mar
29
Postado em 29-03-2010
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 29-03-2010 22:48

Le Monde:últimos retoques

==================================================================

O jornal francês “Le Monde”, um dos mais tradicionais e influentes diários da Europa, chega às bancas nesta terça-feira com várias mudanças editoriais, depois de ter começado hoje a cobrar pelo acesso aos conteúdos da edição impressa disponibilizados na sua página da Internet.

Segundo o espanhol “El País”, quem quiser ler os artigos da edição de papel do jornal francês terá de comprá-lo nos quiosques por 1,40 euros (preço em França) ou pagar 15 euros por mês para conseguir vê-los online, no iPhone ou no iPad.

Com esta mensalidade, o leitor poderá também ter páginas personalizadas, um resumo da atualidade também personalizado e alertas com informação econômica e notícias exclusivas da redação do “Le Monde”.

Enquanto os conteúdos da versão impressa vão sendo progressivamente retirados das áreas de livre acesso, a parte gratuita do site passa a conter informações exclusivas para a Internet, conforme explicou o diretor do LeMonde.fr, Philippe Jannet.

Já o jornal em papel sofre várias mudanças, como a passagem do editorial para a primeira página, a inclusão diária de uma grande reportagem de duas ou três páginas e a transformação da página dois,  intitulada “24 horas no mundo”, num resumo dos acontecimentos mais relevantes.

LEITURA RÁPIDA

Segundo uma nota da diretora da redação, Sylvie Kauffman, o objetivo é oferecer espaços de leitura rápida que permitam apreender o essencial da atualidade em dez minutos, preservando as pesquisas, as reportagens e os artigos de fundo para os que têm mais tempo.

Surgirá uma nova rubrica, “Contra Investigação”, reflexo de um jornalismo de constantes interrogações e destinada a levar o leitor “além das declarações oficiais, das sessões fotográficas em ‘trompe-l’oeil’ e das estatísticas opacas”.

Sylvie Kauffman admite que as alterações surgem como uma reação à crise que afeta a imprensa escrita, que tem assim uma oportunidade de renovação, sobretudo quando se trata de um jornal já conhecido e com 65 anos como o “Le Monde”.

(Com informações de “El País”, Espanha, e Público, Portugal )

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos