoração ao Dia Mundial do Autismo e por conta do feriado no dia 02 de abril, estará com seus pais, alunos, professores e amigos na avenida paralela e na sinaleira do Iguatemi, com faixas e distribuição de panfletos informativos da nossa campanha pela arrecadação de doações para a entidade quitar seus débitos e assim poder continuar atendendo às pessoas com autismo no estado. Metade dos débitos já está quitada graças apenas ao apoio da sociedade baiana. E sobretudo conscientizando acerca da síndrome.

Angélica Menezes, jornalista baiana e mãe de autista.
71 86062252

  • Arquivos