fev
28
Postado em 28-02-2010
Arquivado em (Artigos, Eventuais) por vitor em 28-02-2010 10:21

Hansen Bahia e,,,

—————————————————————
…sua obra imortal

=======================================================
ARTIGO/ARTE

PRESENTE PARA OS BAIANOS

Sandra Regina de Araujo Caldas

Este ano, comemora-se 95 anos de um grande artista Karl Heinz Hansen (1915-1978) ou como é mais conhecido Hansen Bahia. Alemão de Hamburgo, marinheiro, escultor, pintor e cineasta, que escolheu para se expressar a xilogravura.

Era um grande mestre, segundo Jorge Amado “o pai da gravura baiana”. Seu trabalho destaca-se pela forma primorosa de indicação da luz e os inúmeros efeitos criados através de delicadas texturas, fazendo surgir um novo tipo de xilogravura na arte contemporânea. Trata-se de um nome internacional nas artes brasileiras e para nosso orgulho, especialmente nas artes baianas. Transparece em sua obra a vida brasileira.

Hansen iniciou o seu trabalho como gravador por volta de 1946 na Alemanha e veio para o Brasil por volta de 1949 onde passou a trabalhar numa editora em São Paulo. Mesmo executando outro trabalho, o seu tempo livre era dedicado á gravura.

Mudou-se para a Bahia em 1955 e posteriormente escolheu para viver, a região do recôncavo, onde até hoje permanece a Fundação Hansen Bahia. Na casa onde viveu com a sua esposa Ilse Hansen, falecida cinco anos após a morte do artista, na Fazenda Santa Bárbara, em São Félix – BA pode ser visto o seu atelier e grande parte da sua obra.
Os baianos, hoje, têm o privilégio de rever o maravilhoso trabalho de Hansen Bahia no Instituto Goethe – ICBA em Salvador de 23-02 a 03-04 ou em breve na Casa dos Hansen, de Abril de 2010, quando será inaugurada a nova sede da Fundação em Cachoeira, até Março de 2011.

São 59 xilogravuras restauradas com o patrocínio do Consulado Geral da República Federal da Alemanha, no Recife. Dentre elas duas séries se destacam “Navio Negreiro” inspirada no poema de Castro Alves e a ”Via Crucis do Pelourinho” álbum homônimo com textos de Jorge Amado, além de “Amigas de Banho”, “Candomblé”, “Os cavalheiros do apocalipse” e algumas matrizes cuidadosamente recuperadas. A exposição, Hansen Bahia 95 anos, é um presente para os baianos, uma aula de arte.

Imperdível!

( Sônia Regina de Araujo Caldas, artista plástica, doutora em Letras na área de estudos culturais, professora do Curso de Comunicação Social da UCSAL e de Turismo da FAMETTIG.)

Be Sociable, Share!

Comentários

Lígia Aguiar on 2 Março, 2010 at 1:18 #

O Bahia em Pauta está de parabéns por ter em suas páginas a artista Sonia Regina.
As artes plásticas, tão esquecida pelos órgãos de comunicação, só tem a ganhar por mais um nome divulgando as suas ações. Parabéns, Sonia!


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos