Ciro, Lula, Dilma e Aécio na beira do Velho Chico
Palanque
=================================================
Deu no Terra Magazine

==============================================

O presidente Lula, com a ministra Dilma Rousseff (PT), o deputado Ciro Gomes (PSB) e o governador de Minas Gerais, Aécio Neves, começou a nevegação de três que fará ao longo de três estados banhados pelo Rio São Francisco, até chegar ao local onde está instalado o canteiro das bilionárias obras de transposição das águas do Velho Chico.

Os repórteres Bob Fernandes (editor-chefe da revista virtual Terra Magazine e o repórter Claudio leal andam por perto e acabam de postar mais um relato da viagem, diretamente de Buritizeiros, nos campos gerais de Guimarães Rosa. Bahia em Pauta reproduz a seguir. Acompanhe todo o périplo pela TM ( http://terramagazine.terra.com.br )
(VHS)

Bob Fernandes e Claudio Leal
De Buritizeiro (MG)

Neste meio de tarde de quarta-feira, 14, o presidente Lula, os presidenciáveis Dilma Rousseff e Ciro Gomes navegam pelo Rio São Francisco, no município de Barra, Bahia. Dilma, ministra-chefe da Casa Civil, e Ciro, deputado, ex-ministro da Integração Nacional e também pré-candidato à presidência da República, voaram juntos, com Lula ao lado. Conversaram muito tempo sobre política e amenidades. Um ministro, no mesmo vôo, provocava o governador da Bahia, Jaques Wagner, e o ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, que pretende ser candidato a sucedê-lo.

– E aí Geddel, muito boa a manifestação espontânea a seu favor em Buritizeiro (MG). Lá em Barra, você vai fazer outra?

Dito isso, vira-se para Jaques Wagner e indaga:
– E você, governador, também vai fazer uma manifestação espontânea lá em Barra?

Ambos fizeram manifestações na fazenda à beira do São Francisco, onde Lula e comitiva passam parte da tarde. Uma dezena de faixas de Wagner e outra dezena de Geddel disputavam espaço palmo a palmo.

Na beirada do rio, minutos antes de embarcar para um rápido giro pelo Velho Chico, Lula disse:
– Não compensa fazer lançamento de candidaura um ano antes, aqui no rio São Francisco.

Lula faz uma série de lançamentos ao longo desses 713 quilômetros que ele percorrerá até sexta-feira.

Enquanto dizia, tinha atrás de si os presidenciáveis Dilma Rousseff e Ciro Gomes, que, quando perguntado sobre o assunto, sorriu.

O presidente relatou ter havido um debate teórico sobre a transposição. “Mas verificamos tecnicamente que não traria nenhum problema”, assegurou.

Lula destacou que a presença de Ciro Gomes na viagem se deve à sua contribuição ao projeto de transposição na fase incial.

Lula, Wagner, Dilma e Ciro, todos com chapéu do exército para se proteger do sol e os 39ºC. Na descida para o atracadouro, Dilma não foi reconhecida por muitos populares, mas mantinha um tímido sorriso. Lula seguiu para o rio, e antes de lá chegar, passou por um corredor com cerca de 500 pessoas. Algumas delas chegaram às 8h da manhã para ver o presidente. Entusiasmados, populares gritavam. Muitos diziam:

– Tô aqui esperando meu pai.

Rita de Cássia Vieira dos Santos, beneficiária do Bolsa-Família, dizia:
– Meu Deus, cadê esse pai, que não chegue logo? Se Lula tocasse minha mão, ah oxe!, eu cairia aqui mesmo.

out
14

Maitê Pede desculpas
==========================================
Maitê ofende portugueses

=============================================
A atriz Maitê Proença gravou um vídeo onde pede desculpa aos portugueses e diz que tudo não passou de brincadeira, já que, segundo ela, no Brasil, brinca-se com tudo.

“Brinco com minha filha do mesmo modo com que brinco com a foto oficial do presidente da República. Não foi nada ofensivo até porque não houve intenção de ofender”.

O canal a cabo GNT, que transmite o programa “Saia Justa”, também distribuiu um comunicado, onde se afirma que não houve qualquer intenção em ofender os portugueses e Portugal ao exibir o vídeo no “Saia Justa”, em Março de 2007.

No texto, o canal diz ainda que sempre “primou por um tratamento respeitoso com os portugueses” e lembra que, durante quase dez anos, o GNT Portugal exibiu uma programação pautada pela valorização da cultura lusitana promovendo uma forte interação entre os dois países.

A GNT lamenta a repercussão negativa do vídeo de Maitê no “Saia de Vídeo” e pede desculpas aos cidadãos que se sentiram atingidos.

(Postado por Vitor Hugo Soares)

out
14


====================================================
Ele andou afastado por uns dias, mas vejam que maravilha de música o jornalista Gilson Nogueira mandou para compensar essa rápida ausência, que o Bahia em Pauta programa agora para levantar o astral de seus leitores a apaziguar espíritos dos ouvites nesta tarde de quarta-feira, que prenuncia guerra futebolística nas margens do Rio da Prata, entre Argentna e Uruguai, no Estádio Nacional, em Montevideu, que decidirá a quarta vaga da América Latina para a Copa do Mundo na Africa do Sul.

Na Rádio BP, anuncia Gilson, “o paulistano Osmar Milito ( nascido em 27 de maio de 1941)! Pianista, compositor e arranjador dos bons, Milito, no início de sua carreira artística, aos 23 anos, acompanhando estrelas, como Sylvinha Telles, Elis Regina, Leny Andrade, Jorge Ben, Pery Ribeiro, e outras, demonstrava que, na constelação dos monstros sagrados da música brasileira, brilharia intensamente. Não deu outra. Daí em diante, com talento gigantesco, tocando Jazz e Bossa Nova, esse filho da terra da garoa partiu para ganhar o mundo. E conseguiu! Liza Minelli, Sarah Vaughan, Tony Bennett, Sammy Davis, Jr foram algumas das feras estrangeiras que gravaram com ele. Aqui, na BP, o fantástico Osmar Milito, em What Are You Doing For The Rest Of Your Life? Bravo, Milito, bravo!!! ”

(Postado por Vitor Hugo Soares com decisiva ajuda de Gilson Nogueira)

out
14
Posted on 14-10-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 14-10-2009

Latinos cantam na Casa Branca
Flatina

=======================================================
Deu no Ney York Times

Passos de dança, lantejoulas e muito ritmo no Fiesta Latina, um concerto promovido na noite desta terça-feira, 13, em uma barraca no gramado sul da Casa Branca, como parte da Casa Branca Music Series. Da tenda aberta, a Casa Branca foi palco de artistas.

Gloria Estefan, Marc Anthony, José Feliciano, Los Lobos, banda bachata Aventura, de New York, a cantora mexicana Thalía, o reggaetón cantor Tito El Bambino e o percussionista Pete Escovedo, cada um realizando uma ou duas canções, compartilhando uma banda de apoio liderada por Sheila E, filha de Escovedo.

A maioria dos músicos eram americanos, mas eles tinham raízes em Cuba, México, República Dominicana e Porto Rico. O programa incluiu uma variedade de estilos internacionais escolhida deliberadamente: a salsa e pop latino, cumbia e chicano rock and roll de Los Lobos, bachata dominicana, música clássica espanhola.

“Embora a música latina assuma muitas formas, o espírito de diversidade também nos une”, disse o presidente Barack Obama em um discurso de abertura.

“Fiesta Latina” será mostrada quinta-feira em estações de PBS, como parte da série “In Performance na Casa Branca.” E também será exibido domingo na rede Telemundo e 25 de dezembro no V-me canal.

(Enviada pela jornalista Rosane Santana, de Boston(USA)

out
14
Posted on 14-10-2009
Filed Under (Multimídia) by vitor on 14-10-2009


A música para começar o dia nesta quarta-feira de outubo é “Pão e Poesia”, uma receita baiana de felicidade criada por Moraes Moreira e interpretada pela voz sempre marcante de Symone, a menina do Barbalho que disputava os Jogos da Primavera em Salvador dando show de basquete no Balbininho em Salvador. Quem viu e vibrou na torcida, como este editor, não esquece.
(Vitor Hugo Soares)

out
14
Posted on 14-10-2009
Filed Under (Artigos, Ivan) by vitor on 14-10-2009

Rótula do Abacaxi: “por que não Melancia?”
Melancia
==============================================
OPINIÃO / POLÍTICA

TEMPORADA DE GAFES

Ivan de Carvalho (14/10/09)

Parece que estamos, aqui na Bahia, imersos em um festival de gafes, de coisas absurdas, mas que mesmo assim acontecem. Parece nunca haver sido mais atual a famosa observação do ex-governador Octávio Mangabeira: “Imagine um absurdo. Na Bahia há precedente”. Diria que pior: se nem mesmo o precedente existe, nós o criamos. Ou, na mais amena das hipóteses, ele é criado. Na Bahia, nem precisa dizer.

A safra mais recente de absurdos começou com a história do trem. Compraram um trem que não cabia no buraco onde deveria passar. O Estado comprou o trem, a prefeitura de Salvador cavou o buraco. Claro que aí, em tese – se for investigar será certamente possível determinar responsabilidades pela trapalhada – é possível estabelecer uma polêmica a respeito de quem errou, se o Estado ou a prefeitura. O que não suscita dúvida é o fato de que o buraco era mais baixo.

Passados uns tempos, a população já estava refeita da estupefação e certamente se preparando para uma temporada de sossego quando explode a nova e quase inacreditável trapalhada. Só não é inacreditável porque aconteceu mesmo e foi na Bahia. Um conjunto de residências do programa Minha Casa, financiado pela Caixa Econômica Federal, foi construído e, uma vez pronto, os felizes futuros moradores foram surpreendidos pela espirocada informação de que não poderiam ocupar suas novas residências pois a empresa que as construiu esqueceu – isso mesmo, esqueceu!!! – de construir a rede de esgotos. Mas não há problema: já foi feito um projeto para a implantação da rede de esgotos esquecida, apressou-se a informar uma autoridade.

Mencionadas autoridades, não convém omitir uma delas, que esteve na Bahia na semana passada. Das mais poderosas, famosas, ultimamente risonhas e, segundo se comenta nos meios políticos, de estilo autoritário, meio ou inteiro para o arrogante. Era o que dela diziam quando era apenas ministra-chefe da Casa Civil e é a imagem que vem buscando desfazer desde que foi lançada pelo presidente Lula como candidata do PT e partidos aliados para sucedê-lo no cargo.

Coisa estranha. O marqueteiro-consultor do presidente Lula é o jornalista e poderoso publicitário João Santana, que levou dos seus primeiros tempos de jornalismo (na Tribuna da Bahia) o apelido de Patinhas, que foi secretário de Comunicação do prefeito Mário Kertész e que foi chefe da sucursal de O Globo na Bahia, diretor de redação do Jornal da Bahia antes de rumar para Brasília, onde obteve rápida e impressionante ascensão.

Mas nem todo o gênio de João Santana (não sei quão profundamente está operando na candidatura de Dilma Rousseff, mas de fora é que não está, assessor informal, ainda que eventualmente prefira parecer que não tem, ao menos por enquanto, nada a ver) impediu que a ministra-candidata a presidente cometesse algumas gafes em Salvador.

Uma delas foi quando, às voltas com as futuras obras da Via Portuária, estranhou o nome Rótula do Abacaxi. Entendeu que abacaxi não é símbolo de nada bom, ninguém gosta, por exemplo, de “descascar o abacaxi”, e então não teve dúvidas: sugeriu a mudança de nome para Rótula da Melancia. Ou ela gosta muito de melancia ou estava preocupada com a popularidade da mulher melancia no momento em que a sua está um pouco em baixa. Alguns políticos importantes que estavam junto parecem não ter gostado, ao ponto de um deles haver sugerido que se rebatizasse o lugar como Rótula do Pepino.

Mas onde a gafe foi mais profunda e o consultor-marqueteiro, que não podia prever tal coisa, nenhuma utilidade teve foi a respeito das fitas do Senhor do Bonfim. Quiseram colocar uma no pulso dela, ela rejeitou. “Está não, quero esta aqui”, pegando uma fita semelhante, mas que estava amarrada no gradil de metal do adro da Igreja do Bonfim.

Não sabia que são postas ali por pessoas que já depositaram nelas o seu pedido. A ministra-candidata levou o pedido alheio. Se ela tivesse o Poder do Senhor Jesus, sem problemas…

  • Arquivos

  • outubro 2009
    S T Q Q S S D
    « set   nov »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031