fev
15
Postado em 15-02-2010
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 15-02-2010 11:12

Delegado Protógenes: intimado no sambódromo

===================================================

Desde a operação Satiagraha, que prendeu o banqueiro Daniel Dantas, do grupo Oportunity, o delegado da Polícia Federal, Protógenes Queiroz – afastado de suas funções investigativas pelo novo comando da PF – não term mais sossego. A mais nova intimação foi recebida pelo delegado em pleno Sambódromo do Anhembi,em São Paulo, quando ele se preparava para desfilar, como convidado de honra, ao lado do senador Eduardo Suplici, pela Escola de Samba Vai Vai.

Protógenes , baiano de Salvador, considera que a perseguição continua de forma implacável e de preferência em locais públicos, eventos, solenidades, presença de pessoas ou autoridades diversas.

Seus colegas policiais, como sempre, chegaram de forma educada e constrangidos por estarem cumprindo determinação superior de intimar em mais um processo administrativo instaurado relativo a operação Satiagraha.

O referido procedimento instaurado visa apurar a legalidade do uso da ABIN nos trabalhos da Satiagraha. Matéria já discutida no Ministério Público Federal e nos Tribunais. “Não é necessário tecer minúcias para constatar que que o referido procedimento tenta desqualificar os trabalhos que foram realizados pela operação e que resultou na prisão, entre outros, do banqueiro, já condenado, Daniel Dantas”, afirmou Protógenes.

Be Sociable, Share!

Comentários

luiz alfredo motta fontana on 15 Fevereiro, 2010 at 15:06 #

“…quando ele se preparava para desfilar, como convidado de honra, ao lado do senador Eduardo Suplici, pela Escola de Samba Vai Vai.”

Quem diria! Protógeneses é um folião!

O carnaval tem destas artes, transforma o braço armado do Juiz que não suporta o grau de civilização da nossa Carta Magna, De Sanctis, em celebridade ao som de tamborins.

É a “porção Hebe Camargo” que ressurge de quando em quando, ela, nos idos 60″s recebeu em seu “sofá” o “herói” Sérgio Paranhos Fleury devidamente acompanhado pelos “Homens de Ouro”, membros do famoso Esquadrão da Morte, para “delírio” da família brasileira reunida em frente à TV numa preguiçosa tarde de domingo.

Uma verdade resta, caso o “banqueiro” Daniel Dantas, seja autor das condutas a ele imputadas por Protógenes, a sua impunidade deve, e muito, ao desastre em forma de inquérito produzido sob as bençãos de De Sanctis.

Comportar-se consoante o Ordenamento Jurídico pátrio é o mínimo que se espera das autoridades investidas em “Persecutio criminis’ e”Jus puniendi”.


Luciano on 15 Fevereiro, 2010 at 21:29 #

Se a celeridade da Justiça para com os meliantes e com aqueles que lesam o erário fosse a mesma com que trata aqueles que cumprem sua obrigação de ofício ainda dava para ter alguma esperança, qual o quê. Tá difícil. Só pulando o carnaval para ver se alivia a sensação de impotência diante de tanta sacanagem.


Fernando on 16 Fevereiro, 2010 at 10:11 #

Caro Doutor, O que esperar de pessoas que torturam mulheres indefesas? Até os ratos são mais dignos… Fique firme e forte!


Artur on 16 Fevereiro, 2010 at 10:19 #

Até na Polícia Federal há cobras, canalhas, bandidos, torturadores. Por falar nisso. E o processo contra o Diretor que deixou cega uma senhora no Rio Grande do Sul ? É ele que está mandando intimar o Protogenes ? Acho que a imensa maioria dos brasileiros tem um julgamento sobre os motivos que ele está sendo perseguido e sabe do seu bom caráter. Afinal, ele atingiu o Daniel e sua turma de capangas, grandes empresas, políticos, etc. Mas o que me deixa mais desiludido com o ex-moralista e sindicalista é que ele não faz nada e não demite um diretor torturador. Se político precisa de FICHA LIMPA; IMAGINE UM DIRETOR DA PF. Mas quem se arrisca dar a cara ? O negócio é garantir o do final do mês. Neste mundo não há amigos. Macaco não vê; Macado não fala; Macaco não ouve.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos