jan
28

Jomard Muniz de Brito
.
===================================================
“Madeira de lei que cupin não rói”

=======================================================

Pernambuco falando para o mundo: o manifesto “Itaparica: ainda não é adeus”, em apoio a João Ubaldo Ribeiro, ganhou as assinaturas do vulcânico Jomard Muniz de Britto e do escritor Edson Nery da Fonseca, intelectuais de gerações diferentes, mas com trajetórias fulgurantes na cultura pernambucana. Jomard, autor do fundamental “Do Modernismo à Bossa-Nova”, prefaciado por Glauber Rocha em 1966, tem conexões “intergeracionais” com o grupo baiano da revista Mapa. Na turma de “Glauburu” e Joca, ajudou a soprar o mofo dos conformismos provincianos nos anos 50 e 60.

Professor emérito da UnB (Universidade de Brasília), um dos teóricos precursores da biblioteconomia nacional, Edson Nery da Fonseca, 88 anos, organizou os artigos do amigo Gilberto Freyre sobre baianidades, reunidos no esgotado “Bahia e Baianos”, que merece uma reedição. Edson Nery lançou em 2009 o livro de memórias “Vão-se os dias e eu fico” (Ateliê Editorial).

De Recife, Jomard não só assinou o manifesto em defesa de Itaparica e da Baía de Todos-os-Santos como também mandou um aviso aos “pe-bas”, os híbridos Bahia-Pernambucano: “VIVA O POVO BRASILEIRO: Em louvor da famigerada família PE-BA assumo mais uma reivindicação do nosso grande João Ubaldo, relembrando Glauburu, Joca, Peres e toda intergeração MAPA: abraços do Jomard Muniz de Britto, o famigerado JMB”

Jomard é um Batuta pernambucano cem por cento.Merece o hino do Batutas de São José, em cujos ensaios sempre foi recebido como príncipe.Mas vai para ele, como música do Bahia em Pauta para começar o dia nesta quinta-feira PE-BA, um frevo clássico da resistência pernambucana, que Capiba compôs para o Madeira do Rosarinho. Bravo, famigerado JMB, e apareça que a Bahia está com saudades de você.

( Claudio Leal e Vitor Hugo Soares) .
==================================================

Be Sociable, Share!

Comentários

Baianinho on 29 Janeiro, 2010 at 0:58 #

Realmente Pernambuco deve estar vibrando com essa discussão sobre a ponte…ou melhor, a respeito da ponte. Aliás, do jeito em que os pernambucanos estão empenhados em superar a Bahia, o foguetório lá com esse clima non sense da Soterópolis deve ser maior do que o de ACM Neto.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Janeiro 2010
    S T Q Q S S D
    « dez   fev »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728293031