fev
19
Posted on 19-02-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 19-02-2010

DEU NA UOL

Caracas, 19 fev (EFE).- O governante venezuelano, Hugo Chávez, reiterou hoje o pedido ao Reino Unido para que devolva as Ilhas Malvinas à Argentina, ao conversar com a presidente argentina Cristina Kirchner para felicitá-la por seu aniversário.

“Conversei hoje com Cristina, a presidente argentina, porque hoje é seu aniversário. Palmas para Cristina!”, disse Chávez durante uma conexão que fez o canal estatal “Venezolana de Televisión” com o conselho de ministros.

Em seguida, Chávez acrescentou: “o Reino Unido não percebe que está violando o direito internacional, os princípios básicos da geografia e a história? Saiam dali! Devolvam as Malvinas à Argentina!”.

O presidente venezuelano justificou depois a permanência do Reino Unido nas Malvinas e disse que isso se explica porque em seu entorno marítimo há petróleo e gás.

“A frota mobilizada em 1982 nas Malvinas sabia o que fazia porque ali há petróleo e gás”, lembrou o presidente venezuelano.

“O petróleo do Mar do Norte está esgotando e os ingleses estão desesperados. Os ianques também estão desesperados”, acrescentou o governante.

Chávez afirmou que a Argentina reagiu perante as iniciativas de Londres para explorar petróleo e gás das Malvinas e disse que “a presidente emitiu um decreto restringindo os direitos derrogados do antigo império inglês”.

Modelo do navio que naufragou

==================================================

DEU NO PORTAL IG

As sessenta e quatro pessoas que estavam em uma embarcação que tinha como destino o Uruguai e naufragou na tarde de quinta-feira foram resgatadas com vida. Segundo a Marinha do Brasil, elas estavam a cerca de 300 milhas (480 km) do Rio de Janeiro.

“Está todo mundo vivo e bem”, disse uma representante da área de comunicação da Marinha, sem informar onde e quando os passageiros resgatados vão desembarcar. No navio, estavam estudantes e professores de uma universidade canadense.

O navio veleiro “Concórdia”, pertencente à “West Island College International”, do Canadá, saiu de Recife no dia 8 de fevereiro com previsão de chegada em Montevidéu, no Uruguai, no dia 23 de fevereiro. O veleiro é utilizado para transportar estudantes como parte de um programa acadêmico de aulas práticas.

De acordo com informações passadas pelos tripulantes, o navio enfrentou fortes ventos em alto mar e naufragou.

Conforme a Marinha, por volta das 17h de quinta-feira, o comando do Primeiro Distrito Naval solicitou à Força Aérea Brasileira que uma aeronave investigasse a emissão de um sinal de emergência enviado pelo navio. Ele encontrava-se distante cerca de 300 milhas do litoral do Rio de Janeiro.

Por volta das 20h, a aeronave localizou balsas salva-vidas nas proximidades do local onde foi detectado o pedido de socorro. Nelas, estavam 48 pessoas.

Três navios mercantes que estavam navegando na região também foram direcionadas pela Marinha para ajudar nas buscas e resgataram os outros passageiros que estavam no veleiro.

(Com informações da Reuters)

fev
19
Posted on 19-02-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 19-02-2010

O cartaz do filme…

…e a capa do livro sobre Lula

==============================================

DEU NA COLUNA DA FOLHA

A Geração Editorial está recolhendo das livrarias a biografia “Lula do Brasil: a História Real, do Nordeste ao Planalto, do brasilianista inglês Richard Bourne, segundo a coluna de Mônica Bergamo na Folha de S.Paulo desta sexta-feira (19).

A editora cumpre a decisão liminar da Justiça do Rio de Janeiro após ação movida por Luiz Carlos Barreto. Segundo o cineasta, a capa é muito parecida com o cartaz do filme “Lula, o Filho do Brasil”, produzido por ele, como registrou a Livraria da Folha em dezembro do ano passado.

A editora reconheceu a “inspiração” e já prepara outra capa para colocar o livro novamente à venda. A multa para o não recolhimento é de R$ 50 mil por dia. O editor Luiz Fernando Emediato pediu à Justiça que não seja punido por casos isolados de livros remanescentes nas prateleiras.

fev
19


=================================================

Perfeita sugestão de música para começar a sexta-feira no Bahia em Pauta, que vem do jornalista e programador de mão cheia da Radio BP, jornalista Gilson “Migué” Nogueira. O melhor ritmo do Caribe para saudar mais um fim de semana cheio de boas e alegres promessas que se anuncia.Confira.

(Vitor Hugo Soares)

fev
19
Posted on 19-02-2010
Filed Under (Artigos, Ivan) by vitor on 19-02-2010

Wagner: “ganha quem abraça”

No artigo desta sexta-feira, em sua coluna na Tribuna da Bahia, o jornalista Yvan de Carvalho espalha seu olhar crítico sobre as múltiplas faces e sgnos da sessão solene de abertura dos trabalhos deste ano na Assembléia Legislativa da Bahia, na qual o governador Jaques Wagner leu a mensagem anual do Executivo. Ivan obsrve: Aliás, certamente que os aplausos dados pelos integrantes da oposição não significaram concordância integral com conteúdo da mensagem. Confira a íntegra do texto que Bahia em Pauta reproduz. (VHS)
=======================================================

OPINIÃO POLÍTICA

Os significados dos aplausos

Ivan de Carvalho

A Assembléia Legislativa reabriu na manhã de ontem, em sessão solene em que o governador Jaques Wagner leu a mensagem anual do Executivo, seus trabalhos deste ano. Há que assinalar, de início, duas coisas: a oposição esteve presente, sem exceções partidárias ou protestos, à sessão e, no final do pronunciamento do governador, o aplaudiu, juntamente com os governistas.

Pelo que observaram os jornalistas, somente um deputado preferiu, ainda que mantendo uma atitude civilizada, abster-se de aplaudir – o líder da oposição, democrata Heraldo Rocha, provavelmente mais por causa da função que exerce do que pela concordância ou não com o conteúdo do discurso.

Aliás, certamente que os aplausos dados pelos integrantes da oposição não significaram concordância integral com o conteúdo da mensagem. As oposições discordam e têm críticas severas à gestão Wagner, principalmente no âmbito administrativo, como nas áreas de segurança pública e de saúde, que ele defendeu na mensagem. Entre muitos outros aspectos. Os aplausos tiveram dois outros sentidos.

O primeiro, de civilidade, até como uma retribuição à civilidade demonstrada pelo chefe do Executivo que, sem ignorar que é filiado ao PT e apóia a candidatura deste partido a presidente da República – quando fez uma menção a Dilma Rousseff, observando que vai “rodar os quatro cantos” da Bahia em busca de votos para ela – elogiou o candidato José Serra, da coligação oposicionista liderada pelo PSDB, afirmando que os dois “políticos da mais alta qualidade” para governar o Brasil.

O segundo sentido, o que foi posto na mensagem anual em que o governador presta contas à Assembléia do trabalho de sua administração no ano anterior (2009) e que permeou realmente o comportamento do governo e mais especificamente do governador nesse período. Mais do que isso, desde que assumiu seu mandato – o de uma política pautada em princípios democráticos e no livre debate das ideias e projetos, ainda que, no âmbito do Legislativo e no momento das decisões, haja feito valer a maioria de que dispõe o governo ali. E apesar, também, de alguns malabarismos matemáticos e regimentais para manter o controle de comissões técnicas da Assembléia.

Há que assinalar que a linha mestra do exercício da democracia ocorreu mesmo à custa de alguns descontentamentos, nem sempre explícitos, na própria base de apoio político do governador e até mesmo em seu partido, pois nesse aglomerado ainda existem alas ideologicamente petrificadas, fossilizadas e outras que não conseguiram livrar-se da superada dicotomia carlismo e anti-carlismo da política baiana.

Aliás, o governador deu também uma entrevista coletiva à imprensa e saiu-se com a afirmação de que, em política, “ganha quem abraça”, coisa que no momento está tentando fazer principalmente em relação ao senador César Borges, candidato à reeleição, com o que conquistaria também o apoio formal do PR, o que daria um expressivo reforço eleitoral à chapa majoritária governista e mais três minutos de televisão e rádio na propaganda eleitoral gratuita.

  • Arquivos