jan
04
Postado em 04-01-2010
Arquivado em (Artigos, Janio) por vitor em 04-01-2010 00:07

===================================================

CRONICA/RECOMECO

O PRIMEIRO SOL DE 2010

Janio Ferreira Soarea

Neste ano que se inicia prometendo acalorados debates políticos e esportivos envolvendo Wagner, Souto, Geddel, Dunga, Dilma, Serra e o nosso infalível democrata cristão Eymael, só tenho a certeza de uma coisa: quaisquer que sejam os resultados das eleições e da Copa do Mundo, a vida continuará uma festa para Kaká e Cia e para os frequentadores das colunas de Mônica Bergamo e de July. Já para a maioria dos ouvintes do serviço de alto-falante Jota Araujo, aqui na vizinha cidade de Glória, tudo vai depender da barra que antecede ao primeiro Sol do ano.

Se ela se fizer presente, retardando por alguns segundos a espetacular visão das nuvens formadas pelas garças que sobrevoam as manhãs do São Francisco, pode ser que João Vaqueiro se anime a arar um pedaço de terra pra plantar os seus grãos. Digo pode ser, porque ele, embora crente, anda desconfiado dessa lenda (que reza que quando aparece uma barra antes do primeiro amanhecer vai ser um ano de chuva), desde que, no começo de 2009, foi na onda de uma que segurou o Sol por mais de três minutos, plantou duas tarefas de melancia e perdeu tudo.

Na sua percepção a coisa toda começou a desandar depois da globalização e da internet. Ele cita como exemplo o fato de seu neto varar as madrugadas proseando com outro menino lá nos cafundós da China e ainda por cima vendo sua imagem no monitor. E termina dizendo que do jeito que a coisa vai, é capaz de qualquer dia aparecer uma foca nadando na beira do São Francisco.

Exageros a parte, realmente o mundo anda meio estranho. Mas o que me conforta um pouco é essa espécie de déjà vu climático, que faz com que uma tragédia atual seja anunciada como a maior que aconteceu há 80, 90 anos, quando, presumo, o desmatamento e a emissão de gases eram bem menores.

Pra terminar (ou pra começar), crendo ou não em barras, tomando Sidra ou Veuve Clicquot, desejo a todos um grande início de ano. De preferência ouvindo uma velha canção de Roberto, daquelas do tempo em que as estrelas mudavam de lugar e chegavam mais perto só pra ver. Eu vou de Eu Preciso de Você. Pra Valéria. Sempre.

Janio Ferreira Soares, cronista, é secretário de Cultura e Turismo de Paulo Afonso

Be Sociable, Share!

Comentários

lilian on 4 Janeiro, 2010 at 11:18 #

texto inspirador. Feliz 2010


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Janeiro 2010
    S T Q Q S S D
    « dez   fev »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728293031