nov
16
Postado em 16-11-2009
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 16-11-2009 23:14

Lula na FAO: “é possivel eliminar a fome”
Lufome
=================================================
Deu no Diario de Notícias ( Portugal)

O presidente do Brasil, Luis Inácio Lula da Silva recebeu nesta segunda-feira, 16, na Itália, um prémio pelos esforços desenvolvidos para reduzir a fome no seu país. O premio foi entregua numa cerimónia paralela à cúpula da Organização da ONU para a Agricultura e Alimentação, que acontece em Roma.

“A experiência brasileira e de outros países demonstra que a luta contra este problema requer, acima de tudo, desejo político e determinação”, afirmou Lula ao receber a distinção concedida pela organização não-governamental ActionAid.

Falando na sede da Organização da ONU para a Agricultura e Alimentação (FAO), em Roma, onde várias dezenas de dirigentes mundiais participam até quarta-feira da cúpula sobre segurança alimentar, o Presidente brasileiro criticou a indiferença da comunidade internacional em relação ao flagelo da fome.

Segundo Lula da Silva, “muitos parecem ter perdido a capacidade de sentir indignação por esse sofrimento”, que é “a pior arma de destruição em massa do planeta”.

“Milhões e milhões de dólares são gastos para salvar bancos falidos. Com muito menos que essa quantia, seria possível eliminar a fome no mundo”, criticou o Presidente brasileiro.

Na ocasião, a ActionAid realçou que o Brasil ocupa o primeiro lugar no grupo de trinta nações em desenvolvimento e que Lula da Silva conseguiu reduzir a má nutrição infantil em 73 por cento e a mortalidade infantil em 45 por cento desde que assumiu o poder em 2003.

“O Presidente Lula mostrou ao mundo que é possível dar os passos fundamentais no combate à fome ao dar apoio a pequenos agricultores e implementar programas que beneficiam directamente os mais pobres”, salientou Adriano Campolina, director-regional da ActionAid para a América Latina.

CAMINHOS

Segundo relatório da FAO divulgado na semana passada, o Brasil figura na lista dos 16 países do mundo que alcançaram o objectivo de reduzir o número de pessoas que sofrem de fome.

O relatório intitulado “Caminhos para o sucesso” refere que a experiência brasileira – iniciada em 2003 com o programa “Fome Zero”- é muito positiva.

“Em 1991, eram 15,8 milhões os brasileiros que sofriam de desnutrição. De 2001 a 2005, este número caiu para 12 milhões e a percentagem de desnutridos passou de dez para seis”, refere o documento da FAO, destacando que no mesmo período “registou-se a mais impressionante queda no número de crianças desnutridas”.

A cúpula da Organização da ONU para a Agricultura e Alimentação fixou hoje, em Roma, como “objectivo estratégico” a “erradição da fome no mundo”, nomeadamente através de um reforço do financiamento à agricultura, indica a declaração final.

O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, foi o único líder do G8 (Alemanha, França, Itália, Reino Unido, Canadá, Estados Unidos, Japão e Rússia) que assistiu ao início dos trabalhos. Os dirigentes fixaram vários “objectivos estratégicos” mas sem quantificar os seus compromissos neste domínio.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • novembro 2009
    S T Q Q S S D
    « out   dez »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30