fev
23
Posted on 23-02-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 23-02-2010

Orlando Zapata Tamayo

=============================================
O portal português MSF acaba de informar que Zapata Tamayo, o dissidente do regime cubano que pedia para ser tratado como «prisioneiro de consciência», morreu nesta terça-feira no hospital Ameijeiras, para onde tinha sido levado na noite de segunda-feira. Segundo testemunhas, Zapata estava recebendo soro à revelia da vontade que tinha expressado.

Orlando Zapata Tamayo, de 42 anos, começou uma greve de fome a 3 de Dezembro em protesto contra o tratamento recebido na prisão.Aramis Perez, do diretório democrata cubano, uma organização discidente , diz que a morte de Zapata Tamayo não vai ser em vão

Tamayo viveu os últimos anos num recorrente entra e sai das prisões cubanas, tendo sido preso pela primeira vez em 2002 por fazer greve de fome em apoio aos prisioneiros do regime castrista.

Foi solto um ano depois, mas passou apenas 13 dias em liberdade sendo novamente preso por fazer parte do grupo dos 75 na conhecida Primavera Negra. Em 2003, Zapata Tamayo, membro de uma associação cívica posta na ilegalidade pelo governo cubano, foi condenado a 18 anos de prisão por alegada desordem pública.

A mãe de Tamayo, que integra o movimento Damas de Branco, um grupo de mulheres que defendem o “Grupo dos 75” da Primavera Negra, disse não ter feito qualquer preparativo para o enterro do filho, apesar de saber que seria este o desfecho, e avisou que não vai aceitar esta morte anunciada.

(Postado por Vitor Hugo Soares, com informações de TSF , de Portugal)

A Comissão Cubana dos Direitos do Homem e Reconciliação Nacional, uma organização ilegal mas tolerada pelo regime cubano, considerou que Zapata Tamayo foi assassinado de forma premeditada.

Em declarações à TSF, Aramis Perez, do directório democrata cubano, uma organização oposicionista com sede na Flórida, Estados Unidos, disse que a morte deste preso político cubano «não vai ser em vão», porque vai abrir o caminho da oposição para «continuar a lutar» a favor do que ele queria.

(Postado por Vitor Hugo Soares, com informações de TSF , de Portugal)

fev
23
Posted on 23-02-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 23-02-2010

Na imagem, o cowboy John Wayne aguarda o duelo final.

========================================

Pânico no saloon! Na cerimônia de inauguração de 350 novas viaturas policiais, exibidas na Avenida Paralela, o governador Jaques Wagner (PT) desafiou para um debate os críticos da segurança pública na Bahia. Porém, as palavras não foram lançadas ao vento, como num bom filme melodramático.

Pré-candidato ao governo do Estado, o ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) decidiu levar o discurso de Wagner a sério, no Twitter e em seu blog: “Governador quer debater segurança? Marque hora e local. Tenho legitimidade para criticar e a mim não vão perguntar “porque não fez?”. Bem, Wagner ainda não marcou data e horário, mas há promessa de western: “Eu aceito o desafio, governador”, repete Geddel.

.

fev
23
Posted on 23-02-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 23-02-2010

Anamara: fora da PM baiana

DEU NO G1

Foi exonerada da Polícia Militar da Bahia a BBB Anamara Cristiane de Brito Barreira, conhecida como Maroca. A solicitação foi entregue a pedido dela no começo do mês. A exoneração foi aceita e publicada nesta terça-feira (23) no Diário Oficial.

O advogado da BBB, Wank Medrado, explicou ao G1 que Anamara está definitivamente desligada da polícia e só poderá voltar para a corporação se realizar novo concurso. “Se Anamara não voltasse ao trabalho, ela estaria cometendo crime de deserção. Ela poderia ser presa, responder a processo militar e pegar até dois anos de prisão”, afirmou.

De acordo com o advogado, Anamara deixou uma procuração com a amiga Amanda Pinto. Ela é quem estaria incumbida de resolver questões pessoais para Anamara.

fev
23
Posted on 23-02-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 23-02-2010


=================================================
O Centenário de Maria Bonita é o tema do seminário promovido pelo
Centro De Estudos Euclydes da Cunha, associado ao Cepaia – Centro De Estudos Afro-Índio-Americanos. O encontro será nos dia 8, 9 e 10 de março na Biblioteca Pública dos Barris e as inscrições já estão abertas, começaram ontem, dia 22, e terminam em 04 de março.
Vai ser bem interessante, não percam.

(Maria Olivia, jornalista)

fev
23
Posted on 23-02-2010
Filed Under (Multimídia) by vitor on 23-02-2010


===================================================
Cabelos Brancos, de Herivelto Martins e Marino Pinto, com o inesquecível Sílvio Caldas, para animar os seresteiros.
(Gilson Nogueira)

fev
23

Paulo Otávio: renúncia como saída

====================================================

DEU NA FOLHA ONLINE

Após se desfiliar do DEM, o governador interino do Distrito Federal, Paulo Octávio (sem partido), decidiu nesta terça-feira renunciar ao cargo. Segundo a assessoria do governador interino. a carta de de renúncia deverá ser entregue às 17h na Câmara Legislativa do DF.

Interlocutores do governador interino, afirmam que sua decisão é consequência da falta de apoio de partido aliados para permanecer no comando do DF.Com a renúncia de Paulo Octávio, o presidente da Câmara Legislativa, Wilson Lima (PR), deve assumir interinamente o governo do DF.

Paulo Octávio assumiu o governo no dia 11, quando o governador José Roberto Arruda (sem partido) foi preso e afastado do cargo por decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça). Ele e Arruda são suspeitos de participar de um esquema de arrecadação e pagamento de propina no DF.

Na semana passada, o governador interino já havia ensaiado Paulo Octávio irritou os distritais e a cúpula do DEM ao ensaiar a renúncia e depois recuar.

No discurso, Paulo Octávio ainda fez referências ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva para se manter no governo. Na avaliação do comando do DEM, ele assinou sua ficha de desfiliação ao citar o presidente.

Na ocasião, Paulo Octávio disse que permanecia no governo do Distrito Federal pelo menos até o STF (Supremo Tribunal Federal) decidir sobre a intervenção no DF feito pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel.

DESFILIAÇÃO

Hoje à tarde, pressionado pela cúpula do DEM, Paulo Octávio pediu sua desfiliação do partido. Ele encaminhou o pedido para o presidente nacional da legenda, deputado Rodrigo Maia (RJ).

Segundo o líder do DEM na Câmara, Paulo Bornhausen (SC), Paulo Octávio não apresentou motivos para pedir desfiliação. No entanto, ele estaria evitando ser expulso da legenda. “Ele já sabia que não se enquadrava mais nas nossas diretrizes.”

A bancada do DEM no Senado já havia decidido hoje, por unanimidade, pedir a expulsão de Paulo Octávio na reunião da Executiva marcada para amanhã. O partido também havia dado prazo até amanhã (24) para que o governador interino decidisse se queria ficar no partido ou no governo.

fev
23

Nas manobras políticas da sucessão é chagada a hora de saber quem de fato tem farinha para vender na feira, como dizia, com seu jeito todo especial, o finado gaúcho Leonel Brizola.Várias e fundamentais são ainda as indefinições no cenário da Bahia, visualiza o jornalista político Ivan de Carvalho em sua coluna desta terça-feira na Tribuna da Bahia.Por exemplo: na tão comentada aliança do governador Jaques Wagner e seu PT com o senador Cesar Borges e seu PR, como fica a cantoria? Será que a militância e os simpatizantes do PT vão mesmo votar no “carlista” ou “ex-carlista” César Borges? E se eles tiverem alternativas? Pois vão ter, afirma Ivan em seu texto que Bahia em Pauta reproduz.Confira (VHS)

=================================================
Petistas votam em Cesar?

===================================================
OPINIÃO POLÍTICA

INDEFINIÇÕES NA SUCESSÃO

Ivan de Carvalho

OLHO: Mas será que a militância e os simpatizantes do PT vão mesmo votar no “carlista” ou “ex-carlista” César Borges? E se eles tiverem alternativas? Pois vão ter.

Várias e fundamentais são ainda as indefinições no cenário da sucessão baiana. Até mesmo sobre o que parece absolutamente certo – as candidaturas de Jaques Wagner, Paulo Souto e Geddel Vieira Lima a governador – alguns políticos põem dúvidas. Não a respeito da candidatura de Wagner à reeleição, mas quanto às outras.

Alegam que, a depender de uma série de circunstâncias, algumas improváveis, Souto ou Geddel poderiam trocar a aspiração ao governo por uma disputa por cadeira de senador. Mas deixemos isso de lado, já que as duas hipóteses parecem, no momento, muito improváveis.

Vamos às indefinições mais objetivas. Começando por uma quase certeza: o conselheiro do TCM, ex-governador Otto Alencar, vai se aposentar de seu atual cargo, filiar-se ao PP e concorrer a senador pela coligação que será formada em torno da candidatura de Wagner à reeleição.

E a outra vaga de senador, já que duas cadeiras estão em jogo? Aí é que se transpõe o portal do inferno. O governador esforça-se para completar sua dupla para o Senado com a candidatura à reeleição do senador César Borges, presidente estadual do PR e considerado candidato à reeleição quase imbatível. “Ex-carlista histórico”, gritam políticos da “esquerda” do PT, a exemplo do deputado federal Zezéu Ribeiro e do líder do partido na Assembléia, Paulo Rangel. E lançam alternativas como Waldir Pires e o deputado, ex-candidato a prefeito de Salvador e secretário estadual Walter Pinheiro.

Zezéu e Rangel podem até “ceder ao consenso” que o governador tenta estabelecer. Mas será que a militância e os simpatizantes do PT vão mesmo votar no “carlista” ou “ex-carlista” César Borges? E se eles tiverem alternativas? Pois vão ter. O deputado federal Edson Duarte é candidato a senador pelo PV da candidata a presidente Marina Silva. E Lídice da Mata, se não lhe for aberto espaço na chapa majoritária (para senadora ou vice-governadora) pode muito bem disputar cadeira de senadora pelo PSB. Enquanto isso, César Borges, se candidato na coligação liderada por Wagner, tende a perder muitos votos da área em que militou na política “desde criancinha”, a área do DEM e adjacências.

Quanto à chapa majoritária liderada por Paulo Souto, tem como uma possibilidade séria a candidatura do senador ACM Júnior, caso César Borges fique com Wagner. Mas, e a outra cadeira de senador na chapa de Souto, quem a disputaria? Mistério, ainda.

Quanto ao ministro Geddel Vieira Lima, a primeira indefinição a ser eliminada é a de o presidente Lula aceitar ou não a indicação do secretário executivo do Ministério da Integração Nacional, João Santana, para sucedê-lo no cargo. Definir isto significará a definição de outras questões, a principal das quais o relacionamento do peemedebista Geddel com a candidatura presidencial de Dilma Rousseff. Geddel, sabe-se, confia em que João Santana o sucederá. Os indícios apontam também para isto. Mas a nomeação será somente no início de abril. Convém lembrar Lavoisier – na natureza tudo se transforma. Um provável candidato ao Senado Geddel já tem, o vice-prefeito de Salvador, Edvaldo Brito. Falta o outro. Lídice não se sensibilizou com o aceno que lhe foi feito.

fev
23
Posted on 23-02-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 23-02-2010

Dick Cheney: hospitalizado/Img. DN

O ex vice-presidente norte-americano Dick Cheney, que teve numerosos problemas cardíacos no passado, foi hospitalizado ontem feira depois de sentir seguidas dores no peito, anunciou o seu gabinete.A notícia é da editoria internacional(Globo) do jornal português Diário de Notícias.

Segundo DN, o líder republicano, que defende com vigor um um balanço da atuação dp governo de George W. Bush, desde que esta deixou o poder há mais de um ano, “repousa confortavelmente” no hospital universitário George Washington na capital norte-americana, onde os seus médicos avaliam o seu estado, indicaram as mesmas fontes.

Cheney, 69 anos, teve quatro crises cardíacas entre 1978 e 2000 e sofreu um quádruplo desvio coronário em 1988.O ex vice-presidente, que vive com um marca-passor e um desfibrilhador, devia reunir-se com o antigo presidente George W. Bush e outros membros da sua administração na sexta-feira, pela primeira vez desde deixaram o poder.

(Postado por Vitor Hugo Soares, com informações do DN (Lisboa) e agencias internacionais de notícias)

fev
23

PT: ondas no andar de baixo

=====================================================

ROSANE SANTANA

O aburguesamento de petistas que ocupam cargos no poder, especialmente de comando, tem gerado insatisfação crescente nas alas mais a esquerda do partido. Alguns xiitas não se acanham em tratar abertamente de temas como corrupção, demonstrando insatisfação com seus lideres, alguns deles citados nominalmente, inclusive na Bahia, a quem acusam de abandonar antigas bandeiras da esquerda, o que não é novidade nenhuma.

Quem imagina que o recente congresso do PT, em Brasilia, foi missa encomendada em que o partido caminharia para um lado e o governo e sua candidata, Dilma Roussef, para outro, pode estar certo em sua avaliação, mas, em parte. Em caso de sérias turbulencias internas na agremiação,com repercussões externas e no governo, Dilma Rousseff, cuja liderança não foi engendrada nos movimentos populares e de massa, mas ungida pelas mãos de Lula, ficaria mais vulnerável as pressões das alas xiitas do partido, depois de eleita, avalia fonte partidária.

Essa insatisfação ja foi captada pelos dirigentes do partido e pela candidata, que se esforçam em fazer propostas mais à esquerda do que tem sido a Era Lula, no futuro programa de governo, de olho no que, no momento, é apenas uma marolinha, mas poderá ser uma onda gigante que se avoluma. Alertam os xiitas.

Em um ano eleitoral a tendencia sera a acomodação das partes, segundo fontes do partido, com o objetivo de eleger Dilma Rousseff para a presidencia e conquistar o maior número de cadeiras na Camara dos Deputados e nas Assembleias Legislativas. Mas, a partir de 2011, a coisa muda de figura e o que pareciam divergencias naturais, a olhares menos atentos, poderá caminhar para um serio rompimento, em uma luta em que as alas mais a esquerda, que se consideram porta-vozes dos movimentos sociais, não deixariam barato.

Se assim for, fica ameacado o projeto de Lula que deseja a permanencia do PT 16 anos na presidência da Republica, com uma provável eleição de Dilma e posterior reeleição. A menos que os companheiros do andar de baixo e mais à esquerda joguem a toalha, o que não parece ser o animo no momento.

Alias, nunca foi.


Rosane Santana é jornalista, mestre em História pela UFBA, acaba de retornar ao País, depois de três anos de estudos na Universidade de Harvard.

fev
23
Posted on 23-02-2010
Filed Under (Multimídia) by vitor on 23-02-2010

BOA NOITE!!!

  • Arquivos