dez
04
Posted on 04-12-2009
Filed Under (Multimídia) by vitor on 04-12-2009


A sugestão e garimpagem da música para o fim do dia de Iansã no Bahia em Pauta, vem de Regina Soares, atenta e leal colaboradora, que mora em Belmont, na area da Baia de San Francisco, Califórnia(EUA) sem tirar os olhos e o coração da Baia de Todos os Santos e de todos os orixás. Eparrê!
(VHS)

dez
04
Posted on 04-12-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 04-12-2009

Cesar Borges: a um passo de Wagner
CBorges

===================================================
Na manhã desta improdutiva e tediosa sexta-feira na Assembléia Legislativa da Bahia, um fato chamou muito a atenção dos coordenadores da “rádio corredor” do poder. Na pauta oficial, uma entrevista ao Canal Assembleia,do senador César Borges que circulou por lá com desenvoltura e acompanhado de comitiva informal. Além de alguns habituais papagaios de pirata, os deputados Elmar Nascimento (oposição) e Reinaldo Braga (governo) faziam parte do “cortejo”, que seguramente não era em homenagem a Santa Bárbara, a Iansã no sincretismo dos cultos de candomblé. Vale ressaltar: nenhum dos “devotos” vestia vermelho, cor do poderoso Orixá dos cultos afro-brasileiros.

Um passarinho cantou nos estúdios da Rádio Corredor que o flerte que o senador troca com o governador Wagner está quase virando namoro. O certo é que carinhos e afagos estão rolando e não faltaram hoje na Assembléia ao senador que até pouco tempo figurava em todas as relações dos melhores puro sangue do carlimo baiano. Não falta quem diga que Borges já integra a lista dos “ex”, que só faz crescer.

A conferir.

(Vitor Hugo Soares )

dez
04
Posted on 04-12-2009
Filed Under (Artigos, Ivan) by vitor on 04-12-2009

Deu na Tribuna da Bahia

Na edição desta sexta-feira, 4 de novembro, o jornalista político Ivan de Carvalho fala sobre Educação (ou a falta dela) e suas consequências.Mais especificamente sobre o discurso do governador Jaques Wagner, no ato que marcou ontem – com pompa, circunstância e um bocado de propaganda – a alfabetização de 289 mil pessoas no estado, através do programa Todos pela Alfabetização, o TOPA,uma das meninas dos olhos do governo petista. “Não estou, de nenhuma maneira, fazendo observações, sérias ou irônicas, para tentar reduzir o merecimento desse programa do governo”, assinala Ivan em um trecho do texto publicado na TB, que Bahia em Pauta reproduz . Confira.
(VHS)
===============================================
Jaques Wagner; aposta no Topa
Jawagner
============================================

OPINIÃO POLÍTICA

EDUCAÇÃO E LIBERTAÇÃO

Ivan de Carvalho

OLHO: Não estou, de nenhuma maneira, fazendo observações, sérias ou irônicas, para tentar reduzir o merecimento desse programa do governo

O governador Jaques Wagner presidiu ontem uma solenidade que marcou a alfabetização de 289 mil pessoas, integrantes da segunda turma do Programa Todos Pela Alfabetização – Topa. Somando com os da primeira turma, foram alfabetizadas 460 mil pessoas. Até o final do ano que vem, a meta é atingir um milhão de pessoas, o que reduziria os analfabetos baianos, que em 2007 eram dois milhões, à metade.

Supõe-se que os alfabetizados tenham aprendido a ler e escrever dentro de limites bem limitados, já que o curso é de oito meses. Trata-se mesmo de erradicar o analfabetismo, não de dar uma instrução além disso. E espera-se que o ensinado não seja apenas o suficiente para assinar o próprio nome ou ler o que está escrito no espaço usado para anunciar o destino dos ônibus que se costuma utilizar com mais frequência.

Não estou, de nenhuma maneira, fazendo observações, sérias ou irônicas, para tentar reduzir o merecimento desse programa do governo Jaques Wagner, o Topa. Aliás, o governador incluiu a Educação entre as prioridades de sua administração, juntamente com a Saúde, o Emprego e Renda e finalmente (incluída mais tarde) a Segurança.

Algumas coisas importantes estão sendo feitas, embora fosse desejável, claro, que muito mais estivesse acontecendo. Estamos vendo na televisão, nesses dias, a propaganda oficial – incluindo imagens que mostram a magnitude da obra – da construção do Hospital do Subúrbio.

Importante que seja maior do que o HGE, como ressalta a peça publicitária, embora se deva considerar que o HGE foi construído já há bastante tempo e de lá para cá, além das insuficiências do sistema de saúde que tanto o Hospital Roberto Santos quanto o HGE não conseguiram suprir, a cidade cresceu muito – há muito mais gente precisando dos serviços hospitalares públicos em hospitais bem equipados, supridos e dotados de pessoal capaz e suficiente.

Na área da prioridade do Emprego e Renda, as coisas iam bem, principalmente pela boa fase que pareciam viver a economia global e a economia brasileira. Ainda assim, talvez haja ocorrido pouca agressividade na disputa por investimentos com alguns outros Estados do Nordeste e perdemos (só um exame realmente profundo e cuidadoso poderia dizer se tínhamos ou não condições de ganhar) alguns deles.

Quanto à área da Segurança Pública, “prefiro não comentar”. Explicando melhor: prefiro não comentar agora, por falta de assunto, salvo a constatação de que está piorando sempre. Mas, quem sabe, em 31 de dezembro de 2010 este cenário dantesco já haja mudado. Acredito em milagres.

O nosso tema é, porém, a alfabetização. O governador disse ontem uma verdade quando está em causa a educação: antigos governantes mantinham o povo sem ela para escravizá-lo. Mas aí cabe o acréscimo ou esclarecimento: a simples alfabetização melhora algumas coisas, mas não liberta. Ela não tem esta força. A educação tem, quase sempre. Mas, ainda assim, às vezes falha. Sua ausência, no entanto, é quase infalível para escravizar.

dez
04
Posted on 04-12-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 04-12-2009

Deputado Genoino: Transmutações
Genoinio
Deu na coluna de Mônica Bergamo (Folha)
=========================================
Genoíno X CQC

Durante a pré-estreia do filme Lula, o Filho do Brasil, em São Bernardo do Campo, o repórter Oscar Filho, do CQC, da Band, tentou entrevistar o deputado federal José Genoino (PT-SP), que reagiu dizendo que a atração “só faz violência contra as pessoas”, afastando o repórter com o cotovelo.
Entre outras coisas, ele disse que não dá entrevista para um programa que faz da política humor, desgraça e perseguição às pessoas (entrevista completa na coluna de Mônica Bergamo, publicada na Folha de ontem, 3 de novembro).

Destaque para duas falas de Marcelo Tass, apresentador do programa: Ele disse que já cometeu “até a loucura de votar no Genoino” e que o CQC não vai desistir de entrevistá-lo. Para Tass, “o Genoino sempre foi o Silvio Santos do PT, não podia ver um microfone. Depois do mensalão, virou a Greta Garbo”.

dez
04
Posted on 04-12-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 04-12-2009

Suspeita de bomba agita sorteio
Bomba
Deu no portal MSN

==================================================
Em matéria assinada pelo enviado especial à Africa do Su, Carlos Alberto Vieira, o portal MSN , registra o susto ocorrido na entrada principal do centro de convenções da Cidade do Cabo, local do sorteio dos grupos para a Copa. Uma mochila que passou pelo detector de metais tinha um objeto desconhecido e logo foi interpretado como uma possível bomba. A ameaça fez o local ficar interditado para a entrada e saída de pessoas por 20 minutos, porém quem estava dentro do centro não foi retirado e quem estava fora não podia entrar.

MSN informa também que a brigada de explosivos da polícia sul-africana foi chamada e solucionou o caso. A organização da Copa informou que o incidente será analisado e uma nota oficial será divulgada.

O superintendente de policia Vish Naidoo informou que ele havia recebido telefonema com a possibilidade de ocorrer algum incidente com bomba. E que um problema parecido também havia ocorrido no aeroporto.

dez
04
Posted on 04-12-2009
Filed Under (Artigos, Olivia) by vitor on 04-12-2009

Foto premiada: sensibilidade no olhar
ELEIÇÕES 2008 / SALVADOR / BAHIA
=====================================================

Maria Olívia

O repórter fotográfico de A Tarde, Luciano da Matta é o grande vencedor da edição 2009 do Prêmio de Fotografia do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA/Bahia). A foto do cadeirante Alan Ribeiro Dias, 17 anos, sendo carregado para transpor uma escadaria na entrada de sua zona eleitoral e conseguir registrar seu voto, em outubro de 2008, deu o premio a da Matta. A foto vencedora foi um flagrante conseguido quando o jornalista fazia a cobertura das eleições para prefeito.
Com quase 30 anos de profissão, Luciano já ganhou diversos concursos e foi finalista do Prêmio Esso de Jornalismo de 2007. Ao sair da Escola Estadual Raul Sá – grande professor baiano, registre-se – em Mussurunga, ele percebeu a dificuldade de Alan para subir a escadaria do prédio. “Logo na porta do colégio, ele encontrou aquele obstáculo e teve de contar com a colaboração de outras pessoas, porque nossos governantes não respeitam o voto dos deficientes”, disse Luciano da Matta. Bravo. Bravíssimo!
Maria Olívia é jornalista
===================================================
Em tempo: Bahia em Pauta em peso bate palmas pelo prêmio mais que merecido de Luciano. Além de mestre do fotojornalismo, ele é também figura humana de caráter exemplar no meio jornalistico desta cidade da Bahia, amigo sempre presente e solidário deste site blog , para muito orgulho de todos nós. Eparrê, Luciano! (Vitor Hugo Soares, editor)

dez
04


===================================================
Deu na Tribuna da Bahia (edição 02/12/2002)

PONTO DE VISTA/MEMÓRIA

Caruru de Iansã

Consuelo Pondé de Sena

Com a festa de Santa Bárbara tem início o Ciclo das festas populares da Bahia. Representa a entidade máxima do trovão, dos raios e das tempestades. Sincretizada como Santa Bárbara, na devoção católica, Iansã é um orixá muito festejado na Bahia, terra de todos os Orixás do Panteón africano.

Não me lembro de ter tomado conhecimento ou participado de caruru de Santa Bárbara ou de Iansã, mas que gosto da festa, sei que gosto. Gosto que me enrosco, como diz o vulgo. Sabia, no entanto, desde priscas eras, que no Mercado de Santa Bárbara, na Baixa dos Sapateiros, o caruru corria solto, agregando pessoas das classes populares, que também participavam da procissão. Era uma festa da qual não participava a “elite” de Salvador.

Santa Bárbara era natural da Ásia Menor, tendo vivido na Nicomédia, antiga Província Romana da Bitínia, sendo filha de um senhor muito rico, que a isolou do resto do mundo, em função da sua extraordinária beleza. Mártir da Igreja Católica, por ter abraçado essa religião, morreu no dia 4 de dezembro, sob o reinado do imperador Maximiano, tendo o seu culto passado a ser difundido entre os cristãos, a partir do século IX.

No Candomblé, Iansã é mulher de Xangô, contra quem teria, inclusive, uma guerra. De igual modo a seu lado combateu em muitas oportunidades. Do mesmo modo que Xangô controla os raios e tempestades e reina nos dias de quarta-feira, tendo igualmente as suas mesmas cores-vermelho e branco. Traz nas mãos um rabo de bode, a que se denomina eirú e uma espada de cobre desafiadora. Sua saudação é Eparrei! Guerreira sem igual, também era caçadora desassombrada, razão pela qual é identificada como Santa Bárbara dos povos cristãos.

Segundo Waldir Freitas Oliveira: na Bahia já teve Santa Bárbara, capela própria, no antigo Morgado de Santa Bárbara, instituído em 1641, pelo casal Francisco Pereira do Lago e Andresa de Araújo, na Cidade Baixa, no local onde depois surgiram os Mercados de Santa Bárbara e São João, entre a antiga Rua das Princesas e a subida da Ladeira da Montanha”.

Posteriormente esses prédios foram destruídos por incêndios nos derradeiros anos do século XIX, sendo o mais assustador o ocorrido no dia 3 de dezembro de 1898, restando apenas ruínas e a imagem de Santa Bárbara, razão pela qual foi transferida para a Igreja do Corpo Santo, no dia 16 de outubro de 1938.

Inexiste informação sobre a data em que a imagem passou da Igreja do Corpo Santo para o Mercado da Rua da Vala (Baixa dos Sapateiros), inaugurado em 28 de fevereiro de 1874, em começos do século XX batizado de Mercado de Santa Bárbara. Consta que a imagem passou algum tempo na Igreja do Passo, de onde saía anualmente em procissão até aquele mercado. Assim, a cada 4 de dezembro, depois da celebração da missa solene, ali permanecia exposta durante todo o dia para receber a visita dos fiéis. Em 1946 teria sido abrigada no mercado, ficando num altar especialmente feito para ela. Dali foi, no entanto trasladada, por decisão dos comerciantes do mercado, em 1987, para a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, onde teria sua segurança garantida e permanece até os nossos dias.

Padroeira dos bombeiros, todos os anos recebe homenagem da briosa corporação. O grande romancista baiano, Jorge Amado, inspirou-se em Iansã para escrever seu admirável livro “O Sumiço da Santa: Uma História de Feitiçaria”.

Para os baianos, de todas as categorias sociais, Santa Bárbara e Iansã são uma coisa só. A santa do hagiológico católico veio da Turquia, passando por Portugal e Espanha até chegar à nossa terra. A santa negra veio de Irá, na África, e aqui se tornou tanto dos baianos quanto dos descentes dos africanos.
Como tudo na Bahia, a convivência entre os representantes das duas raízes distintas é mansa e pacífica.

  • Arquivos

  • dezembro 2009
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031