dez
13
Posted on 13-12-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 13-12-2009

Está inaugurado em Salvador o assalto escalonado para roubo de carros.
O primeiro episódio do novo fenômeno baiano ocorreu no fim de semana, no Conjunto Colinas de Pituaçu. Na manhã de sábado foi roubado um carro. Na tarde, outro. E o terceiro ocorreu aproximadamente aos 30 minutos da madrugada de domingo, quando o proprietário do veículo Chevrolet Montana de placa JRA 2210 estacionava o utilitário próximo a sua residência.

Na Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos, onde registrou a ocorrência, lhe disseram que “esse carro é muito difícil de recuperar, porque o roubo costuma ser feito por encomenda para uso no interior de fazendas e assim fica uma coisa interna”.

Resta saber onde fica a inteligência aprimorada que se diz estar sendo preocupação constante do aparelho de segurança. O carro substitui os burros e os burros não descobrem o carro.

dez
13
Posted on 13-12-2009
Filed Under (Multimídia) by vitor on 13-12-2009


BOA NOITE!

dez
13
Posted on 13-12-2009
Filed Under (Multimídia) by vitor on 13-12-2009


Para terminar este 13 de janeiro, dia de Santa Luzia e do nascimento de Luiz Gonzaga, Bahia em Pauta fz duplo tributo er apresenta vídeo com cenas do filme “Milagre de Santa Luzia”, já em cartaz nos cinemas: uma viagem pelo Brasil, o filme percorre as mais diversas regiões onde a sanfona ganhou destaque e de onde surgiram seus maiores intérpretes. Entre eles Dominguinhos, que, considerado o maior sanfoneiro do Nordeste.Salve a Santa dos olhos, viva Gonzagão!
(Vitor Hugo Soares, devoto dos dois).

dez
13
Posted on 13-12-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 13-12-2009

Tartaglia, o agressor: “terrorismo”
Tartaglia
====================================================
Massimo Tartaglia, de 42 anos, o homem que atacou, este domingo,13, o primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, foi acusado de «ofensas graves e premeditadas» e de atentado terrorista apesar de ter problemas mentais há mais de dez anos, segundo informações da agência Ansa.

Tartaglia feriu Berlusconi no rosto com uma estatueta, uma réplica em miniatura da catedral de Milão,Il Duomo, depois do primeiro-ministro italiano ter discursado num ato público em Milão, fortemente contestada por alguns dos presentes.

O agressor, que foi de imediato detido, sofre de problemas mentais há mais de dez anos, mas o juiz a quem se apresentou considerou que o ato foi premeditado já que Massimo Tartaglia tinha consigo também um crucifixo e um spray de gás lacrimogéneo.

Com ferimentos na boca e na cara, Silvio Berlusconi ficará hospitalizado para observação nas próximas 24 horas, apesar de não ter perdido a consciência, informa o portal TSE, de Portugal.

(Postado por Vitor Hugo Soares, com informações da agência ANSA e portal TSE Rádio Notícias)

dez
13

dez
13
Posted on 13-12-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 13-12-2009

Berluconi: ferido e atonito
berlusconi
================================================
Milão e a Italia inteira estão em choque neste domingo e o motivo não é a derrota em casa de um dos times do coração dos milaneses. O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, dono do Milan, foi levado a um hospital, hoje (12), após sofrer um corte no rosto ao ser agredido durante um comício em uma praça de Milão, na Itália.

Berlusconi saiu da nmanifestação atonito e perturbado com o nariz e a boca sangrando. “O que fizeram com Berlusconi é um ato de terrorismo”, disse à agência Ansa Umberto Bossi, chefe do partido de extrema direita Liga Norte e grande aliado de Berlusconi.

Inicialmente, a polícia informou que um jovem havia dado um soco no rosto de Berlusconi, mas depois afirmou que o homem lançou um objeto contra o premiê.

Segundo a agência europeia de notícias Reuters, o incidente ocorreu após Berlusconi ser vaiado e chamado de palhaço por dezenas de pessoas que estavam no local, o que provocou a reação do chefe de governo.

A discussão deu origem a um confronto entre os seguranças do comício e os críticos de Berlusconi. Então, um homem lançou em direção ao primeiro-ministro um objeto que seria uma miniatura do Duomo (catedral) de Milão, local em que era realizado o comício.

Lesão

Silvio Berlusconi foi levado ao hospital San Raffaele, onde afirmou a um de seus funcionários “estar bem”. Ele estava deitado sobre uma maca e segurava um saco com gelo quando deixava a enfermaria para ser transferido a um apartamento.

De acordo com fontes médicas, o primeiro-ministro sofreu uma lesão interna e uma externa e teve dois dentes afetados. Ele deverá permanecer em observação por 24 horas.

Agressor

Conforme a polícia, o agressor, identificado como Massimo Tartaglia, de 42 anos, foi preso imediatamente. Morador de Milão, ele não tinha antecedentes criminais e teve sua carteira de motorista apreendida há alguns meses.

De acordo com fontes da investigação policial citadas pela Reuters, o agressor de Berlusconi passa por tratamento psicológico há dez anos em um hospital de Milão.

(Postado por Vitor Hugo Soares, com informações do portal IG e Reuters)

dez
13
Posted on 13-12-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 13-12-2009

Bachelet depois de votar:aposta no segundo turno
MBachelet
=================================================
A população do Chile em condições legais de votar acorre em massa às urnas neste domingo do primeiro turno eleitoral para a escolha do sucessor de Michelle Bachelet na presidência da República.

As sondagens dão vantagem ao candidato de direita, Sebastián Piñera, que tem como principal adversário o ex-Presidente Eduardo Frei, da frente governista de centro-esquerda.

Apesar da vantagem atribuidas pelas pesquisas ao candidato da oposição, a presidente Michelle Bachelet aparentava tranquilidade neste domingo. Segundo ela, a eleição que determinará quem a substituirá no cargo será decidida apenas no segundo turno.

“Todos sabemos que haverá segundo turno e que vai funcionar como sempre e de forma adequada”, disse a presidente, após votar no Colégio Verbo Divino, por volta das 10h50 (em Brasília). No mesmo local votou a mãe de Bachelet, Angela Jeria, segundo o site do diário chileno “La Tercera”.

O jornal Publico, de Portugal, assinala em sua edição online, que se as previsões se confirmarem, será a primeira vez que a direita chilena chegará ao poder após o fim da ditadura de Pinochet, há 20 anos. Mas ressalva que as sondagens não dão maioria absoluta a nenhum candidato, e o mais provável é que o próximo Presidente só seja escolhido na segunda volta, a 17 de Janeiro.

Se a actual Presidente Michelle Bachelet pudesse recandidatar-se, é quase certo que se manteria à frente dos destinos do Chile. A sua popularidade ultrapassa os 75 por cento, mas a Constituição impede-a de disputar um segundo mandato. Por isso, a coligação de centro-esquerda Concertação Democrática, que governa o Chile desde o fim da ditadura, apresentou como candidato Eduardo Frei, o segundo Presidente pós-ditadura, entre 1994 e 2000.

A popularidade de Bachelet tem sido um motor da campanha de Frei, que promete continuar com as políticas sociais da actual Presidente. Mas o que as sondagens dizem é que o Chile tem vontade de mudar. O milionário de direita Sebastián Piñera foi derrotado por Bachelet nas eleições de 2005, mas agora deverá ser ele a derrotar Frei.

FREI DERRAPA

Uma sondagem divulgada no final da campanha pelo Centro de Estudos da Realidade Contemporânea (CERC) dá a Piñera, apoiado pela União Democrata Independente e pela Renovação Nacional, 44,1 por cento dos votos, contra 31 por cento para Eduardo Frei, da Concertação, que agrega quatro formações: Partido Democrata Cristão, Partido pela Democracia, Partido Radical Social Democrata e Partido Socialista.

Na noite de sexta-feira, Piñera foi o candidato que reuniu mais adeptos no comício de encerramento de campanha. Frente a uma multidão de 20 mil pessoas, vaticinou o fim do ciclo de governo de quase 20 anos e de quatro governos da Concertação Democrática. “Francamente, penso que não merecem uma quinta oportunidade”, disse.

A disputar estas eleições, em que cerca de 8 milhões de chilenos irão escolher também um novo Congresso, estão ainda o candidato independente de esquerda Marco Enríquez-Ominami, de 36 anos, a quem a sondagem dá 17 por cento dos votos, e o comunista Jorge Arrate, que alcançará 7,2 por cento. Poderá estar neles a chave desta eleição se houver segunda volta.

Arrate já manifestou a intenção de apoiar Frei nessa altura, e este acolheu essa ideia no comício de quinta-feira à noite em Concepción, no Sul do país: “A partir de 13 de Dezembro à noite será o momento para a unidade.”

(Postado por Vitor Hugo Soares, com informações de Público e Fo

dez
13

Protestos em Copenhague
Copenhage
====================================================
A polícia dinamarquesa libertou quase todas as 968 pessoas que deteve no sábado,12, durante a manifestação que ocorreu em Copenhague paralela à cúpula do clima. Segundo o portal europeu TSE, apenas 13 pessoas estão ainda detidas, devendo três delas ser apresentadas a um juiz.

Segundo o porta-voz da polícia, Henrik Jakobsen, estas detenções ocorreram após o lançamento de pedras, garrafas e petardos por um pequeno grupo de manifestantes «para assegurar que a grande manifestação legalmente anunciada não fosse perturbada por causadores de problemas».

Dos quase mil detidos, apenas 13 se encontram ainda num centro especial da polícia criado por causa da cúpula que acontece em Copenhague, devendo três destes, dois dinamarqueses e um francês, ser apresentados a um juiz devido a atos violentos contra polícias.

dez
13

Governador Arruda:”valeu!”/Img.Arquivo
JRarruda
====================================================
ARTIGO / CORRUPÇÃO

ACORDA BRASIL

Rosane Santana

Conversei outro dia, com uma colega chinesa, Jing Yang, na Universidade de Harvard, sobre seu país, enquanto esperava a chegada da professora em sala de aula. A imprensa, de uma maneira geral, inclusive nos Estados Unidos, insiste, com certa freqüência, na idéia de que o século XXI será um século asiático. É verdade que a crise norte-americana tem levado muitos a se perguntarem sobre quem sucederá os EUA na liderança mundial e a China, o principal credor do país, com cerca de um trilhão de dólares investidos em letras do tesouro e outros seguros americanos, de acordo com a National Public Radio (NPR), é forte candidata ao pódium.

Ressalte-se, de uma vez por todas, cerca de um trilhão em aplicações variadas e não seis trilhões de dólares, como já li em alguns jornais brasileiros e blogs, talvez para valorizar a crescente influência da China no mundo Ocidental, inclusive na América Latina, na mesma proporção que decresce a influência americana. Este é um fenômeno que alguns estudiosos atribuem à política neoliberal de Bill Clinton, mantida por George W. Bush, trazendo de volta o velho nacionalismo no continente de Che Guevara em choque direto com Washington.

O Brasil também tem aparecido como forte concorrente da China. Estabilidade econômica proporcionada pelo Plano Real, que o governo Lula seguiu à risca desde a Era Palocci, a reação da economia brasileira à crise econômica mundial e as recentes descobertas de petróleo e gás natural – as mais importantes dos últimos 20 anos, segundo The New York Times – colocam o país na berlinda. E é o bastante para o governo navegar em alta popularidade, numa onda de falso otimismo que ignora os entraves a serem vencidos pelo país no caminho do desenvolvimento e bem-estar social.

No Brasil como na China, concorda minha colega Jing Yang, a concentração de renda e a corrupção impedem o salto em direção a um lugar no pódium. “Poucos, muito poucos controlam a riqueza”, diz ela, que adotou os EUA como pátria recentemente. Com a volta da censura prévia à imprensa, referendada por decisão recente do Supremo Tribunal Federal, que proíbe o jornal “O Estado de São Paulo” de divulgar tenebrosas transações de um dos herdeiros do presidente do Congresso, José Sarney, infelizmente o Brasil, se não houver reação, também caminha para se igualar à China nesse aspecto, o que será péssimo. À propósito, louve-se a atitude do vice-presidente da República, José Alencar, que manifestou preocupação ao cerceamento da liberdade de imprensa.

Tenho feito contínuas reflexões sobre a realidade brasileira em comparação com o que vivencio nos Estados Unidos há cerca de três anos, país que tomo como referência por ainda ser uma potência militar e econômica e, internamente, um modelo de democracia, com a maioria da população, inclusive milhares de brasileiros que aqui residem, tendo acesso ao mercado de consumo, às maravilhas da tecnologia e à educação e uma Justiça célere e eficaz, além de uma imprensa livre. Sobre a China, só conheço o que li nos livros e conversei com colegas na Universidade de Harvard, onde os chineses estão em toda parte. Por aqui, o Brasil é uma grande promessa, mas é preciso viabilizá-la.

O problema número um, citado por todos, professores e alunos, com os quais conversei, é a corrupção, em evidência neste momento, graças a revolução tecnológica, seus poderosos satélites, micro-câmeras e comunicações eletrônicas instantâneas, que, segundo o sociólogo inglês Anthony Giddens, viabilizou a aldeia global de Marshall McLuhan. Entretanto, o fenômeno, herança do patrimonialismo português e, por que não dizer, ibérico, já existe mesmo antes da fundação do Estado brasileiro, no século XIX, nas antigas Câmaras de Vereadores dominadas pelos latifundiários e senhores de engenho. A diferença é a repercussão globalizada.

Não se rouba, portanto, nem mais nem menos, rouba-se como sempre se roubou num país de baixa participação política (65% dos brasileiros ignoram a política, segundo recente pesquisa do Vox Populi), onde há falta de transparência nos negócios públicos e impunidade. Acrescente-se concentração de renda, analfabetismo e ignorância.

Afinal, quem imagina, num mundo democrático e civilizado, que um país onde seus líderes são flagrados escondendo dinheiro em cuecas, meias e coisas que tais, pode ser levado a sério, está enganado. O máximo que conseguiremos despertar é a antiga atitude de cobiça dos colonizadores – explorar, saquear, roubar as nossas riquezas. A imagem de José Roberto Arruda , ninguém menos do que o governador do Distrito Federal, embolsando um maço de dinheiro e dizendo “valeu”, que rodou o mundo, é um tiro no peito de todos os brasileiros que se esforçam para construir um país melhor.

Acorda Brasil!

Rosane Santata, jornalista, mestre em História pela UFBA, mora em Boston (EUA) e estuda na Universidade de Harvard

  • Arquivos

  • dezembro 2009
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031