out
28
Postado em 28-10-2009
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 28-10-2009 16:34

Roberto Santos: homenagem e desabafo
Rsantos
====================================================
MARIA OLÍVIA

Deu na coluna Tempo Presente, do Jornal A Tarde de hoje, dia 28 (dia de São Judas Tadeu, patrono das causas difíceis de resolução): O desabafo de Roberto
Em seu texto, o titular da coluna, jornalista Levi Vasconcelos diz: “Normalmente uma pessoa contida, o ex-governador Roberto Santos ontem desabafou sobre ‘gelo’ oficial que recebia no tempo em que o carlismo estava no apogeu.
Após inaugurar, ao lado do governador Jaques Wagner e de Waldir Pires, 14 novos leitos de UTI pediátrica no hospital estadual que leva o seu nome, admitiu a mágoa:
‘Por anos, fui escorado da política, sem o devido reconhecimento de que fui um dia governador da Bahia. Desde que deixei o governo, nunca mais fui convidado a entrar neste hospital. Só depois que Wagner foi eleito, este sentimento me foi devolvido’.
Comentário de Levi: Roberto Santos ainda está entre nós, até para desabafar (felizmente). E Rômulo Almeida, que idealizou o Centro Industrial de Aratu e o Polo Petroquímico de Camaçari e nunca teve reconhecimento público à altura do seu legado por mera perseguição política?”.
Nota da jornalista: O compositor Paulinho da Viola tem uma frase que é perfeita: Quando penso no futuro, não esqueço do passado. É muito comum dizer que o brasileiro tem memória curta, o baiano então…ponto para Levi pelo oportuno registro. Ponto também para o governador Wagner. É importante observar que, desde que ele assumiu o governo baiano, tem procurado resgatar personalidades como o professor Roberto Santos.
A título de ilustração, vale um lembrete: o Estádio Roberto Santos, o popular Pituaçu. Para os que têm memória é fácil recordar o estado lastimável a que ele foi relegado só, somente só, por ter o nome Roberto Santos, assim como equipamentos de ponta que ficaram anos encaixotados no Hospital Roberto Santos, pelo mesmo motivo. Tenho informações seguras que, setores importantes do governo Wagner, sugeriu até uma campanha para popularizar o nome do estádio não como Pituaçu, mas Estádio Roberto Santos, uma forma de homenagear o ex-governador. Triste de um povo que não tem memória. A vida e a dignidade do professor Roberto Santos dispensam maiores comentários.

Maria Olívia é jornalista

Be Sociable, Share!

Comentários

Pedro Ernesto on 28 outubro, 2009 at 16:50 #

Coitado de Roberto Santos. Não foi ele que soltou os cachorros em cima de Tancredo e Ulysses? Coitado…


Roberto on 29 outubro, 2009 at 12:46 #

Quanta vaidade! Quanto drama!


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • outubro 2009
    S T Q Q S S D
    « set   nov »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031