mar
17
Postado em 17-03-2010
Arquivado em (Multimídia, Newsletter) por vitor em 17-03-2010 22:41


================================================
Se viva estivesse a cantora Elis Regina teria completado 65 anos nesta quarta (17).Apesar da morte precoce e trágica, ela deixou uma vasta e brilhante obra na MPB, que como a saudade que ela deixou é imortal.

Elis Regina, também conhecida como Pimentinha, era uma cantora singular. Até hoje ninguém se compara ao fenômeno Elis.Considerada a maior cantora do Brasil, Elis morreu aos 36 anos, em 1982. Sua obra é referência para novos artistas e sua discografia sempre é relembrada.

Tellé Cardim, editora de Cultura da Record, conheceu Elis nos bastidores do famoso festival da TV Record, nos anos 60. Tellé era uma das universitárias que torciam pelos cantores da época.

– Ela era muito exigente e perfeccionista. Uma vez a Elis me falou que não gostava de quem não tinha amor pelo que fazia. E que ela fazia sucesso porque transmitia amor para o público.

Jair Rodrigues, cantor que gravou nos anos 60 o histórico programa de TV Fino da na Bossa ao lado de Elis, sente saudades da amiga.

– É um dia sempre triste. Ela é considerada não só pelo Brasil, mas como pelo mundo como uma das maiores cantoras que já existiram. Nós tínhamos um enorme respeito e carinho um pelo outro.

Jair também confessa.

– Meu filho Jairzinho nasceu no mesmo dia do aniversário da Elis. E, quando ele nasceu, ela me mandou um bilhete carinhoso, que eu guardo até hoje a sete chaves.

(Com informações do Portal R7 )

Be Sociable, Share!

Comentários

Mariana Soares on 20 Março, 2010 at 12:41 #

De volta ao País e ao meu querido BP, depois de um curto período de descanso na maravilhosa Barcelona, aqui estou eu para saldar a minha querida Elis, inigualável até os nossos dias, e acho que para sempre. Elis vive através da sua voz imortalizada em todas as canções que gravou e segue nos dando muuiitasss alegrias e emoções.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos