mar
02
Postado em 02-03-2010
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 02-03-2010 11:36

Porto de Salvador: na origem da queda no ICMS

==================================================

Auditor fiscal da Fazenda aponta falta de investimentos em infraestrutura como responsável pela constatação que acaba de ser feita de que a arrecadação de ICMS na Bahia foi a que menos cresceu no período de 2006 a 2009, segundo o IAF.

Estudos realizados com base em dados do site do COTEPE apontam que a Bahia foi o Estado que teve o pior crescimento de arrecadação de ICMS dos últimos quatro anos (de 2006 a 2009). A afirmação é do diretor de Assuntos Econômicos do IAF (Instituto dos Auditores Fiscais do Estado da Bahia), o auditor fiscal Sérgio Furquim.

Furquim, que também coordena o Núcleo de Estudos da Sefaz do Futuro, apresenta números segundo os quais a Bahia ocupa a 27ª posição no ranking nacional, com um crescimento nominal 17,88%, muito abaixo do obtido por Roraima, com 58,53%, e abaixo de estados como Pernambuco e Maranhão, que obtiveram, respectivamente, 41,60% e 37,56%, no mesmo período.

O estudo, que tem por objetivo analisar as políticas públicas adotadas pelos governantes e o seu reflexo sobre a arrecadação dos diversos estados, aponta que a falta de investimentos em infraestrutura, aliada à baixa atração de investimentos privados, foi o principal responsável pelo fraco desempenho da economia baiana.
A falta de planejamento fez com que a Bahia demorasse muito para engatar um sólido plano de desenvolvimento, fazendo com que perdesse espaço junto aos grandes projetos do PAC.

É inadmissível que após ser considerado em 2008 o pior porto do Brasil pelo Centro de Estudos em Logística da UFRJ, o Porto de Salvador voltasse a ser considerado novamente o pior, disse Furquim.Segundo ele, o descaso com investimentos em infraestrutura portuária é um dos principais responsáveis pela baixa movimentação de contêineres que afunila o escoamento de cargas.

“É indiscutível que os investimentos de Pernambuco no Porto de Suape fizeram toda a diferença em favor do estado vizinho”, afirmou do diretor do IAF.

LEIA MAIS SOBRE O ASSUNTO: www.iaf.com.br
_____

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos