jan
21

===================================================

ROSANE SANTANA

BOSTON (EUA) – O relógio marca 6:23 pm, mas já é noite fechada em Boston, desde as 4pm (4 da tarde). Na capital de Massachusetts o inverno é rigoroso.Troco os cabos da TV para assistir à Globo Internacional. E, por incrível que pareça, as notícias que vêem do país que o mundo acredita ser uma potência emergente, o Brasil, são chocantes. O Jornal da TV, mininoticiário antes do Jornal Nacional, anuncia o assassinato de uma mulher pelo ex-marido.

A mesma história de sempre: insatisfeito com a separação, o cidadão assassinou a mulher na frente das câmeras, dentro do salão de propriedade dela e na presença de clientes, depois de inúmeras ameacas feitas à vítima, que comunicou oito vezes à polícia, que não fez nada para evitar o crime, absolutamente nada, porque como explicou a delegada, a polícia não pode sair tomando providências por qualquer denúncia que chega. Deveria.

Desculpem os ufanistas de plantão, deslumbrados com essa história de Brasil potência. Mas muitos amazonas precisam passar por debaixo da ponte para esse país se tornar Primeiro Mundo. No quesito civilidade, que faz toda a diferença, tomamos de goleada.

Aqui nos Estados Unidos, por exemplo, seguramente, não haveria ameaça. Porque a um homem, seja ele quem for, não é dado o direito de ameaçar uma mulher ou abusar de uma mulher (vide Polanski), com um olhar que seja! E, se isso acontece, basta um telefonema à Polícia para que o indivíduo seja levado ao xadrez, imediatamente. Parece mentira, porque é simples, mas é verdade! Muitos homens de origem hispânica e brasileira costumam ser presos, obrigados a pagar idenização e até deportados, por violência contra a mulher, que vai de assédio até espancamento.

Aqui em Massachusetts, todas as vezes em que uma mulher vai ao médico, de qualquer especialidade, para uma primeira consulta, ou, em outra oportunidade, com sintomas de pressão alta ou stress, ela é interrogada a respeito de violência doméstica. Em caso de confissão, é o médico(a) quem toma a iniciativa de comunicar a polícia e o marido, companheiro, namorado, seja lá o que for, é preso. Se há fuga, o indivíduo é procurado e, dificilmente, escapa.

Recentemente, ouvi relato sobre um brasileiro que espancou a mulher e fugiu. Dois anos depois, ao tentar renovar a placa de seu automóvel, o que é obrigatório a cada dois anos, foi preso no local. Ao lançar o número da driver licence (carteira de motorista) no computador, o funcionário do órgão viu a ficha do cidadão e acionou a polícia. Ali mesmo ele foi preso, com um agravante por ter fugido.

Desculpem-me, amigos queridos, mas o homem latino vive na idade da pedra lascada. Até quando angelas diniz, sandras gomides, marias islaines, donas-de-casa, anônimas em geral, tantas, tantas mulheres serão abatidas como passarinho neste país?

Rosane Santana, jornalista, mestre em História pela UFBA, mora em Boston e estuda na Universidade de Harvard

jan
21
Posted on 21-01-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 21-01-2010


=================================================

Maria João Pires: Pianista portuguesa no Grammy
BRAVO!!!

==================================================
Falecido em junho do ano passado o Rei da Pop, Michael Jachson segue recebendo tributos nos Estados Unidos. Desta a homenagem será durante a cerimónia de entrega dos dos Grammy, maior honraria da música americana. Na festa será feita a exibição de um vídeo em 3D criado por Jackson para a música “Earth Song”.

O curta-metragem deveria ter feito parte do documentario cinematografico “This is It”, planeada para Julho do ano passado. Celine Dion, Carrie Underwood e Usher vão prestar tributo ao Rei da Pop com uma atuação conjunta durante a projeção do vídeo, segundo informa nesta quinta-feira a página oficial dos Grammy.

O artista será ainda distinguido com um prémio de carreira a título póstumo, num momento que promete muita emoção para os fãs de Jackson.

Quanto às nomeações para o prêmio, a cantora Beyoncé, que se apresenta em Salvador no mês que vem, em show que terá a participação também da baiana Ivete Sangalo, aparece como a grande favorita. Com dez nomeações, a cantora compete nas categorias de melhor álbum do ano, música e video-clip, ao lado da revelação da música country Taylor Swift e da excêntrica Lady Gaga. Swift e Gaga garantiram, respectivamente, oito e cinco nomeações.

A cerimória conta ainda com um nome português. A pianista Maria João Pires figura na lista dos nomeados para a categoria de “Melhor Intérprete a Solo” pelo seu trabalho num duplo álbum dedicado ao compositor Frédéric Chopin.

A mais conceituada entrega de prémios musicais norte-americana acontece no dia 31 deste mês, em Los Angeles.

(Postado por Vitor Hugo Soares, com informações do site do Grammy e do Jornal de Notícias (Portugal).

jan
21
Posted on 21-01-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 21-01-2010

Wagner: o galego sabe?

Na coluna Tempo Presente, de A Tarde, o jornalista Levy Vasconcelos escreve na edição desta quinta-feira:

“De Geddel, sobre notas na imprensa dizendo que José Serra gostaria de formar um palanque na Bahia, com ele para governador e Paulo Souto para o Senado: Nem eu falei sobre isso e nem me perguntaram. Minha política está clara: sou candidato a governador e vou construiir um palanque para Dilma Rousseff”.

BAHIA EM PAUTA comenta: Quem viu ontem em Minas Gerais a troca de mesuras afagos do presidente Lula com o ministro Geddel e o sorriso meio maroto de Dilma Rousseff observando, deve ter achado que tudo já está combinado entre os três para a sucessão.

Mas, como na velha história do ponteiro Mané Garrincha, vale a pergunta:o “galego” Wagner, dono do time na Bahia, sabe disso?

Em tempo:perguntar não ofende.

jan
21


===================================================
“La Barca”, na interpretação impar do espanhol Luis Miguél, é a música para começar o dia no Bahia em Pauta. A sugestão e garimpagem vem do programador nota 10 da Radio BP, jornalista Gilson Nogueira. Chega com um recado via web:”A vida e la barca seguem”…E nada mais é preciso dizer. Só ouvir.

Vai dedicado à jornalista Rosane Santana, colaboradora e amiga especial deste site-blog, que arruma as malas em Boston para a viagem de volta à terrinha, e ama o canto de Miguél. Só não vale chorar!

(Vitor Hugo Soares)

jan
21

Bahia e políticos: “Quem pode?”

=======================================================

De uma leitora atenta e colaboradora fiel do Bahia em Pauta em Bahia, que entre muitas outras coisas, sabe ler bem o Diário Oficial da União, o editor deste site-blog baiano de olho no mundo recebeu e-mail com informações preciosas sobre a Lei Nº 12.206, de 19 de janeiro de 2010, que institui o Dia Nacional da Baiana de Acarajé, com a devida fotocópia e transcrição dos termos da nova Lei pubvlicada no DOU. A mensagem veio acompanhada do tão curto quanto expressivo comentário: “Antes era só na Bahia, agora é nacional.Quem aguenta com a Bahia???”
=====================================================================
A NOVA LEI NACIONAL

Presidência da República
Casa Civil
Subchefia para Assuntos Jurídicos

LEI Nº 12.206, DE 19 DE JANEIRO DE 2010.

Institui o Dia Nacional da Baiana de Acarajé.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1o Fica instituído, no calendário das efemérides nacionais, o Dia Nacional da Baiana de Acarajé, a ser comemorado, anualmente, no dia 25 de novembro.

Art. 2o Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 19 de janeiro de 2010; 189o da Independência e 122o da República.

LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA
Ranufo Alfredo Manevy de Pereira Mendes

Este texto não substitui o publicado no DOU de 20.1.2010
======================================================

Só uma perguntinha mais, meio indiscreta, de Bahia em Pauta: Quem pode também com políticos em tempo em ano de eleição???

(Postada por Vitor Hugo Soares )

jan
21
Posted on 21-01-2010
Filed Under (Artigos, Ivan) by vitor on 21-01-2010

“No momento é o caos”

=======================================================
O CAOS EM LILIPUT

=====================================================
DEU NA COLUNA

“No entanto, a dupla Serra-Gabeira é uma espécie de inferno político para grande parte da microscópica população oposicionista de Liliput”. Descubra o que o jornalista Ivan de Carvalho que dizer com esta intrigante metáfora política, lendo sua coluna desta quinta-feira no jornal Tribuna da Bahia, que Bahia em Pauta reproduz. BOM DIA!
(VHS)

Ivan de Carvalho
No momento é o caos.
Quando, na terça-feira, neste espaço, comentei a Guerra em Liliput, existiam apenas dois exércitos. Um deles era favorável a que o Psol (o país Liliput nessa história) fizesse coligação com o PV e apoiasse a candidatura a presidente da República da senadora Marina Silva, ex-petista como os principais do Psol, ex-ministra do Meio Ambiente do governo Lula e senadora.
O outro exército – que como o anterior deve ter a dimensão de um pelotão, tão pequenas são as coisas em Liliput – é favorável à candidatura própria do promotor aposentado Plínio de Arruda Sampaio, uma pessoa muito respeitável e completamente sem votos, a presidente da República.
Estavam assim as coisas, até onde se sabia, quando o deputado Fernando Gabeira, do PV e que por diferença de poucos votos não foi espetacularmente eleito prefeito do Rio de Janeiro em 2008, resolver aceitar que seu nome seja posto na disputa pelo cargo de governador do Estado do Rio de Janeiro, nas eleições deste ano.
Não haveria problema quanto a isso, não fosse a particularidade de que Gabeira aceita disputar o governo fluminense com o apoio do PSDB (e do DEM) e a contrapartida para isto é permitir que o candidato tucano a presidente da República, José Serra, se torne seu aliado eleitoral. Isso significa que Serra teria no Rio um palanque que espera seja forte, o de Gabeira. Isso é bom para a oposição em geral.

No entanto, a dupla Serra-Gabeira é uma espécie de inferno político para grande parte da microscópica população oposicionista de Liliput. E se Gabeira, que é uma das duas figuras politicamente mais importantes do PV, se alia a Serra, Liliput racha e se impõe (é aquela historia do pequeno metido a besta, pequenininho mas durinho) obstáculos quase intransponíveis para apoiar a candidatura da verde Marina Silva à sucessão de Lula. Razão? É óbvia – a provável aliança de Gabeira com Serra “contamina” o PV e em Liliput o cordão sanitário é impenetrável.
Então, se Liliput está quase de acordo em não apoiar a verde Marina Silva, o que seria lógico que fizesse? Apoiar Plínio de Arruda Sampaio, que até já fora há uns tempos “indicado” – isso significa apenas uma sinalização, não determina nada, é uma coisa típica nos ambientes autoproclamados “de esquerda” – como possível candidato e acaba de receber o apoio do bravo bispo da diocese baiana de Barra, dom Cappio.
Mas o que faz Liliput? Divide-se ainda mais. Aos dois exércitos citados (um a favor de Marina, outro a favor de Plínio) acrescenta-se, surgindo de alguma trincheira em miniatura, o pelotão, perdão, o exército de Babá. O ex-deputado João Batista Araújo, codinome Babá, foi lançado pré-candidato do Psol pela facção interna CST (Corrente Socialista dos Trabalhadores). Deve disputar com Plínio de Arruda Sampaio a indicação do partido, caso não prevaleçam os que ainda brigam para apoiar a candidatura de Marina Silva.

  • Arquivos

  • Janeiro 2010
    S T Q Q S S D
    « dez   fev »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728293031