fev
01
Postado em 01-02-2010
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 01-02-2010 08:21

Taylor Swiftt, a grande surpresa

=====================================================

Que Lady Gaga que nada!Ela papou os dois primeiros prêmios na pré-cerimônia da grande festa da música nos Estados Unidfos, mas a cantora Beyonce foi quem triunfou mesmo na cerimónia dos Grammy Awards 2010, na madrugada de domingo. A cantora que se apresernta com Ivete Sangalo este mês em Salvador, recebeu seis estatuetas entre as dez para as quais tinha sido nomeada.

A jovem Taylor Swift brilhou também ao arrecadar três grammys e o cobiçado galardão de «melhor álbum do ano», registra o repórter Arthur Carvalho, que cobriu a cerimônia para o portal português TSF Rádio Notícias.

Segundo TSF, aos 28 anos, a rainha do R&B Beyoncé obteve a recompensa pela canção do ano com «Single Ladies (Put a ring on it)», confirmando o seu estatuto de grande favorita para a 52ª edição dos Grammys, para a qual recebeu dez nomeações.

«Muito obrigada. Esta noite foi verdadeiramente extraordinária para mim», afirmou Beyoncé ao receber o troféu de melhor interpretação vocal pop, a sua sexta estatueta da noite, e ter assinado uma atuação em palco que encantou os espectadores.

No entanto, o seu álbum «I am… Sasha Fierce» foi superado por «Fearless», de Taylor Swift, de 20 anos, que tinha sido nomeada para oito grammys. Além do “álbum do ano”, a cantora norte-americana ganhou três galardões.

Swift Taylor não imaginava receber o prémio mais importante, de todos, tão jovem: «É o tipo de história de que vamos continuar a falar na família quando tiver 80 anos».

A música “country” foi a premiada da noite, tendo o grupo Zac Brown Band recebido o prémio de revelação do ano.

Nem Swift, nem Beyonce obtiveram o reconhecimento pelo melhor “single”, atribuído ao grupo “Kings of Leon” com a música “Use Somebody”.

«Não mentirei se vos disser que estamos ligeiramente ébrios», confessou o solista do grupo, Caleb Followill, visivelmente emocionado com o prémio.

Lady Gaga, que estava nomeada para todas as grandes categorias, contentou-se, no final, com o prémio de melhor disco de dança do ano, graças à música “Póker Face”, e também de melhor álbum de dança por “The Fame”.

A cantora, com um estilo ainda mais extravagante do que o habitual, abriu a noite com Elton John num dueto ao piano em que interpretaram “Speechless” e “Your Song”.
TRIBUTO A MICHAEL JACKSON

Os dois filhos de Michael Jackson, Paris e Prince Michael, receberam um prémio a título póstumo em memória do seu pai.

«Em todas as suas canções, a sua mensagem era muito simples: o amor», declarou o filho do cantor, com uma voz hesitante.

Destaque ainda para os Phoenix, que conquistaram o prémio de melhor álbum alternativo, com “Wolfgang Amadeus Phoenix”, e para o DJ David Guetta, premiado na categoria de melhor registo de dança com “When love takes over”.

A pianista portuguesa Maria João Pires estava nomeada na categoria de melhor interpretação a solo de música clássica, com o duplo álbum que lançou em 2008, pela Deutsche Grammophon, com obras que Chopin compôs nos últimos anos de vida, mas a escolha acabou por recair em “Journey To The New World”, de Joan Baez & Mark O’Connor, interpretado por Sharon Isbin.

Os Grammy Awards, considerados os “óscares” da música popular americana, distinguem artistas de vários géneros musicais, em mais de uma centena de categorias, mas as atenções recaem quase sempre no
rock-pop.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos