dez
03

Deu em A Tarde

Vinte e seis auditores fiscais da Secretaria da Fazenda de Salvador, colocaram os cargos à disposição do secretário Flávio Mattos, na última terça-feira. A exoneração coletiva, que abrangeu 80% dos auditores em coordenação, foi uma reação às constantes mudanças de gestores da administração tributária, o que tem levado, segundo o presidente da Associação Baiana dos Auditores Fiscais Municipais (Abam), José Jorge Teixeira, à descontinuidade do trabalho de fiscalização e arrecadação aos cofres municipais,

Nos últimos dois anos, tempo em que Flávio Mattos está à frente da pasta, foram quatro as mudanças de comando na importante Coordenação de Fiscalização, responsável pelo planejamento e execução de todas as atividades dos auditores. Na Coordenação de Trabalhos Imobiliários, foram duas as trocas, enquanto na Assessoria Técnica passaram quatro assessores-chefes. Já na Coordenação de Atividades Econômicas foram duas as substituições.

A insatisfação dos auditores ocorre em meio à anistia integral de multa e juros ao contribuinte que quitar débitos de IPTU, ISS e outras contribuições municipais. Com o programa, a prefeitura, que enfrenta dificuldades junto a fornecedores e prestadores de serviços, tem como meta arrecadar R$ 16 milhões.

Para o presidente da Abam, as mudanças “sistemáticas” e “injustificadas” – alguns auditores foram trocados por analistas fazendários, legalmente impedidos de fazer lançamentos tributários – podem comprometer a política de ampliação da base tributária e combate à sonegação. “Começa-se um planejamento e logo é interrompido.”
Teixeira citou, entre os ameaçados, o trabalho de inteligência fiscal, que permitiu aos auditores identificar sonegadores da TFF, a Taxa de Fiscalização de Funcionamento, cobrada anualmente das empresas. Esse trabalho gerou, apenas em outubro, um aumento de arrecadação de R$ 300 mil ao município.
=======================================================
Flavio Mattos: insatisfações na Fazenda
Fazenda
=======================================================

BAHIA EM PAUTA COMENTA: A chapa está esquentando nas proximidades da Rua do Tesouro, no centro de Salvador, e a quentura já deve ter chegado a esta altura ao gabinete do prefeito João Henrique.

A crise interna na área doa técnicos de mais alto nível da Secretaria Municipal da Fazenda, que levou 26 auditores a colocarem de uma vez só seus cargos à disposição na quiarta-feira, é apenas a parte mais visível do incêndio de insatisfações que grassa há algum tempo no território comandado pelo secretário Flávio Matos, um dos nomes principais do grupo do ministro Geddel Vieira Lima no primeiro escalão da Prefeitura da capital.

Os auditores dão sinais claros – basta ter olhos para ver e ouvidos para ouvir – de que estão decididos a reagir. E isto deverá ficar ainda mais evidente a partir da próxima semana, quando toma posse a nova presidente da Associação Baiana dos Auditores Fiscais Municipais (ABAM), Ana Amélia. Vem chumbo grosso por aí.

A conferir

(Vitor Hugo Soares)

dez
03
Posted on 03-12-2009
Filed Under (Multimídia, Newsletter) by vitor on 03-12-2009

Halo: Gravação do ano

======================================================

A cantora Beyoncé recebeu o maior número de indicações à 52ª edição do Grammy, e vai concorrer a 10 prêmios, entre eles o de Melhor Álbum (por “I Am… Sasha Fierce”), Música do Ano (“Single Ladies”) e Gravação do Ano (“Halo”).

Sengundo o site MSN, Beyoncé conseguiu duas indicações a mais do que a jovem cantora de música country Taylor Swift, que disputará oito prêmios na cerimônia marcada para o dia 31 de janeiro, em Los Angeles.

Swift, que foi a segunda artista que mais vendeu discos nos EUA no ano, atrás de Michael Jackson, concorrerá com Beyoncé na categoria de Melhor Álbum com seu disco “Fearless”.Outro destaque feminino entre os indicados é Lady Gaga. A excêntrica cantora recebeu cinco nomeações, incluindo as três principais categorias. “The Fame” foi indicado como melhor álbum de 2009, e “Poker Face” recebeu indicações nas categorias de Música do Ano e Gravação do Ano.

Com seis indicações, o grupo Black Eyed Peas também concorrerá a Álbum do Ano com seu “The E.N.D”, junto com “Big Whiskey and the Groogrux King”, da Dave Matthews Band.O Black Eyed Peas disputará também o prêmio de Gravação do Ano com “I Gotta Feeling”, assim como o Kings of Leon, com “Use Somebody”.

Madonna e Britney Spears, com “Celebration” e “Womanizer”, concorrerão ao Grammy de Melhor Álbum de música disco, enquanto o veterano Bob Dylan estará na disputa por dois prêmios, os de melhor cantor de rock e de melhor álbum de música americana, por “Together Through Life.

O título de melhor álbum de rock do ano será disputado por “21st Century Breakdown” do Green Day, “Live From Madison Square Garden”, de Eric Clapton, “Black Ice” do AC/DC e “Big Whiskey And The Groogrux King” da Dave Matthews Band.
A cerimônia de anúncio das indicações foi conduzida pelo rapper LL Cool J, que contou com a colaboração do Beatle Ringo Starr, a banda Linkin Park e o cantor Smokey Robinson.

dez
03
Posted on 03-12-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 03-12-2009

Deu na Tribuna da Bahia

Na coluna Em Tempo, assinada na tribuna da bahia pelo jornalista Alex Ferraz, Bahia em Pauta recomenda leitura e reflexão sobre a nota reproduzida a seguir. Leia a integra da coluna de Alex na edição impressa da TB. (VHS)
=====================================================
Dinheiro na cueca será para sempre

Tenho a mania de querer ver os desdobramentos das notícias, em vez de me ater apenas a elas. Este caso de corrupção ativa do governador do DEM no Distrito Federal, o “violador” Arruda (eu não esqueci da violação do painel do Senado…), leva-me a pensar: os corruptos do PT, no primeiro mandato de Lula, carregavam dinheiro na cueca. Agora, no governo do DEM, em Brasília, o sujeito enfia dinheiro na cueca também.
Será que a corrupção é atávica entre os brasileiros? Sempre será assim? Fui ao meu amigo sociólogo Ricardo Líper, professor da UFBa, e ele defende que “é genético”, o que não permite vislumbrar solução no futuro imediato. Já meu amigo jornalista Tony Pacheco, que tem formação em Psicanálise, garante-me que “a tendência é piorar, pois o sistema político é que está errado. Os políticos apenas surfam num sistema feito sob medida para se roubar impunemente”.
Tony lembra que o modelo de democracia que temos é aquele que os EUA impuseram à maior parte do mundo a partir do governo Carter. Os Direitos Humanos, segundo meu amigo, “foram apenas o ideal superestrutural para convencer os povos a aderirem ao ambiente propício aos negócios, que é o livre mercado do neoliberalismo”. Para Tony, quando se fala em livre mercado e em ambiente propício aos negócios, fala-se “em qualquer negócio, lícito ou ilícito”.
É uma questão filosófica, de organização social. Se o parente de Genoino tivesse sido preso e estivesse encarcerado desde a primeira cueca cheia de dinheiro, muito provavelmente, Arruda não tivesse coragem de promover dinheiro público na cueca no momento atual

dez
03
Posted on 03-12-2009
Filed Under (Artigos, Ivan) by vitor on 03-12-2009

Deu na coluna
Em sua coluna política na Tribuna da Bahia o jornalista Ivan de Carvalho retoma um assunto recorrente do País nos últimos anos:a corrupção. Com o escãndalo da vez, o do Panetone, em Brasília, cujas imagens que já correm o mundo flagram o governador Jose Roberto Arruda (DEM) com a mão na botija (ou mais exatamente, em maços e maços de dinheiro de suspeita procedência), o barulho recrudesce.

E isso é bom para a política e os bons costumes. Se a corrupção existe e sobre ela silenciam os que têm o dever de levantar o tema, isso aí, sim, baixa o nível de uma campanha, assinala Ivan no texto da TB, que Bahia em Pauta reproduz.
(VHS)

=================================================
O estranho monstro do lago Ness
ness

==================================================

OPINIÃO POLÍTICA

A Caixa de Pandora e o Lago Ness

Ivan de Carvalho

Fica difícil dormir com um barulho desses. O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, diz que o suposto esquema de propina no Distrito Federal, descoberto pela Operação Caixa de Pandora, poderá contribuir para polarizar as eleições de 2010.

Padilha explica que diante das coisas que estão saindo da Caixa de Pandora, o debate nas eleições ficará ainda mais centrado em quais são os dois projetos – do governo e da oposição – para o país. Uma polarização entre o que é o governo Lula, sua continuidade e seus instrumentos de combate à corrupção (?) e a comparação com governos anteriores. Creio que ele se referia apenas aos dois mandatos de FHC, pois se estendesse a comparação para os governos de Sarney e de Collor estaria atingindo dois diletos aliados e, se atacasse Itamar Franco, estaria dando murro em ponta de faca.

Bem, isso foi o que disse o ministro Padilha. Mas o que diz o presidente nacional do PT, Ricardo Berzoini, reconduzido há poucos dias à presidência de seu partido com o apoio do presidente da República?

Berzoini promete que o PT vai realizar uma campanha eleitoral de “alto nível”, como se combater corrupção – desde que esta exista, não seja apenas maledicência – baixasse o nível da campanha. Não baixa não. Se a corrupção existe e sobre ela silenciam os que têm o dever de levantar o tema, isso aí, sim, baixa o nível de uma campanha eleitoral, pois se estará varrendo o lixo para baixo do tapete, de modo a escondê-lo dos eleitores, que pagam a conta.

O presidente do PT anuncia que seu partido não vai “politizar” o caso do “Mensalão do DEM”, mas a mim isto não me sensibiliza, não me parece generosidade nenhuma. O DEM tem seu problema, por enquanto, pelo menos, restrito à sua seção do Distrito Federal. O PSDB tem o seu, restrito à campanha passada do senador, ex-governador e ex-presidente nacional do partido, Eduardo Azevedo. Mas é um caso restrito à seção de Minas Gerais. O Grande Mensalão, aquele que abalou o país, derrubou auxiliares presidenciais tão importantes quanto José Dirceu e José Gushiken e o presidente nacional do PT, José Genoíno, foi o do PT – “O maior espetáculo da Terra” quando se trata de Mensalão, sugiro que assim se considere.

Então, fica muito fácil entender porque o presidente nacional do PT, Ricardo Berzoini, promete que seu partido não vai politizar o “Mensalão do DEM” – se fizer isto, estará apenas dando o sinal para a oposição ir buscar o monstro da lagoa, talvez parente próximo daquele que até hoje ninguém viu inteiro e vive mergulhado nas profundezas do Lago Ness, possivelmente uma Caixa de Pandora mais assustadora e surpreendente do que essa que foi agora aberta no Distrito Federal.

O que não entendi bem foi a disposição do ministro Padilha de sugerir que o caso Arruda pode contribuir para polarizar as eleições com as comparações relacionadas com corrupção. A não ser que esteja ele, esperto, contando com uma amnésia geral do eleitorado, ressalvada apenas a memória de curto prazo – o que bem pode acontecer.

dez
03
Posted on 03-12-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 03-12-2009

Leila Lopes: bela e polêmica
Leilopes
===================================================
Leila Lopes, 40 anos, considerada uma das mais atraentes e polêmicas atrizes de novelas na televisão brasileiras durante décadas,últimamente didicada ao cinema pornô, foi encontrada morta por volta das 2h desta quinta-feira (3) em seu apartamento, localizado na região do bairro do Morumbi, em São Paulo.

Ainda não há informações sobre a causa exta da morte, mas a Polícia Militar revelou que medicamentos antidepressivos foram encontrados na residência da atriz. Segundo informa o portal MSN na web, além dos remédios, cinco cartas foram levadas para análise, mas a família pediu para que os manuscritos não fossem divulgados.

De acordo com a Rede Record, a polícia teria constatado uma parada cardiorespiratória em Leila, que pode ter sido causada por uma overdose de medicamentos. A hipótese de suicídio também não foi descartada. Notícias no meio artístico dão conta de que Leila se queixava nas últimas semanas de atravessar uma fase de sérias dificuldades financeiras o que a deprimia emocionalmente.

MSN revela que em agosto deste ano, ela esteve internada no Hospital São Luiz, na unidade Morumbi, por 16 dias após sentir sentir dores no abdômen. À época, os exames descartaram a hipótese de câncer. A morena fez grande sucesso na TV ao interpretar a professorinha Lu, na novela “Renascer”, de Benedito Ruy Barbosa, em 1993, além de participar de outras novelas na Globo, como Tropicaliente (1994), no qual vivia a personagem Olívia, e “O Rei do Gado” (1996), novela na qual interpretou a socialite Suzane.

A polêmica maior sobre Leila. porém, veio no ano passado, quando foi lançado seu primeiro filme pornô, “Pecados e Tentações”.A partir daí a atriz voltou aos noticiários e talk-shows e a viver um novo período de sucesso no mundo das chamadas celebridades nacionais, mas nos últimos meses praticamente desapareceu dos noíciários, até a madrugada desta quinta-feira, quando foi encontrada sem vida em seu apartamento no Morumbi.

(Postado por Vitor Hugo Soares)

  • Arquivos

  • dezembro 2009
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031