dez
02
Postado em 02-12-2009
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 02-12-2009 10:41

Folha dá explicações
Folha
===============================================

Deu no Comunique-se:

O portal Comunique-se, especializado em notícias de bastidores da imprensa, postou matéria informativa sobre a Nota da Redação publicada ontem (01/12), a Folha de S. Paulo, na qual o jornal de circulação nacional explica que “avaliou que era de interesse público publicar o artigo” do colunista César Benjamin, no qual é narrado um episódio em que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva diz ter tentado subjugar o “menino do MEP” enquanto esteve na prisão.

“A Folha avaliou que era de interesse público publicar o artigo. Trata-se do depoimento de uma pessoa com credibilidade, que atuou na cúpula do PT e que narrava uma conversa com o então candidato à Presidência. O texto não afirmava que o ataque havia ocorrido, mas que o candidato relatara a ação”, justifica a Nota da Redação.

Comunique-se lembra em seu texto com o crédito Da Redação, que o artigo “Os Filhos do Brasil” foi publicado na última sexta-feira (27/11). No domingo, o ombudsman do jornal, Carlos Eduardo Lins da Silva, que normalmente não avalia os editoriais, criticou o modo como o texto foi publicado. “O ideal seria a apuração factual dos eventos relatados e os argumentos contraditórios”, afirmou.

Na edição de hoje (ontem), a Folha publica a versão do eletricista João Batista dos Santos, militante do Movimento pela Emancipação do Proletariado (MEP), que dividiu cela com Lula. Ele considerou “um horror” o artigo de Benjamin e criticou o jornal por tê-lo publicado.

O portal de imprensa acrescenta: Santos diz ter conhecido o publisher da Folha, Octavio Frias de Oliveira, morto em 2007. Conta que nas conversas que tiveram, Frias elogiava Lula. O eletricista diz ainda que os herdeiros de Octavio Frias de Oliveira “não seguem o exemplo do pai”.

Outros presos que dividiram cela com Lula também foram ouvidos e todos consideraram ser “impossível” que algum assédio possa ter acontecido na prisão. “Ficávamos todos juntos, o tempo inteiro, não tinha como acontecer algo assim. É um delírio”, disse Enilson Moura.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • dezembro 2009
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031