jan
31
Postado em 31-01-2010
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 31-01-2010 21:51

===================================================
Terminou no fim de tarde e começo da noite deste domingo com uma caminhada animada por trio elétrico entre Ondina e Barra – o circuito de elite do carnaval de Salvador -, o Forum Social Mundial Temático da Bahia. Planejado para ser uma espécie de “ponte” entre o Forum mundial Social Mundial 2010, realizado esta semana em Porto Alegre (RS), e o FSM 2011, que se realizará em 2011 no Senegal, o evento foi desanimador para seus organizadores.A prmeira grande frustração foi a ausência do presidente Lula, principal atração do evento, que cancelou a viagem a Salvador por motivo de saúde.

Quem estava na praia da Barra – na calçada, nos bares e no mar – no final da tarde de hoje não entendeu nada.O encerramento do Fórum Socia lMundial Temático, que reuniu movimentos sociais de todo país na capital baiana, foi com uma grande caminhada de Ondina ao Farol da Barra na hora do por do sol. Várias alas foram formadas ao longo do percurso. Na linha de frente vinha a CUT (PT), seguida da CTB (PCdoB), MST, UGT, Grupo de estudantes contrários à orientação da atual direção da UNE – gritavam palavras de ordem pela criação de uma nova entidade mais representativa e independente – e o PSTU, em bom número de militantes, mas afastado das outras alas.

Foi uma espécie do que Stanislau Ponte Preta chamava de “samba do crioulo doido”, com o perdão dos sambistas. Cada grupo tinha seu carro de som, que variou de um possante Trio Elétrico, para quem ganhou vistosos patrocínios à Caminhão e batucada no asfalto mesmo, para os mais “duros”.

REBOLATION, o hit da Banda Parangolé, que disputa o posto de coreografia do Carnaval que se aproxima, deu o tom, todos caíram na “dança”. O contorcionismo das forças em disputa inaugurarou passos inéditos da nova moda, no esforço de ganhar espaço na simpatia dos eventuais e supostos eleitores na área.

Na resistência a tudo isso e coerente com sua luta histórica de defesa dos direitos humanos, desfilava o sociólogo Joviniano Neto, com a sacola do encontro no ombro e seu caderno de anotações na mão. Vale registrar que não foi visto nenhum político com mandato durante todo cortejo.

Para entender o Rebolation, a coreografia que mais tem feito sucesso nas festas e academias de ginástica da cidade:

Primeiro passo – Comece colocando a mão esquerda na cabeça e o pé direito para frente. Depois inverta o lado deste movimento
Segundo Passo – Faça movimentos ritmados com o quadril
Terceiro Passo – Vá alternando os movimentos gingando sempre os quadris
Quarto Passo – Levanteas mãos para cima e vá caprichando no rebolado ao estilo dos anos 70 e 80.

A performance da turma do MST na caminhada do Rebolation foi pouco menos que um desastre! A pressão alta de Lula livrou o presidente deste ëspetáculo.

Be Sociable, Share!

Comentários

Luciano on 31 Janeiro, 2010 at 22:04 #

Não sei se é para rir ou chorar. Estava na balaustrada da praia e assisti de “camarote” o “espetáculo” de encerramento do Fórum Social Baiano. Daí fico a me perguntar: será que esses “espetáculos” só acontecem na Bahia? Chamem Gregório de Matos, por favor, triste Bahia…


Claudio on 1 Fevereiro, 2010 at 0:46 #

Nota deliciosa de ler. Na Bahia, qualquer idelogia termina no Rebolation.


carlos pacheco on 1 Fevereiro, 2010 at 12:06 #

É isso aí, é a Bahia de nossos dias, tanta nulidade que as coisas só podem terminar com bundinhas rebolando que a maior manifestação cultural dessa nossa triste Bahiazinha.


Olivia on 1 Fevereiro, 2010 at 14:15 #

“Quem tava lá na praia viu, e quem não viu jamais verá, mas se você quiser saber…” só no Bahia em Pauta. Claro que estou copiando nosso grande Chico Buarque em memorável canção. Mas é isso aí, assim é que se faz jornalismo. A verdade dos fatos e ponto final.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Janeiro 2010
    S T Q Q S S D
    « dez   fev »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728293031