fev
06
Postado em 06-02-2010
Arquivado em (Artigos, Eventuais) por vitor em 06-02-2010 18:16

Casa na ilha: Ubaldo deixa Itaparica domingo

==================================================
DEU NO JORNAL A TARDE

PATRÍCIA FRANÇA

“Tenho reputação que vai ser difícil eles macularem”. Foi desta forma que o escritor João Ubaldo Ribeiro, que se opõe à construção da ponte Salvador-Itaparica, reagiu, ontem, às declarações do governador Jaques Wagner (PT), que definiu como “besteirol” a discussão de que projetos que envolvem dinheiro são sempre obra cara e a serviço de empreiteira.

Ubaldo, que não participou do debate promovido por A TARDE, no qual estaria seu irmão Manoel Ribeiro, diretor da Construtora OAS e favorável à obra – para evitar, segundo explicou, situação semelhante à vivida pelos irmãos bíblicos Caim e Abel e Isaú e Jacó –, disse que não está ligando para as críticas e reafirmou não acreditar que a ponte será construída.

“Vão transformar numa poderosa Jamaica, só que lá é com o salário mínimo jamaicano, que é maior que o nosso”, disse numa referência ao balneário do Caribe. “Tudo o que fiz foi escrever um artigo (publicado em A TARDE) dizendo a minha opinião. Não fiz abaixo-assinado, não ofendi ninguém. Falei foi do capital especulativo. Agora, se eles não gostaram e se alguém quer rebater minha opinião com xingamento, isso é com eles”.

Ubaldo, que amanhã encerra as férias de verão que costuma passar na ilha, a sua terra natal, acha que primeiro é preciso ver a relação custo/ benefício da obra para saber se vale a pena construir. Ele contesta o argumento de que a ponte será a solução para todos os problemas. “Por que Itaparica só terá segurança se tiver a ponte? E se tiver, quem vai investir no ferryboat?’, indaga incisivo o escritor.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos