nov
11
Posted on 11-11-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 11-11-2009

Cesar Borges (com Dilma):derrota no STF
CBorges
=======================================================
Na noite desta quarta-feira11 – e por mais dois anos -, seguramente haverá muito choro e ranger de dentes em Brasília e em milhares de municípios do País. Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), por “lavada” de oito votos a um, confirmaram liminar da ministra Carmen Lúcia e impediram que mais de sete mil suplentes de vereador ganhassem o cargo no meio do atual mandato.

A festa e a farra que se armavam nos municípios, às custas do contribuinte e do erário, estão suspensas por pelo menos mais dois anos.

A liminar da ministra foi contra um dos artigos da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) aprovada pelo Congresso em setembro último, chamada de “PEC dos vereadores”, e que teve como um de seus principais arautos no Congresso, o senador baiano Cesar Borges.

No texto, deputados e senadores aprovaram artigo garantindo a posse imediata dos suplentes nas mais de sete mil vagas criadas.O dispositivo foi questionado no STF ainda em setembro, pela Procuradoria-Geral da República, que o considerou inconstitucional. Regras eleitorais, define a Constituição, devem ser feitas sempre antes do pleito, nunca depois.

A ministra Carmen Lúcia teve o mesmo entendimento que a Procuradoria Geral da República e concedeu uma liminar no mês passado impedindo a posse dos suplentes.Ao confirmar a liminar, a quase totalidade dos membros do Supremo deixa evidente o entendimento de que as novas vagas só valem para as próximas eleições municipais, marcadas para 2012.

Votaram contra a posse dos suplentes, além da ministra Carmen Lúcia, os ministros Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Ayres Britto, Cezar Peluso, Marco Aurélio Mello, Celso de Mello e Gilmar Mendes.Eros Grau votou contra. Faltaram Ellen Gracie e Joaquim Barbosa.

Podem recolher os foguetes, que a festa no interior – e nas capitais – está suspensa até 2012, pelo menos.

Ainda bem!

(Vitor Hugo Soares)

nov
11
Posted on 11-11-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 11-11-2009

Radio e Internet: na ponta
radiointernet
Deu no Comunique-se:

O portal Comunique-se, especializado em notícias de bastidores da imprensa, divulgou a seguinte notícia sobre mídias e credibilidade no País. Confira no Bahia em Pauta (VHS):
======================================================
Da Redação

Um estudo realizado pelo Instituto Vox Populi, encomendado pela Máquina da Notícia, aponta que o rádio e a internet são as mídias que despertam mais credibilidade entre os brasileiros. Em uma escala de 1 a 10, o rádio conquistou a maior nota (8,21), quase empatando com a internet (8,20), seguidos pela TV (8,12), jornal (7,99), revista (7,79) e redes sociais (7,74).

A pesquisa mostrou que as mídias apontadas pela credibilidade não são necessariamente as mais acessadas, já que a TV é vista pela maioria dos respondentes (99,3%), seguida por rádio (83,5%), jornal impresso (69,4%), internet – sites de notícias e blogs de jornalistas – (52,8%), revista impressa (51,1%), redes sociais – Twitter, Orkut, Facebook, etc – (42,7%), a versão online dos jornais impressos (37,4%) e a versão online das revistas impressas (22,8%).

O economista e coordenador da pesquisa, Luis Contreras, consultor do Grupo Máquina, destaca o avanço das redes sociais, que se aproximam do índice de credibilidade das demais fontes de informação. “Entre os usuários dessa nova mídia, 40% consideram-na como de credibilidade muito alta. Isso nos mostra claramente que não podemos ignorar o poder das redes sociais na formação de opinião”, enfatiza.

Entre os principais meios de informação, a TV continua na liderança (55,9%), seguida pela internet – sites de notícias/blogs jornalísticos – (20,4%), jornal impresso (10,5), rádio (7,8%), internet – redes sociais – 2,7%, jornal online (1,8%), revista impressa (0,8%) e revista online (0,1%).

O estudo entrevistou 2.500 pessoas maiores de 16 anos, entre 25/08 e 09/09, no Distrito Federal e nas regiões metropolitanas de Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

nov
11
Posted on 11-11-2009
Filed Under (Artigos, Claudio) by vitor on 11-11-2009

Bar em São Paulo ontem: luz de vela.
BRAZIL-BLACKOUT/

================================================
Deu em Terra Magazine

A dupla afinada de repórteres da revista digital Terra Magazine, Claudio Leal e Diego Salmen, caminha na escuridão da madrugada de São Paulo, na noite do apagão no País, e revela o que pouca gente e praticamente nenhum veículo de comunicação noticiou – pelo menos com tanto talento, bom humor, perspicácia , visão crítica e – como de hábito – talento jornalístico.

Confira o texto que Bahia em Pauta reproduz, postado no day after do blecaute em TM (http://terramagazine.terra.com.br) (Vitor Hugo Soares )

=================================================

Claudio Leal e Diego Salmen

Sabem os paulistanos que andar a pé pelas ruas da capital durante a noite não é tarefa das mais seguras – esteja o flaneur na Cracolândia, nos Jardins ou Itaquera. Sem luz, a experiência pode variar entre um ato de valentia, onde todos são suspeitos em potencial, ou uma caminhada agradável. O atrativo, porém, é o mesmo: a penumbra.

Na Avenida Paulista, a queimação de maconha corre em liberdade, nos grupinhos que se sentam em frente a estabelecimentos comerciais fechados. Nas beiradas do Parque Trianon, o infatigável “trottoir” dos michês. Quatro garotos de programa zanzam na noite escura da alma.

Tradicionais pontos noturnos fecham as portas. Na praça Vilaboim, em Higienópolis, a banca de revistas 24h encerra o expediente. Coisa igual ocorreu somente em 2006, na noite dos ataques do PCC (Primeiro Comando da Capital). A lanchonete Fifties, na mesma praça, resiste ao apagão.

Na rua Haddock Lobo, outra baixa para a turma da ressaca. A padaria Bela Paulista, também 24h, suspende os trabalhos. Padeiros e atendentes ficaram à porta, num papo amistoso. Infortúnio semelhante ao de outras casas de pasto na rua Augusta.

De nome sugestivo, o Corujão é um dos poucos sobreviventes. Mesas espalhadas na calçada, reunia alguns dos zumbis dispersos na região. A geladeira estava desligada, apesar do boteco ficar bem de frente a uma sub-estação de energia.

– Tem cerveja quente aí?
– Só gelada.
– Mas como?
– Energia solar.
– Manda duas.

Nunca antes na história deste País houvera um apagão com tão poucas velas. Bem executado, o atendimento é realizado com o auxílio das luzes de telefones celulares. Casais e amigos se divertem.

– Se eu tivesse no Congresso, tinha luz nessa porra!

O relógio marca 00h09. Volta ligeira da luz.

– AEEEEE!

Cinco segundos depois, trevas novamente.

– AEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!

Na esquina da Augusta, o rádio do carro irradia o embaraço do governo, porta-mala aberto.

– 20% da nossa energia vem de lá… 80% do Sudeste sofre com o apagão…

De outro carro, um grito a ser decifrado:

– Olha a mulher dando a luz ali!

O sumiço da energia redime o rádio como principal meio de informação na capital paulista. Porteiros, pedestres, motoristas colados no aparelho.

– A linha de transmissão… Desde 2007 se alerta o governo da existência de riscos na linha de transmissão…

Na rua Peixoto Gomide, o bar apinhado de gays notívagos, sentados no chão ou escorados na parede. Um grupo de seis pessoas forma uma roda, abastecida por cerveja, embaixo de uma árvore. A única mulher diz aos “miguxos”:

– Não tenho nenhum problema em namorar gays. Mas o cara precisa avisar! Já namorei muitos “bi”, meu. E já fiquei com mulher…

Uma da manhã, dezesseis funcionários do Hospital Sírio-Libanês fumam na saída da rua Barata Ribeiro. Os enfermeiros e a palavra repetida:

– Itaipu…

Os rostos iluminados apenas por farois. Viaturas deslizam no asfalto e lançam as luzes giratórias nos edifícios. O trabalho da polícia parece ter se intensificado para evitar que a cidade se transformasse em mote de livro para José Saramago. Em uma hora, mais de 10 viaturas cruzaram o caminho da reportagem. Felizmente, não houve enquadro.

Em alguns pontos da cidade, iluminações misteriosas, como na Rua Cel. Xavier de Toledo, na Estação da Luz e em hoteis e hospitais. Destaque para o prédio da Fiesp, cujas luzes natalinas reluziam despreocupadamente na Av. Paulista. Situação excepcionais, porém.

Largo do Paissandu, Consolação, Praça do Correio, Avenida Tiradentes, Pinacoteca, Batalhão da Rota, Praça Santos Dummont, Terminal Santana, Jardim São Paulo. Tudo no mais absoluto breu.

Caminhões avançam cruzamentos, sem sinalizações ou buzinas. Semáforos agora são meras convenções sociais, que oscilam entre a educação escandinava de alguns motoristas às tentativas de atropelamento. No centro, a linha 107P/10 acelera rumo à zona norte da cidade. De um passageiro:

– Hoje vai ser difícil para as putas ganharem dinheiro. Como vão mostrar o corpo?

Na Avenida Voluntários da Pátria, farois de carros denunciavam o vai e vem das garotas de programa, aparentemente despreocupadas com a falta de energia. Às 1h30, as luzes dos prédios começam a piscar, na Avenida Nove de Julho. Fez-se a luz. Do lado Centro, meia hora depois, ainda prevalece a escuridão. O mesmo na zona norte.

Enquanto isso, autoridades buscavam solucionar o apagão que atingiu 18 Estados e o vizinho Paraguai. Falha na transmissão? Explosão de gerador? Terrorismo? Sabotagem de Fernando Lugo? Quem apagar a luz por último é a mulher do padre.

nov
11


=====================================================
“Tarde em Itapoã”, de Toquinho e Vinicius de Moraes, interpretada neste vídeo por Toquinho e Gilberto Gil, é a música para começar esta quarta-feira, 11 de novembro, no Bahia em Pauta. Vai direto para Dimas Josué da Fonseca, aniversariante nesta data, moderador deste site-blog. Moderador é pouco, pois pelo papel que cumpre desde o começo neste site-blog baiano de olho no mundo ele tem sido um permanente pilar de sustentação, que permite e estimula avanços seguidos ao BP.

Dimas é pilar, como está no título, no sentido mais literal do termo, ou em sua utilização para definir um ser humano. É uma figura estrutural, vertical, usada normalmente para receber os esforços de uma edificação e transferi-los para outros elementos, como as fundações. Na arquitetura, costuma estar associado ao sistema laje-viga-pilar.

Isso é Dimas em pessoa, o aniversariante que Bahia em Pauta homenageia hoje. E muito mais: mestre dos software e dos hardware, imbatível nos números e cálculos, sempre magnânimo, corajoso seguidor e arauto da ciência, leitor compulsivo e apreciador incansável de filmes e vídeos de ficção científica, vertical e ético sempre, amante da boa mesa, do vinho, da música, do mar.

E fiquemos por aqui, porque Dimas é ser inesgotável. Agora todos os nossos abraços de felicitações e agradecimentos para ele. E música, maestro!

(Vitor Hugo Soares, em tributo pessoal do editor e de todos os que fazem Bahia em Pauta )

nov
11
Posted on 11-11-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 11-11-2009

Lobão: “queda de linha”
lobão
=================================================
O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, informou nos primeiros minutos desta quarta-feira, em Brasília, que a queda de uma linha que transmite energia da Hidrelétrica de Itaipu acabou tirando todos os 14 mil megawatts gerados pela usina do sistema elétrico. Esta, segundo Lobão, foi a causa do que atingiu boa parte do País. Pouco depois da meia noite a luz começou a voltar no Rio de Janeiro, o estado mais duramente atingido pelo blecaute.

O ministro Lobão confirmou há pouco que o problema mais grave foi no Estado Rio de Janeiro, que ficou totalmente sem luz. Além disso, o apagão atingiu partes de São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul, Paraná, e parte do Paraguai.

Pouco mais de uma hora após o início do apagão, o ministro disse que estava convencido de que a situação seria normalizada durante a madrugada. “Ainda esta noite deveremos ter resolvido isso”, disse. Segundo ele, àquela altura a energia já havia começado a ser religada ao sistema.

Além dos 14 mil MW de Itaipu, outros 3 mil MW foram derrubados. A explicação técnica é que, uma vez que uma linha sai fora do sistema, isso acaba gerando o desligamento de outras linhas de transmissão. Fortes temporais com rajadas de ventos, trovões e raios atingiram esta noite o estado do Paraná, onde fica a hidrelétrica de Itaipiu. Na história da usina, porém, não há precedentes da interrupção completa do fornecimento de energia, como ocorreu nesta terça-feira.

  • Arquivos

  • novembro 2009
    S T Q Q S S D
    « out   dez »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30