fev
10
Postado em 10-02-2010
Arquivado em (Artigos, Vitor) por vitor em 10-02-2010 17:41

DEU NA COLUNA


Ao inaugurar um campus universitário em Teófilo Otoni (MG) esta semana, o presidente Lula foi mais enfático do que costuma ser ao falar de sua sucessão: “Nós vamos fazer a sucessão (?) neste país para dar continuidade ao que nós estamos fazendo, porque este país não pode retroceder. Este país não pode voltar para trás como se fosse caranguejo”, disse o presidente. Segundo o colunista, há outras pessoas que, pensando um pouco diferentes do presidente Lula, mas também um pouco à sua semelhança, julgam que o caranguejo anda para trás. A partir daí, Ivan tece a abordagem do tema em sua coluna desta quarta-feira, na Tribuna da bahia, que BP reproduz (VHS)

=======================================================
Carangueijo: para o lado

=======================================================

OPINIÃO POLÍTICA

DE CARANGUEIJOS E LULAS

Ivan de Carvalho

Bem, ter um “diploma de presidente da República”, como é o auto proclamado e verdadeiro caso de Luiz Inácio Lula da Silva, é o máximo que um cidadão brasileiro pode almejar, com exceção do Reino Céus, porque, afinal, como disse Jesus, “de que vale a um homem conquistar o mundo inteiro, se perder a sua alma?”.

Mas é claro que um diploma universitário pode ajudar um pouco o feliz possuidor de um diploma presidencial. Se, por exemplo, o presidente Lula tivesse um diploma de biólogo, e nem precisaria ter pós-graduação em biologia aquática ou doutorado em crustáceos (essas coisas de doutorado e mestrado, ele deixa para a candidata do PT a sua sucessão, Dilma Roussef, enriquecer o currículo dela) com ênfase na infra-ordem Brachyura, não teria dito ontem o “besteirol” com que brindou a nação brasileira.

A mídia registra (li na Folha online):O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a defender na tarde desta terça-feira (ontem) a continuidade de seu governo. Ele também disse estar certo de que conseguirá fazer seu sucessor na Presidência da República.

“Nós vamos fazer a sucessão (?) neste país para dar continuidade ao que nós estamos fazendo, porque este país não pode retroceder. Este país não pode voltar para trás como se fosse caranguejo”, disse Lula ao inaugurar um campus universitário em Teófilo Otoni, Minas Gerais.

Bem, pelo que disse o presidente da República, e ante as óbvias dificuldades para o que quer que seja, inclusive o caranguejo, voltar para a frente, é evidente que o presidente pensa que caranguejo “volta para trás”. Há outras pessoas que, pensando um pouco diferentes do presidente Lula, mas também um pouco à sua semelhança, julgam que o caranguejo anda para trás.

Ambos estão errados e as pessoas que se deram ao trabalho de observar os caranguejos andando na areia das praias, nos mangues, nas margens de rios (todos esses habitats são freqüentados por caranguejos, que os há de várias espécies) terão notado que eles não se deslocam para trás, mas para os lados. E o fazem com notável habilidade, sem atropelarem ou embaraçarem os seus cinco pares de patas – um par deles, mais poderoso, que funciona como pinças – pois essa habilidade é de sua natureza, adquirida em longa evolução, se dermos crédito a Charles Darwin. Aliás, as lulas, – com uma única exceção, talvez, até para confirmar a regra – também têm oito braços e dois tentáculos e a capacidade de não os embaraçarem nem se embaraçarem com eles, enquanto a lula da exceção tem reconhecidamente língua afiada, mas frequentemente inclinada a um besteirol.

Mas por que falar de lulas, se são moluscos e o tema era caranguejo, um crustáceo? Não tem nada a ver. Assim, ponto final.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos