dez
15
Postado em 15-12-2009
Arquivado em (Artigos, Rosane) por vitor em 15-12-2009 09:49

Genebaldo Correia: em campanha
genebaldo
O eleitor não é bobo
================================================

Rosane Santana

O ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, depois de uma quarentena auto-imposta, desde que vários dos nomes do PMDB, por ele indicados para cargos no governo do Estado, foram flagrados na famosa “Operação Expresso”, está a propor soluções para a Segurança Pública da Bahia, em seu programa radiofônico da Rádio Metrópole.

Ora bolas, o melhor remédio contra a violência é acabar com o alarmante índice de corrupção existente no Brasil, assunto sobre o qual, convenhamos, o ministro não tem autoridade moral para falar. Vive, aliás, em companhia de Genebaldo Correia, um das estrelas da CPI dos Anões, de onde Geddel teria escapado, depois de chorar copiosamente diante das câmeras de televisão, graças a intervenção do presidente da Câmara dos Deputados à época, Luis Eduardo Magalhães.

Menos ministro, menos, porque o eleitor não é bobo!

(Rosane Santana, jornalista baiana, mora em Boston (EUA) sempre antenada na Bahia)

Be Sociable, Share!

Comentários

Carlos Volney on 15 dezembro, 2009 at 22:06 #

Sinceros e efusivos parabéns, Rosane. Este blog é um verdadeiro oásis pois só ele tem coragem de publicar comentários lúcidos e corajosos como este seu.


Domingos Sanatana on 18 dezembro, 2009 at 18:08 #

Que bom que estou a comentar uma afirmativa categórica de alguem que tem nível superior e se deleita da educação do primeiro mundo.

O filosofo e filologo Nietzsche, afirmava que não existe o fato jurídico estes só apareceriam após uma bõa hermeneutica, assim e só assim entrariamos no mundo do Direito.

A justiça é algo inexistente, pois está só passa ao mundo do concreto, do palpavel, se perseguirmos juntos com extrema responsabilidade a injustiça.
A arte de julgar é uma das mais dificeis e como à fazemos com insupotavel desenvoltura e inrresponsabilidade. Imaginava eu, isto só acontecer abaixo da zona tempereda, me enganei. Devemos julgar com a maior racionalidade e técnica e não com a mera doxa, insetos do maior valor que é a ética.
Passo a ressaltar, pois imagino querer conhecer a verdade, embassada devido a sua distância da nossa terra e dos nossos tribunais, 16 anos se passaram da CPI do orçamento e nada, absolutamente nada que desabone a conduta do Deputado Genebaldo Correia foi encontrado, diante de um processo esquálido e que o relator da época o Sr. José Dirceu, certamente, conhecido da Sra Roseane, não só pelo seu partido, bem como pelos fatos que tem seu nome envolvido em episodios denominados de mensalão; este, antes mesmo de assumir a relatoria já declarava públicamente a sua vontade e predisponibilidade de condenar o Dep. Genebaldo Correia. Certamente que devido ao afastamento da senhora Rosane do Brasil, por aqui as coisas tem uma tramitação legal e para termos, portanto, o reu condenado, há de se ter o respeito pelos direitos fundamentais garantidos pela Constituição do Brasil, especialmente a Ampla Defesa e o Contraditório, são requisito basilares, que todos nós cidadãos devemos respeitar e defender e, só realmente aceitarmos senteça, depois do julgamento transitado em julgada.
Sugiro a senhora Rosane autora do libelo, a leitura de Ortega e Garset, a Rebelião da Massas e não uma leitura desavisada de Karl Marx, pois meras interpretações é coisa da patuleia e com certeza não combina com egrégia personalidade.
A mera observação dos fatos leva a equivocos inrreparaveis. Lembre-se que até jornalistas do porte Boris Casoi, cometera erros crassos, ao julgar sem interpretar os fatos, insentos de meras emoçoes ideologicas, condenado os donos da Escola Park, que postorirmente sobe-se ser inocentes.
Em nível de informação o nome do Dep. Genebaldo Correia esteva e está sempre ligado a vida pública deste pais, Anistia Ampla Geral e Irrestrita, Diretas Já, garantiu a Republica Do Brasil com Sarney, Conselheiro da República, Voto dos 16 anos, luta incassavel pelos aposentados é isto que precisamos propagar sobre este grande homem e não ao anão dos incaultos.


Dienivaldo Fernandes on 18 dezembro, 2009 at 18:36 #

O que me causa estanheza, é que por volta da acusatória ao Sr. José Dirçeu, relator da CPI do Orçamento, mesmo antes de conhecer os autos, que deveria atuar como relator do processo não teve a mesma ombridade que dera ao Depútado Genebaldo Correia, uma vez que tratava a justiça com dois pesos duas medidas, exigia para sí o princípio constitucional que todo cidadão era inocente até que se provasse ao contrario e que ele estava sofrendo um verdadeiro linchamento público e condenado pela midia, isto não foi assim com o Deputado Genebaldo Correia, pergunto a justiça só serve para atender a petista?


rosane santana on 19 dezembro, 2009 at 1:28 #

Caros, contra fatos não há argumentos. O envolvimento de Genebaldo Correia na CPI dos Anões é fato histórico, irrefutável, que foi denunciado, por toda a imprensa na época. Não por acaso, Genebaldo Correia renunciou ao mandato para não ser cassado, depois que cheques seus foram encontrados na conta de Ibsen Pinheiro, totalizando 35 mil dólares depositados em um só dia, sem que o deputado gaúcho ou mesmo Genebaldo, conseguissem dar uma explicação plausível.


rosane santana on 19 dezembro, 2009 at 2:07 #

À propósito, as cópias dos cheques foram publicadas pela Revista Veja à época. O relatório final da CPI dos Anões registrou uma movimentação nas contas de Genebaldo de 1,6 milhão de dólares. A documentação, portanto, está nos anais do Congresso Nacional.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • dezembro 2009
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031