nov
28
Postado em 28-11-2009
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 28-11-2009 23:40

Pepe Mujica: preferido no Uruguai
URUGUAY/
===================================================
Com quase 10 pontos percentuais na frente do adversário conservador do Partido Nacionalista tudo indica que o candidato José “Pepe” Mujica, ex-Tupamaro apoiado pelo popular presidente Tabaré Vasquez, vençera as eleições deste domingo, 29, para a presidência do Uruguai.

As últimas pesquisas , segundo a Agência Brasil de Comunicação (ABC) apontam uma diferença de 9 pontos percentuais entre Mujica e o ex-presidente Luis Alberto Lacalle, de 68 anos, dos Blancos(PN). No primeiro turno, em outubro, Mujica obteve 49% dos votos válidos, o que provocou a convocação do segundo turno contra Lacalle. Neste domingo (29), 2,6 milhões de uruguaios vão às urnas no segundo turno.

José Mujica, de 74 anos, é produtor rural. Ex-guerrilheiro Tupamaro, grupo armado que enfrentou a ditadura no Uruguai entre 1973 e 85, passou 14 anos detido como preso político. Já foi deputado, ministro de Estado e atualmente é senador pela Frente Ampla. Em dezembro passado, na convenção partidária, venceu Danilo Astori, economista e também senador, que se tornou candidato a vice-presidente em sua chapa.

A campanha eleitoral terminou na sexta-feira, mas por toda parte se vê bandeiras e cartazes de ambos os candidatos. O país, com cerca de 3 milhões e 400 mil habitantes, vive momentos de estabilidade política e econômica há duas décadas, e passou com relativa tranquilidade pela última crise mundial, mantendo índices de desemprego abaixo dos 7%. Parte da população credita esse bom comportamento da economia uruguaia à gestão do presidente Tabaré Vasquez, primeiro líder de esquerda a chegar ao cargo, em 2005.

Politizados, os uruguaios esperam com empolgação a hora de votar. As cédulas, com as fotos e os nomes dos candidatos, são distribuídas antecipadamente; no dia de votar, basta que o eleitor leve a de sua escolha e deposite na urna. Jorge Lascaux, motorista de táxi, vota na oposição. Ele diz saber que seu candidato vai perder as eleições, mas comemora assim mesmo: “o direito de votar nos custou muito. Por isso, comemoramos quando ganhamos e também quando perdemos”.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • novembro 2009
    S T Q Q S S D
    « out   dez »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30