A ilha, de Djavan, no piano de César e na voz de Leny, cercada de paixões por todos os lados. (Gilson Nogueira)

===================================================


====================================================
E a voz de Djavan na interpretação de sua “Ilha”
para madrugar. Bahia em Pauta é assim: gosta de abusar do que é bom.

BOA NOITE!!!

(Vitor Hugo Soares)

fev
01
Posted on 01-02-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 01-02-2010

Ivete em lisboa/img. DN

O jornal português Diário de Notícias, um dos mais lidos de Portugal, noticia nesta segunda-feira que a cantora brasileira Ivete Sangalo é a nova confirmação no cartaz do Rock in Rio Lisboa 2010, que se realizará no Parque da Bela Vista, nos dias 21, 22, 27, 28 e 29 de Maio.

O DN lembra que Ivete Sangalo, a cantora conhecida como “Furacão da Bahía” pela sua atitude de grande energia no palco, esteve presente em todas as três edições do Rock in Rio Lisboa. Na edição mais recente, em 2008, contou com uma assistência de 90 mil espectadores.

O jornal de Lisboa completa informando que a cantora baiana gravou, em sua casa, o álbum “Pode Entrar”, com participações de vários artistas como Maria Bethânia, Lulu Santos e Carlinhos Brown. No Rock in Rio Lisboa 2010, Ivete Sangalo vai estar em cartaz com nomes como Mariza, Shakira, Muse, Jorge Palma e Zeca Baleiro, informa DN.

(Postado por Vitor Hugo Soares, com informações do DN e do portal TSF, de Portugal)

fev
01
Posted on 01-02-2010
Filed Under (Multimídia) by vitor on 01-02-2010


====================================================
Tania Maria diz, com a razão e o charme de uma verdadeira diva do jazz, na voz e no piano:Valeu. E como! Confira antes de terminar o dia.

(Gilson Nogueira)

Chico Buarque: Com Ubaldo por debate

DEU NO TERRA MAGAZINE ( http://terramagazine.terra.com.br )


Claudio Leal

O compositor Chico Buarque assinou nesta segunda-feira o manifesto em defesa do escritor João Ubaldo Ribeiro no debate sobre a ponte Salvador-Itaparica, anunciada pelo governo da Bahia.

Articulado por amigos, jornalistas e escritores, o texto “Itaparica: ainda não é adeus” já foi assinado por Luis Fernando Verissimo, Cacá Diegues, Milton Hatoum, Sonia Coutinho, Jomard Muniz de Britto, Hélio Pólvora, Edson Nery da Fonseca, Sebastião Nery, além de companheiros da “Geração Mapa” (aglutinada por Glauber Rocha), como o poeta Fernando da Rocha Peres, os artistas plásticos Sante Scaldaferri e Ângelo Roberto, o ex-procurador-geral da Bahia Antonio Guerra Lima e o músico Walter Queiroz Júnior.

O governo da Bahia pretende construir uma ponte de 13 km na Baía de Todos-os-Santos, ligando Salvador a Itaparica, a maior ilha marítima brasileira. Para o secretário de Infraestrutura da Bahia, João Leão (PP), “os escritores estão de um lado e o povo está de outro”, como afirmou em entrevista publicada hoje por Terra Magazine.

Com o apoio de Chico Buarque, alguns dos principais intelectuais brasileiros defendem um debate amplo sobre a construção da obra polêmica. Para João Ubaldo, se a ponte for construída, Itaparica entrará na zona urbana de Salvador e terá seu ecossistema gravemente ameaçado.

Diz a abertura do texto:

“Os abaixo-assinados, cidadãos brasileiros, encontraram no emocionante e esclarecedor artigo “Adeus, Itaparica” (…) argumentos consistentes e equilibrados para inaugurar um debate amplo sobre o anteprojeto de construção da Ponte Salvador-Ilha de Itaparica, anunciado pelo governo do Estado da Bahia. O itaparicano João Ubaldo, cujos romances puseram a Ilha na geografia literária brasileira e universal, é uma voz qualificada para questionar elementos sombrios e outros mais claros do empreendimento, previsto como bilionário para os cofres públicos e incerto para o destino ecológico e econômico da maior ilha marítima do Brasil. O autor de “Viva o povo brasileiro” não está sozinho em seus questionamentos”.

=======================================================

fev
01
Posted on 01-02-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 01-02-2010

DEU NO PORTAL MSN

A ministra da Casa Civil e pré-candidata à Presidência da República pelo PT, Dilma Rousseff, obteve a maior variação positiva de pontos na pesquisa de intenção de votos divulgada nesta segunda-feira pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), em parceria com o Instituto Sensus.

Em um dos cenários pesquisados – assinala MSN- Dilma obteve 27,8% das intenções de voto, contra 21,7% na pesquisa realizada há dois meses. A variação positiva, de 6,1 pontos percentuais, foi a única entre os candidatos que supera a margem de erro, que é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos.

No mesmo cenário, de primeiro turno, a parcela de eleitores do deputado federal Ciro Gomes (PSB) caiu de 17,5% para 11,9%, uma variação de 5,6 pontos.

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), manteve a liderança na pesquisa de janeiro, com 33,2%, registrando uma oscilação positiva de 1,4 ponto percentual – resultado considerado “estável” pelos pesquisadores.

A diferença entre Serra e Dilma neste cenário caiu de 10,1 pontos percentuais na última pesquisa, para 5,4 pontos agora – o que coloca a distância entre os dois dentro da margem de erro.

A senadora Marina Silva (PV) também se manteve estável, segundo a pesquisa, com 6,8% das intenções e oscilação positiva de 0,9 ponto.

Já em um cenário em que o deputado federal Ciro Gomes não aparece como candidato, Serra mantém-se estável, subindo 0,2 pontos, para 40,7% das intenções, e Dilma sobe cinco pontos, com 28,5% das intenções votos.

Transferência

O diretor do Instituto Sensus, Ricardo Guedes, diz que a transferência de votos de Ciro Gomes para Dilma Rousseff “não é automática”, como pode parecer à primeira vista.

Segundo ele, no cenário de primeiro turno sem Ciro Gomes, é possível observar que “grande parte” dos votos para o deputado federal vai para o governador de São Paulo.

Uma provável explicação, de acordo com Guedes, é de que os eleitores de Ciro “mais próximos do PT” já estejam migrando para a ministra Dilma.

Guedes diz ainda que a transferência de votos do presidente Lula para sua candidata está em ascensão e “já extrapola” o limite de 20%, previsto em estimativa anterior da Sensus.

Em uma pesquisa de novembro, 20,1% dos entrevistados disseram que “só votariam” no candidato do presidente Lula.

Guedes chama a atenção para o fato de a ministra Dilma ter atingido 27,8% das intenções de voto no primeiro turno. “Ela caminha para a consolidação de sua candidatura junto ao eleitorado”, diz.

fev
01

Serra; sinal amarelo
===============================================
DEU NA COLUNA

Em sua coluna desta segunda-feira na Tribuna da Bahia fala sobre a pesquisa Vox Populi , encomendada pela Rede Bandeirantes, cujos números indicam o crescimento, agora rápido, da candidata governista Dilma Rousseff, em relalção ao oposicionista tucano Jose Serra, que segue na frente mas começa a patinar.No texto Ivan faz ainda uma pergunta irõnica e inquietante para os tucanos:”Sem nenhum preconceito ou pretensões a previsão – alguém tem notícia de um candidato careca que haja sido eleito presidente da República?”. Bahia em Pauta reproduz a integra do texto.

(VHS)

================================================

OPINIÃO POLÍTICA

PAC-Woman ameaça Serra

Ivan de Carvalho

Uma pesquisa Vox Populi encomendada pela Rede Bandeirantes e divulgada no final da semana passada indica um crescimento, agora rápido, da candidata governista a presidente da República, a petista Dilma Rousseff. O candidato tucano José Serra se manteve na dianteira, mas caindo de 39 para 34 por cento das intenções de voto em relação à pesquisa anterior do mesmo instituto. Já a PAC-Woman (Lula talvez preferisse PAC-Mother, mas eu não tenho nada com as preferências dele em vários campos) está com 27 por cento, nove pontos percentuais a mais que na pesquisa anterior do Vox Populi, quando obteve 18 por cento.

Desde a pesquisa anterior, divulgada em dezembro, Dilma cresceu nove pontos e Serra perdeu cinco. O resultado é dramático para o tucano, que muito provavelmente por conta dessa tendência da conjuntura – da qual terá recebido sinais nas últimas semanas – está saindo de sua estratégia de retranca, formalmente concentrada em governar São Paulo, para mostrar-se mais ao eleitorado como aspirante à presidência. Pois Dilma não tem feito outra coisa, levada a tiracolo pelo presidente Lula, que está arrastando-a a qualquer evento oficial que se apresente, por mais desimportante que seja. Só está faltando mesmo o governo promover é batizado de boneca para aumentar as oportunidades de comícios apelidados de atos públicos oficiais.

O governador José Serra é o principal candidato da oposição. (Mas vale ressalvar que não é o único, pois ainda temos, pelo menos, Marina Silva, do PV e algum candidato do Psol, ainda não escolhido, não podendo descartar-se totalmente Ciro Gomes, mas aí, no caso, a questão é saber se será mesmo candidato pelo PSB, e se será oposição ou apenas concorrente que entra no jogo em linha auxiliar do governo, uma espécie de “quinta-coluna”).

Embora a margem de erro da pesquisa seja de três pontos percentuais para mais ou para menos, a pesquisa indica linhas convergentes em relação a Serra e Dilma, o que recomenda ao primeiro por imediatamente a careca (já que barbas não tem) de molho. Aliás – e sem nenhum preconceito ou pretensões a previsão – alguém tem notícia de um candidato careca que haja sido eleito presidente da República?

Mesmo levando-se em conta que o Instituto Vox Populi não é o único a atuar na área eleitoral – dezenas de instituições e empresas atuam, destacando-se o Datafolha (geralmente considerado o mais confiável) e o Ibope – essa pesquisa é uma sinalização importante. Claro que, no momento, o governo (e, implicitamente, sua candidata) está falando sozinho, seja por intermédio da farta propaganda oficial, das seguidas viagens e numerosos atos públicos governamentais com óbvios objetivos eleitorais, e da poderosa máquina do Executivo federal. Não será assim durante a campanha eleitoral formal, pois a legislação impõe ao governo freios mais difíceis de desrespeitar que os válidos para a atual fase, bem como dá aos candidatos da oposição (também) a oportunidade de se comunicarem com o eleitorado pela propaganda gratuita nos meios eletrônicos de comunicação.

fev
01


===================================================
POR ESTA BEYONCÉ NÃO ESPERAVA. VIVA TAYLOR SWIFT!!!

(vhs)

Leão: em defesa da ponte e do governo Wagner

=====================================================

“Bomba! Bomba!”, diria o lendário colunista Ibrahim Sued se vivo estivesse:

O secretário de infraestrutura da Bahia, João Leão, em entrevista incendiária a Terra Magazine, não apenas defende e justifica a ideia de construir a ponte de 13km na Baía de Todos-os-Santos. Além disso, revela que quatro consórcios já compraram o edital, de olho no negócio sugerido pelo governo baiano.Mais: em resposta às crítica do romancista João Ubaldo Ribeiro, Leão diz que “os escritores estão de um lado e o povo está de outro”.

Em longa e reveladora conversa com o repórter Claudio Leal, o secretário de Infraestrutura da Bahia, João Leão (PP), ataca: o escritor João Ubaldo Ribeiro, segundo ele, só critica porque “não conhece o projeto” da ponte Salvador-Itaparica

Um dos responsáveis pelo desenvolvimento do projeto da bilionária ponte Salvador-Itaparica, o secretário de Infraestrutura divide a arena: “Os escritores estão de um lado e o povo está de outro”. Crítico da ideia de construir uma ponte na Baía de Todos-os-Santos, o romancista itaparicano João Ubaldo Ribeiro ganhou o apoio de escritores, artistas, jornalistas e professores na defesa do ecossistema da maior ilha marítima do Brasil, revela Terra Magazine na apresentação da entrevista.

Do lado de Ubaldo, Luis Fernando Verissimo, Cacá Diegues, Milton Hatoum, Sonia Coutinho, Hélio Pólvora, Ricardo Cravo Albin, entre outros signatários do manifesto “Itaparica: ainda não é adeus”. Defensor leonino do projeto, João Leão opõe o desejo do povo de Itaparica à opinião dos intelectuais brasileiros.

– …Nós fizemos uma pesquisa, na própria Ilha de Itaparica, e 95% da população aprova a ponte – sustenta o secretário, para completar: – Rapaz, se a população não tem concepção de urbanismo, só quem tem são os escritores?

Deputado federal licenciado e ex-afilhado do ex-senador Antonio Carlos Magalhães, Leão se incorporou ao governo de Jaques Wagner (PT) em 2009. A adesão sofreu bombardeios de petistas históricos, a exemplo da prefeita de Lauro de Freitas (BA), Moema Gramacho, que o incluiu, numa nota pública, entre os “sanguessugas profissionais da política”. Wagner sustentou a escolha.

Na entrevista a Terra Magazine, o secretário baiano defende e justifica a ideia de construir a ponte de 13km na Baía de Todos-os-Santos. Quatro consórcios já compraram o edital, informa Leão.

– O que nós estamos querendo? Salvador só tem uma entrada, que é a BR-324… Você venha do Sul, venha do Norte, venha do Nordeste, você só entra pela BR-324… Porque a Baía circunda a cidade do Salvador. Com a construção da ponte, nós teríamos uma saída Sul – esclarece.

Opositor da intervenção na paisagem da Baía, o musicólogo e fundador do Museu da Imagem e do Som, Ricardo Cravo Albin, recorre a um exemplo histórico para destacar a ameaça do projeto à Ilha de Itaparica: “A Ilha do Governador, dentro da Guanabara, também recebeu ponte. Que só lhe trouxe desolação, destruição e perda de beleza. A ilha era um viveiro do Rio com suas chácaras, seus pomares ubérrimos, sua tranquilidade encantadora, refúgio de gente do porte de Rachel de Queirós e Vinicius de Moraes”.

João Leão garante que o governo do Estado realizará todos os estudos de impacto ambiental. Mas o secretário se contradiz quanto à existência de um projeto prévio. Antes do lançamento do edital, ele antecipou imagens da estrutura ao jornal baiano A Tarde, em 8 de janeiro. Declarou que se tratavam de estudos feitos, sem ônus para o Estado, pelas construtoras OAS e Odebrecht. Agora, ele evita citar o nome das empresas:

Nova explosão de polêmica à vista. Confira a íntegra da entrevista de João Leão em terra Magazine: ( http://terramagazine.terra.com.br)

(Postado por Vitor Hugo Soares)

fev
01
Posted on 01-02-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 01-02-2010

Taylor Swiftt, a grande surpresa

=====================================================

Que Lady Gaga que nada!Ela papou os dois primeiros prêmios na pré-cerimônia da grande festa da música nos Estados Unidfos, mas a cantora Beyonce foi quem triunfou mesmo na cerimónia dos Grammy Awards 2010, na madrugada de domingo. A cantora que se apresernta com Ivete Sangalo este mês em Salvador, recebeu seis estatuetas entre as dez para as quais tinha sido nomeada.

A jovem Taylor Swift brilhou também ao arrecadar três grammys e o cobiçado galardão de «melhor álbum do ano», registra o repórter Arthur Carvalho, que cobriu a cerimônia para o portal português TSF Rádio Notícias.

Segundo TSF, aos 28 anos, a rainha do R&B Beyoncé obteve a recompensa pela canção do ano com «Single Ladies (Put a ring on it)», confirmando o seu estatuto de grande favorita para a 52ª edição dos Grammys, para a qual recebeu dez nomeações.

«Muito obrigada. Esta noite foi verdadeiramente extraordinária para mim», afirmou Beyoncé ao receber o troféu de melhor interpretação vocal pop, a sua sexta estatueta da noite, e ter assinado uma atuação em palco que encantou os espectadores.

No entanto, o seu álbum «I am… Sasha Fierce» foi superado por «Fearless», de Taylor Swift, de 20 anos, que tinha sido nomeada para oito grammys. Além do “álbum do ano”, a cantora norte-americana ganhou três galardões.

Swift Taylor não imaginava receber o prémio mais importante, de todos, tão jovem: «É o tipo de história de que vamos continuar a falar na família quando tiver 80 anos».

A música “country” foi a premiada da noite, tendo o grupo Zac Brown Band recebido o prémio de revelação do ano.

Nem Swift, nem Beyonce obtiveram o reconhecimento pelo melhor “single”, atribuído ao grupo “Kings of Leon” com a música “Use Somebody”.

«Não mentirei se vos disser que estamos ligeiramente ébrios», confessou o solista do grupo, Caleb Followill, visivelmente emocionado com o prémio.

Lady Gaga, que estava nomeada para todas as grandes categorias, contentou-se, no final, com o prémio de melhor disco de dança do ano, graças à música “Póker Face”, e também de melhor álbum de dança por “The Fame”.

A cantora, com um estilo ainda mais extravagante do que o habitual, abriu a noite com Elton John num dueto ao piano em que interpretaram “Speechless” e “Your Song”.
TRIBUTO A MICHAEL JACKSON

Os dois filhos de Michael Jackson, Paris e Prince Michael, receberam um prémio a título póstumo em memória do seu pai.

«Em todas as suas canções, a sua mensagem era muito simples: o amor», declarou o filho do cantor, com uma voz hesitante.

Destaque ainda para os Phoenix, que conquistaram o prémio de melhor álbum alternativo, com “Wolfgang Amadeus Phoenix”, e para o DJ David Guetta, premiado na categoria de melhor registo de dança com “When love takes over”.

A pianista portuguesa Maria João Pires estava nomeada na categoria de melhor interpretação a solo de música clássica, com o duplo álbum que lançou em 2008, pela Deutsche Grammophon, com obras que Chopin compôs nos últimos anos de vida, mas a escolha acabou por recair em “Journey To The New World”, de Joan Baez & Mark O’Connor, interpretado por Sharon Isbin.

Os Grammy Awards, considerados os “óscares” da música popular americana, distinguem artistas de vários géneros musicais, em mais de uma centena de categorias, mas as atenções recaem quase sempre no
rock-pop.

  • Arquivos