fev
10
Postado em 10-02-2010
Arquivado em (Artigos, Claudio) por vitor em 10-02-2010 19:12

Carroças na mudança:fim da tradição

====================================================
DEU NA REVISTA DIGITAL TERRA MAGAZINEtERRA

Claudio Leal

Em reunião no Ministério Público da Bahia, nesta quarta-feira, os organizadores do tradicional desfile carnavalesco Mudança do Garcia, que vai às ruas de Salvador há mais de 80 anos, se comprometeram a não usar mais carroças puxadas por animais.

O bloco de protesto, nascido no bairro popular do Garcia, se tornou um patrimônio do Carnaval baiano e, com essa medida, pode iniciar sua decadência, já que o uso de jegues, cavalos, burros, que carregam cartazes com críticas a políticos, ficará proibido a partir de 2011. A partir deste ano, haverá restrições.

Veja também:
» Bahia: Antropólogo critica ecologistas e quer encontro de jegues
» Blog das Ruas: Em bloco de carnaval, “Jegue de Cueca” casa com “Jega de Calçola”
» Siga Bob Fernandes no twitter

Por pressão das entidades ambientalistas Terra Verde Viva e Célula Mãe e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seção Bahia, o promotor de justiça da 2ª Vara do Meio Ambiente, Heron de Santana Gordilho, promoveu uma reunião com os organizadores do único desfile de protesto da folia de Salvador.

Barrados pelo MP, burros não irão à Mudança do Garcia (Foto: Vagner Magalhães/Terra)

– Este ano não vai ter figura de destaque, isopor, nada. Nem cavalo nem nada. Não foi só o Ministério Público, não! Estava um monte de gente lá… OAB, ambientalistas… Batemos na tecla da tradição, mas eles alegaram que a tradição não pode prejudicar os animais – diz Lorito, um dos organizadores da Mudança.

Questionado se a festa não se tornará careta, por radicalismos de ambientalistas, Lorito lamenta a proibição, mas diz que lei é lei.

– Eles alegam que só os animais estarem no meio de tanta gente, o som, o batuque, isso estressa. E o calor… Não pude falar nada. Foi constatado pelo veterinário: o animal ouve 20 vezes mais do que a gente. Vou dizer que não tem? Já vi os caras das Muquiranas (bloco de travestidos) pegarem nos testículos do cavalo. E uma mulher deu “uma tapa” no animal… Essas coisas acontecem.

Para o organizador, a Mudança se “descaracteriza” com a interferência do MP.

– Não acho que a Mudança vai acabar, mas ela se descaracteriza. Fica bonita de carroça! A gente vai ter que colocar a Mudança à altura dela. Estamos contando com todo mundo pra solucionar esse problema – relata Lorito.

Em tempo: na histórico desfile da Independência na Bahia, o 2 de Julho, há também a presença de carroças, jegues, burros, cavalos… E demais classes. Ainda não foi baixado um novo mandamento.

Be Sociable, Share!

Comentários

rosane santana on 10 Fevereiro, 2010 at 20:03 #

Santa Mãe! O uso de animais de carga, no Brasil, é secular. Há teses e teses sobre os tropeiros no Brasil colonial. Toda cidade nordestina, do interior, era abastecida com água conduzida por jegues. Mas o ecologismo tupiniquim…


rosane santana on 10 Fevereiro, 2010 at 20:22 #

É bem provável, que, acompanhando essa decisão do MP baiano, Nova Iorque suspenda, no Verão, as charretes para passeio em Manhattan (o trânsito muito movimentado causa stress nos cavalos?) e no Central Parque, onde os passeios são oferecidos a todo o instante. Isso é tudo muito ridículo!


rosane santana on 10 Fevereiro, 2010 at 20:33 #

Sugiro proibição do uso de bois de carga, na zona rural, e quer saber mais, acho que todo homem deve deixar de ser um carnívoro e ser herbívoro. É um crime que o MP deve proibir. Viremos a India onde a vaca é um animal sagrado! Viremos todos macrobióticos pelo bem da saúde e dos ambientalistas baianos. Mude-se a biologia, o darwinismo está fora de moda!


rosane santana on 10 Fevereiro, 2010 at 20:45 #

É esse tipo de besteira que tem dado margem aos opositores do Ministério Público no Brasil, que tentam, via Congresso, restringir as atribuições do órgão.


Lucas Jerzy Portela on 10 Fevereiro, 2010 at 21:46 #

ano que vem vou lançar um bloco.

Sairá na ultima sexta-feira util antes do Carnaval, a tarde, pelas ruas de Nazaré, Campo da Polvora, Independencia e principalmente Jardim Bahiano.

chamar-se-á o bloco: “As Jumentas do MP”. É esperado que os brincantes cheguem a concentração de metrô.

A fantasia será uma Toga de Magistrado. A madrinha da bateria será a Bicha Largatixa, traveco morador de rua dos arrabaldes já lendário.

Na porta do MP-BA, na Avenida Joana Angélica, será feita uma cerimônia de entrega do Trofeu Tindola Do Jegue ao Promotor Heron Santana – aquele que pediu Habeas Corpus de uma Macaca.

O Clube da Malandragem, de meu amigo Thiago Kalu, fará a animacão musical.

Não haverá axé-music nem abadá. Nem cordas. Nem camarote.


Olivia on 11 Fevereiro, 2010 at 10:46 #

Lucas, aproveite a oportunidade e convide o Sr. Gilmar Mendes para abrilhantar seu bloco, quanto à fantasia…sei lá!!! Evoé.


Roberto on 11 Fevereiro, 2010 at 13:37 #

Esse promotor adora aparecer.
Gente que não tem senso de ridículo é dose…


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos