nov
07
Postado em 07-11-2009
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 07-11-2009 12:57

Dilma no congresso do PC do B
Dilma

Nada de lulinha paz e amor. Ontem foi na velha base do “bateu levou” de antigamente. O presidente Lula foi ao congresso nacional do PC do B, em São paulo, acompanhado da sua candidata preferia a presidente em 2010 , ministra Dilma Rousseff, e não perdeu a viagem. Falou durante quase duas horas aos comunistas sobre Dilma como a candidata “que vai poder dar continuidade ao nosso projeto”, e, de quebra, aproveitou para rebater críticas que recebeu esta semana do ex-presidente Fernando Henrique, que tachou seu governo de “neo-peronista” e do cantor Caetano Veloso, que o chamara de “analfabeto e cafona” .

Na resposta, Lula comparou ações do PSDB às de Hitler no tempo do nazismo na Alemanha..

– Eu peguei duas manchetes de jornais hoje. Uma dizia: “Contra Lula, o PSDB treina cabos eleitorais no Nordeste”. Ou seja, é um pouco o que o Hitler dizia para os alemães pegarem os judeus. Ou seja, vamos treinar gente para não permitir que eles sobrevivam – disse Lula para uma multidão de dirigentes, delegados ao congresso e militantes do PCdoB presentes ao encontro na capital paulista.

E não pararam por aí as comparações de Lula: ” O outro presidente pôde ficar três anos estudando na Sorbonne. Eu não. Eu tinha que provar a todo instante que podia governar o país ”

O tiroteio verbal do presidente tinha um alvo principal: seu antecessor Fernando Henrique, que em artigo publicado no GLOBO domingo passado falou em “subperonismo” no governo petista .

– Um intelectual ficar assistindo a um operário que tem o 4º ano primário ganhar tudo o que ele queria ter ganhado e não ganhou por incompetência é muito difícil mesmo – disse Lula, sob aplausos no congresso do PCdoB. – O outro presidente pôde ficar três anos estudando na Sorbonne. Eu não. Eu tinha que provar a todo instante que podia governar o país. Se fracassasse, iríamos levar mais 150 anos para um operário governar novamente este país.

Mas Lula guardou alguns disparos também para Caetano, que o chamou de analfabeto em entreviosta á Folha de S. Paulo: : “Isso é burro”, reagiu o presidente que discursou por 103 minutos e ironizou os que o chamaram de analfabeto:

– Um país governado por um analfabeto vai terminar realizando um governo que mais investiu em educação. Vamos terminar nosso governo com 14 novas universidades federais. Estamos fazendo uma vez e meia o que eles não fizeram em um século. Sei que isso é intragável. O Fernando Henrique Cardoso achava que nós seríamos um fracasso e que ele poderia voltar.

Sem citar o nome, na fala no congresso do PC do B, Lula voltou a apontar baterias contra o compositor baiano:

– Tem muita gente que acha que inteligência está ligada à universidade. Isso é burro. A universidade não dá nada disso. A política é uma ciência que exige muito mais inteligência. De qualquer forma, a vida é assim. As pessoas falam o que querem e ouvem o que não querem. A vida é dura.

Aguarda-se a tréplica.

(Vitor Hugo Soares)

Be Sociable, Share!

Comentários

MARCIO on 8 novembro, 2009 at 19:27 #

Gosta de sentir a minha língua roçar a língua de Luís de Camões
Gosto de ser e de estar
E quero me dedicar a criar confusões de prosódia
E uma profusão de paródias
Que encurtem dores
E furtem cores como camaleões
Gosto do Pessoa na pessoa
Da rosa no Rosa
E sei que a poesia está para a prosa
Assim como o amor está para a amizade
E quem há de negar que esta lhe é superior?
E deixe os Portugais morrerem à míngua
“Minha pátria é minha língua”
Fala Mangueira! Fala!

Flor do Lácio Sambódromo Lusamérica latim em pó
O que quer
O que pode esta língua?

Vamos atentar para a sintaxe dos paulistas
E o falso inglês relax dos surfistas
Sejamos imperialistas! Cadê? Sejamos imperialistas!
Vamos na velô da dicção choo-choo de Carmem Miranda
E que o Chico Buarque de Holanda nos resgate
E – xeque-mate – explique-nos Luanda
Ouçamos com atenção os deles e os delas da TV Globo
Sejamos o lobo do lobo do homem
Lobo do lobo do lobo do homem
Adoro nomes
Nomes em ã
De coisas como rã e ímã
Ímã ímã ímã ímã ímã ímã ímã ímã
Nomes de nomes
Como Scarlet Moon de Chevalier, Glauco Mattoso e Arrigo Barnabé
e Maria da Fé

Flor do Lácio Sambódromo Lusamérica latim em pó
O que quer
O que pode esta língua?

Se você tem uma idéia incrível é melhor fazer uma canção
Está provado que só é possível filosofar em alemão
Blitz quer dizer corisco
Hollywood quer dizer Azevedo
E o Recôncavo, e o Recôncavo, e o Recôncavo meu medo
A língua é minha pátria
E eu não tenho pátria, tenho mátria
E quero frátria
Poesia concreta, prosa caótica
Ótica futura
Samba-rap, chic-left com banana
(– Será que ele está no Pão de Açúcar?
– Tá craude brô
– Você e tu
– Lhe amo
– Qué queu te faço, nego?
– Bote ligeiro!
– Ma’de brinquinho, Ricardo!? Teu tio vai ficar desesperado!
– Ó Tavinho, põe camisola pra dentro, assim mais pareces um espantalho!
– I like to spend some time in Mozambique
– Arigatô, arigatô!)
Nós canto-falamos como quem inveja negros
Que sofrem horrores no Gueto do Harlem
Livros, discos, vídeos à mancheia
E deixa que digam, que pensem, que falem

não é de caetano essa musica que elogia todas as formas de se comunicar com a lingua portuguesa?será que elemandou rasgar o que ele mesmo escreveu com fez FHC?


luiz alfredo motta fontana on 11 novembro, 2009 at 15:33 #

Caro VHS

Como você está cansado de saber não tenho nehuma simpatia por Lula, mas também não a tenho por FHC.
Dito isto, e isto posto, olhemos o Caetano.
Essa “descoberta” de Marina, tal qual fez sua mana Bethânia. não coaduna com o compositor, com o agitador cultural de eras priscas, nem mesmo com a “força da natureza” de mana Bethânia.
Marina é aquela que até hoje só preservou o emprego do marido, Fábio Vaz de Lima.
Alguém esqueceu a vergonhosa nomeação do consorte como assessor parlamentar no gabinete de Marina, conduzido pelo suplente Sibá, o “amigo” grato pela oportunidade.
Descoberta a indecência, tratou de arrumar um carguinho de Secretário do governo Binho Marque no aprazível Acre. Binho o tão decantado e generoso amigo, quase irmão de tantos sonhos.
Caetano anda tropeçando, mais até do que lhe é permetido pór estar, e está, acima do bem e do mal.
Dona Canô não merece essa preocupação.
Bethânia, por seu lado, deveria cuidar do que lhe é mais natural, os orixás agradecem.
Deixem a mídia com essa obstinada tentativa de canonizar Marina, a que preserva o consorte.

abraços
Em tempo: visite a minha Tabacaria.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • novembro 2009
    S T Q Q S S D
    « out   dez »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30