out
13
Postado em 13-10-2009
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 13-10-2009 18:56

Maitê: desculpas sem perdão
Mproença
==================================================
Deu no Diário de Notícias (De Portugal)

Em declarações ao site O Globo, a atriz brasileira Maitê Proença pede desculpa aos portugueses mas acha que “está a faltar o humor às pessoas”.

Maitê Proença pediu desculpa aos portugueses após a indignação causada por um vídeo sobre Portugal que apresentou no programa ‘Saia Justa”.

No site O Globo a atriz diz que “tudo não passou de uma brincadeira”. Segundo Maitê Proença, “só quem não vê o ‘Saia Justa’ poderia levar isso a sério. No programa, a gente ironiza até o presidente Lula”.

Apesar do pedido de desculpa, Maitê Proença considera no entanto que “está a faltar o humor às pessoas”.

A indignação causada em Portugal pelo vídeo de Maitê Proença levou à criação de uma petição online a exigir um pedido de desculpa “ao povo português e a toda a sua história” que já contabiliza quase 2000 assinaturas.

===================================================
Bahia em Pauta comenta: Apesar do pedido de desculpas, tudo indica que o assunto ( principalmente a cusparada da atriz na fonte do Mosteiro dos Jerônimos, gravada em vídeo que caiu no You Tube)não está encerrado para os portugueses, e deve render mais consequências. Para Maitê e para o programa.

Saia justa pre valer!

(Vitor Hugo Soares, com informações do DN, de Lisboa )

Be Sociable, Share!

Comentários

ear on 13 outubro, 2009 at 20:23 #

Começe a fazer piadas sobre as favelas no basil, sobre a história do seu país e cuspa nps monumentos do seu país e vai ver como é que os brasileiros reagem – mal claro! ainda por cima noutro país, apesar de partilharem a lingua é uma afronta para Portugal e para com os portugueses!
Tenha o mínimo de respeito!
Em Portugal o seu nome foi riscado dos portugueses no que toca à hospitalidade.
Não justifique a sua falta de cultura para dizer que é uma piada.
Tenha vergonha na cara!


Cris on 14 outubro, 2009 at 5:46 #

Uma desculpa não se dá com outra desculpa. Uma coisa é gozar com políticos e nós portugueses também o fazemos com muito sentido de humor. Outra coisa é ser mal-educada e inculta e xenofoba. Quem é “esquisito” agora……Nunca mais voltes a Portugal, faz-nos esse favor.


VAl on 14 outubro, 2009 at 6:18 #

Ignorante.
Uma mulherzinha deste calibre e sem cultura nenhuma, pelo menos o respeito ficava bem…
Desprezo dos protugueses é o que merece e nada mais.


ana rosa - portuguesa on 14 outubro, 2009 at 6:36 #

os portugueses estão fartos de serem gozados!

eu pelo menos estou! porque gosto do Brasil, gosto da alegria do povo brasileiro, gosto das paisagens, gosto de alguma música boa, gosto do humor, gosto dos artistas e das novelas de qualidade que nós ainda não conseguimos igualar!

gosto muito, por isso ainda mais triste fico sempre que o brasileiro ofende os portugueses e Portugal!

é claro que tudo não passa de uma ignorante, de uma “dondoca” rica que não tem mais nada de interessante para fazer, ou não sabe mesmo!

eu se pudesse dar-lhe um castigo, punha-a a estudar a história de Portugal, desde a~s suas origens, obrigá-la a saber os nomes de todos os reis, o que fizeram, as batalhas que travamos, as reconquistas do nosso território, os descobrimentos, etc, etc

pode ser que assim entendeSse bem que um povo com tanta história e importância não pode simplesmente ser gozado!
podemos rir com características dos portugueses, sim, podemos e rimos. podemos lamentar certas mentalidades dos portugueses. mas não podemos de maneira nenhuma gozar e cuspir na nossa história. muita gente morreu pros espanhóis não ficarem com isto. muita gente morreu pros franceses e napoleão não invadirem isto tudo, muita gente morreu pra expulsar os mouros daqui!! se os brasileiros não herdaram dos portugueses essa honra, é pena.


anti-maite on 14 outubro, 2009 at 7:10 #

Tantos anos vendo novelas com a Maitê e agora tenho a certeza que é o único que sabe fazer bem.
Os portugueses têm humor, mas a piada tem de ter graça.
Espero que as salas de teatro em Portugal estejam vazias na sua próxima visita. Não precisamos do seu teatro.


José Elias - Portugal on 14 outubro, 2009 at 7:12 #

Depois de ter visto este vídeo tenho que dizer que fiquei com náuseas! A ignorância é atroz e o racismo inadmissível. Para começar o 3 invertido é um símbolo místico e mágico usado em edifícios antigos, não um erro. Aliás, Sintra, a tal vilazinha, é uma cidade PATRIMÓNIO DA HUMANIDADE da UNESCO recheada de palácios magníficos, e onde até alguns dos grandes escritores ingleses viveram! O Tejo não só é um rio como tem o maior estuário natural da Europa. A ditadura do Estado Novo/Salazar durou 48 anos e não 20. É a mais longa ditadura da história mundial e destruiu Portugal com a repressão e uma guerra inútil durante 13 anos. E o Mosteiro dos Jerónimos, onde ela cuspiu na fonte dos claustros, para além de ser um IGREJA(!!!!!!!) sim uma IGREJA, é PATRIMÓNIO DA HUMANIDADE reconhecido pela UNESCO! É uma jóia do Manuelino (estilo Gótico único no mundo), e está ameaçado pela fragilidade do seu material de construção, pelo que a última coisa que precisa é duma vândala a andar a pisar a fonte já desgastada por 500 anos de história. Quanto a cuspir na fonte senti-o como se estivesse a cuspir em mim! Simplesmente uma atitude de ordinária do mais baixo nível. Em relação aos portugueses racistas contra os brasileiros, só tenho a dizer que é o que os brasileiros racistas contra os portugueses merecem. Por mim punha-os todos numa ilha sem água potável para fazerem uma nação melhor que Portugal ou o Brasil… Estúpidos ignóbeis. A Maite não é mais bem vinda a Portugal pela minha parte.


Jordan Da Silva on 14 outubro, 2009 at 7:18 #

Nem vou comentar mais esta infeliz atitude de Maitê Proença, apenas deixar uma ideia para o seu próximo documentário em Portugal, que deve ser sobre “as mulheres brasileiras a prostituírem-se em Portugal”… Basta pegar nos classificados de qualquer jornal e garanto que vai encontrar matéria prima para muita fita… Bom Trabalho…


Jordan Da Silva on 14 outubro, 2009 at 7:20 #

A brazuca é como uma porta…AQUILO NÃO É PARA SER UM 3…É UM É!!!!!….e a menina deve é estar habituada a cuspir quando abre a porta do carro depois de fazer uns serviços…quanto ao resto: SEM COMENTÁRIOS…QI MUITO BAIXO!


Ricardo on 14 outubro, 2009 at 7:21 #

Caro Ear,

Não tome a sua opinião pela de todos os portugueses! O nome dela não foi riscado por mim, que sou português e achei muita piada ao vídeo dela!


Jordan Da Silva on 14 outubro, 2009 at 7:22 #

Isto foi uma reportagem encomendada e com o texto escrito.

O truque é conhecido.

Um pedido de desculpa não basta é preciso rolar cabeças na estação.

São reportagens destas que fazem com os directores das prisões brasileiras esvaziam as suas prisões sobrelotadas no continente europeu via Portugal.


Jordan Da Silva on 14 outubro, 2009 at 7:24 #

Não pode ignorar porque a estação televisiva não se distanciou. Mas sim mandou uma actriz brasileira humilhar o povo português


Pedro Pires on 14 outubro, 2009 at 7:52 #

Devias ter vergonha do que fizeste, as desculpas não se pedem evitam-se e espero que sejas chamada à Justiça em Portugal, porque foste insolente demais para perceber que cuspiste num Monumento Português, logo cuspiste no passado, presente e futuro do Povo Portugues e Patria.

Aqui em Portugal uma coisa te garanto oh insolente, NUNCA SERÁS BEM VINDA e cospe ai no brasil.
Tola insolente.


Pedro on 14 outubro, 2009 at 11:02 #

E com muita tristeza que vi o video e li as noticias nos varios jornais.
A minha esposa e brasileira e temos uma linda menina.
Já coversamos muito sobre este assunto da relação luso brasileira e sempre chegamos a conclusão de que a unica coisa em comum entre brasileiros e portugueses e a lingua e mesmo assim com grandes diferenças. Amo o Brasil, amo a minha familia.
Infelismente existe ao longo da historia uma espinha atravessada na garganta de muitos brasileiros que e a colonialização.
Espero que com o tempo se esquecem do passado e passem a tratar do presente e do futuro, das favelas brasileiras da fome, do analfabetismo que continua a singrar no brasil, na grande percentagem de brasileiros que vivem abaixo do limiar da pobreza, da miseria que e a educação no brasil da miseria que são os cuidados de saude e não esquecendo da violência que torna algumas das principais cidades do pais um autentico campo de batalha onde morrem mais pessoas por assasinato que no Iraque.
O meu conselho e que não voltes a Portugal, porque aquilo que fizeste não foi um desrespeito a uma pessoa ou a um governo, mas a uma nação.


Kelson Manoel on 14 outubro, 2009 at 11:46 #

Como brasileiro k estou em Portugal faz mais de 8 anos senti vergonha da brincadeira de mau gosto desta senhora fez.
Ela nem a histôria de Portugal conhece só falou coisa errada, k não volte mais a Portugal para nos fazer passar vergonha da sua falta de cultura e educação.
Vergonha também para a TV brasileira que passou esse lixo chamado de humor…


Rui Cunha on 14 outubro, 2009 at 13:15 #

É mpossível desculpar-se relativizando os padrões de humor no Brasil e em Portugal. Se este tipo de humor é aceite no Brasil, não quer dizer que o seja aqui e nas condições em que se apresenta. O que para si é uma brincadeirinha sem importância, pode não a ser para outros: Cuspir nos Jerónimos é uma afronta e uma grosseria sem paralelo ao povo português, própria de uma pessoa sem cérebro ou fortemente drogada sem vergonha na cara incapaz de compreender o que estava e onde o estava a fazer!! Para terem uma ideia, seria o mesmo que filmar uma urinadela no Cristo Redentor no RJ e depois rir-se disso, ganhar dinheiro com isso, lutar por audiências com isso… Faça o favor de não pôr mais os pés em Portugal. Nós por cá temos educação e carinho para oferecer a quem o merece, que não será certamente a si, desrespeitadora, ignorante, ingrata. Nós continuaremos a saber o que é ser um dos países mais antigos do mundo, ter a certeza de que quase há 1000 anos já eramos o que somos hoje, ter o prazer em preservar o património e os símbolos nacionais, as nossas raízes e origens, caminhar sobre história e cultura ímpares. Mais, ter a sobriedade e a acção necessária para a proteger dos ataques, enxovalhos e grosserias de pessoas sem chá, educação, cultura.
É curioso que esta senhorazeca referiu que já cá esteve umas 20 vezes. Não sei com quem privou ou o que fez, viu, falou, leu para ter leituras e atitudes absolutamente contrárias ao padrão de educação dominante de um portugues ou europeu normal. Cá por mim, este despudor por um símbolo nacional por parte um cidadão estrangeiro teria as consequeências exigidas neste caso em qualquer país europeu: processo judicial em cima da mesa. Tente repetir a gracinha em França, Italia, Grécia e vai ver o que lhe acontece.


Rui Cunha on 14 outubro, 2009 at 13:48 #

Já agora e para que fique registado:
O povo português é conhecido como sendo dócil e cordial, mas a história indica também que quando “lhe tocam nos tomates” nós tocamos sinos a rebate e temos uma capacidade de união ímpar. Convido-os a todos a pesquisar na Internet o impacto deste vídeo na comunidade internauta, imprensa escrita e televisiva.


MARIA on 14 outubro, 2009 at 15:25 #

MAL EDUCADA!

VÍDEO CASEIRO PARA PASSAR NA TV? AINDA POR CIMA É ESTÚPIDA, MAS TB COM O PASSADO DELA! HI!


MAITE PROENÇA on 14 outubro, 2009 at 15:29 #

Querridos, vocês não viram meu aspecto? acham que eu estava bem?O vinho portuguezz é tão boum que eu tinha bebido mais do que podia!


Miguel on 14 outubro, 2009 at 22:30 #

Convém explicar que ela não cuspiu numa fonte qualquer. Ela cuspiu numa fonte do Mosteiro dos Jerónimos classificado como Património da Humanidade pela UNESCO. Convém explicar que ela entrou na igreja do Mosteiro, um lugar de culto, e perante os túmulos de Vasco da Gama e Camões ridicularizou o poeta e símbolo nacional dizendo que ele fugiu do túmulo. Convém dizer que o “Manél” a que se refere não foi um qualquer padeiro emigrante no Brasil, mas sim o Rei D. Manuel, que introduziu o estilo Manuelino, único no mundo e inimitável. Convém dizer que na fonte onde ela cuspiu, milhares de crianças de todo o mundo têm o ritual de lavar as mãos e tocar na pata do leão e pedir um desejo… na pata onde ela cuspiu. Convém dizer que a vilazinha a que se refere jocosamente é Sintra, uma das raras localidades classificadas pela UNESCO como Património da Humanidade, onde cada casa (incluindo a casa Maçon com o “3” esotérico invertido) é uma obra de arte, um pedaço de história e de cultura. Foi ofensivo, Maitê. E muito. Foi crime. Foi vandalismo. Foi ignorância. Foi tudo menos o “amor” que diz sentir pela pátria que sempre a recebeu de braços abertos.

Não brincou com costumes ou idiossincrasias, que as temos e bastantes. Brincou com a alma e a identidade de um povo. E isso não se faz.


MCM on 15 outubro, 2009 at 6:38 #

Não estou a gostar nada do que os nossos Portugueses estão a falar da senhora em questão,fasendo assim estamos nos comportando mal,fomos ofendidos sim estou chocada com a impresão que ela tem de nós mas não precisamos baixar o nivel vamos nos manifestar sim mas sem ofender a terceiros que nada tem a ver com o acontecido,temos recebido bem atores e atrizes que nos dão o maior valor e gostam de nós,somos conhecidos por receber bem,os Brasileiros tambem nos recebem bem somos acarinhados por eles,deixem de falar coisas de boca suja que não merece comentario o caso é apenas com uma pessoa,que por sinal se diz Portuguesa de avôs mas que num dado momento talvez por nervoso ou seja o que for teve a má sorte de falar e faser cenas que nos chocou,vamos nos comportar com a educação que nossos antepassados nos deixaram e com nossos monumentos que são de valor Histórico,o que a D.Maitê precisa é de conhecer melhor o Paíz a qual ela diz tambem pertencer,e vamos nos comportar pois agindo assim é que estamos dando o troco….Foi má sorte mas faser o que?Obrigada a todos e tenham calma…Pensem bem,ok??????


antonio pinto on 15 outubro, 2009 at 17:13 #

Maite proenca voce esta enganada sua cara.!!!. Seu Avo nao e de portugal ,que fica na europa,seu Avo infelismente e bem do brasil cara.!! Aqui na minha europa {Portugal,Franca,Suica ,etc..!!) toda gente fica com idea,que um brasileiro e um simples reles sub-americano, Sempre com fome,vivendo numa favela, alem de ser o pais com mais plasticas na cara, em todo mundo!!!! Talvez porque um brasileiro nunca passara de uma mistura de um preto,indio,africano,etc,,


antonio pinto on 15 outubro, 2009 at 17:18 #

maite proenca voce deixe por favor a plastica,porque voce esta venha.
com toda sua idade a plastica esta subindo a cabeca de voce.
MINHA NOCA


Jony on 15 outubro, 2009 at 19:15 #

O que me envergonha é que ainda haja idiotas a pagar à Zon e ao Meo para ter acesso ao canal da globo. As distribuidoras portuguesas deviam ter tomates e retirar imediatamente os canais do ar. Os brasileiros que os queiram ver que vão embora para o Brasil que a gente agradece. E muito!!


Juca on 15 outubro, 2009 at 19:33 #

Não acho grave vindo de quem vem. A gravidade existe em ter ido para o ar no GNT e o programa continuar. A responsabilidade é de quem emite.
Lembram-se de um apresentador que em directo rasgou a constituição portuguesa e a espezinhou o programa não foi mais para o ar e o apresentador agora lava pratos num restaurante na Suiça.
Como português não exijo desculpas da referida senhora que aliás não me parece particularmente inteligente (pelo menos na forma de fazer humor), exijo sim um pedido de desculpas formais da estação de televisão e a suspensão imediata do programa.
Em Portugal se se fizesse algo semelhante em relação ao Brasil ou outro país era o que se fazia-
Obrigado
PS: adoro o Brasil e o seu povo assim como gosto de ver brasileiros a alegrar este pais um pouco triste e cinzentão


antonio pinto on 15 outubro, 2009 at 21:14 #

Maite proenca e uma nativa..
viveu uma vida de inferno.
viu seu pai matar a mae!!!!!
Fez aborto aos 16anos!!!
perdeu um irmao viciado em alcol!
recusou a eutanasia ao seu pai,que acabou por se suicidar!!
Maite proenca voce deixe plastica na cara porque sua cabeca e corpo estao velhos.


Maria do Socorro Fonseca on 16 outubro, 2009 at 14:34 #

Maitê Proença errou sim e feio, tem razão o povo português de ficar indignado, como nós ficaríamos se algo semelhante nos acontecesse (numa alusão a Nelson Rodrigues, diria que talvez ela tenha até pretendido ser engraçadinha, mas, só conseguiu ser ordinária); mas, alguns comentários enviados ao blog têm sido grosseiros com os brasileiros de um modo geral, tanto quanto grosseira foi ela com os portugueses! Um erro não justifica o outro!Uma falta de compostura não justifica outra. Além disso, errar é humano, parece-me que foi um momento infeliz, impensado, inconsequente e irresponsável, talvez até resultado de um excesso de vinho quem sabe (?), que a levou a uma demonstração de extremo mau gosto e que resultou numa tremenda falta de respeito!
Mas, calma pessoal! Indignemo-nos, mas, não voltemos à Idade Média, à caça as bruxas para queimá-las nas fogueiras da Inquisição! Estamos em pleno século XXI.
O Miguel e a Ana Rosa foram vozes quase isoladas, que fizeram aqui um comentário correto, educado, inteligente e elegante, como também MCM; Miguel deu uma lição de classe e de história, dirigindo-se a Maitê e apenas a ela; saibam Ana Rosa, Miguel e MCM, que nós outros, sentimo-nos envergonhados com o que a dita fez, com a sua demonstração de ignorância, desrespeito e de insensibilidade em relação à história, à cultura e aos monumentos portugueses, patrimônio da humanidade, tombados pela UNESCO (como o são muitos dos nossos e que foram construídos exatamente pelos portugueses).
Entristeceu-me sobremaneira, perceber, que de repente esse lamentável incidente foi o estopim para que muitos portugueses (ou, quase em peso os internautas portugueses?), demonstrassem a sua rejeição por nós brasileiros.
Quem tomou essa atitude desrespeitosa foi uma brasileira somente, e esta não representa o nosso país!
Quer me parecer que estes portugueses que como resposta expressaram – se de forma tão pejorativa e tão violentamente contra todos os brasileiros, principalmente contra as mulheres brasileiras, apenas esperavam uma oportunidade para deixar vir à tona a sua xenofobia latente.
Sabemos que há em todas as nações do mundo, desenvolvidas ou não, pessoas de classe e outras não – não se pode rotular um país por um ou outro tipo!
Insultar e colocar todos os brasileiros no mesmo balaio e nivelá-los por baixo, também não demonstra a boa educação que estão a apregoar, mas, não é por isso que vou rotular todos os portugueses de xenófobos e mal educados.
À falta de classe da atrizinha, deveriam ter respondido com muita, mas muita classe mesmo, o que a deixaria completamente sem graça, envergonhada e mortificada! Esse comportamento seria o que chamamos por aqui de “dar um tapa com luva de pelica”, ou seja, responder com educação à falta de educação, com respeito ao desrespeito – isso deixa a pessoa alvo sentindo- se um lixo, no chão mesmo, e o mais importante é que não nos igualamos a ela.
Que temos uma alta taxa de analfabetismo é uma realidade nossa muito triste e Portugal também, em algum momento já terá passado por tais dificuldades! No início do século XX, por exemplo, a maioria dos portugueses que aqui aportou não era “letrada”, tanto que se firmou como padeiros, donos de armazéns etc.; diga-se de passagem, que não tenho nada contra estas profissões, citei-as apenas para ressaltar que não havia intelectuais entre esses imigrantes. E eles foram muito bem recebidos por nós! Ridicularizar estas pessoas de lá ou as daqui por serem analfabetas, é uma prova de mesquinhez e muita falta de humanidade, que não condizem com pessoas de boa índole e educadas. (Também é mesquinhez e golpe baixo falar de coisas tão pessoais e traumatizantes na vida da atriz. Por estes fatos, ela é digna de pena!).
O que mais precisamos no mundo é de paz e de compaixão pelos seres menos afortunados e não de revanches e guerra!
Quanto à emissora que produziu o programa, ela e outras, há muito tempo vêm sendo criticadas pela maioria dos brasileiros conscientes, por suas programações de mau gosto, sem conteúdo e várias de baixo nível, pela falta de respeito ao público e pela falta de comprometimento com os bons costumes e com a educação. Não concordamos com tais programas! Nem com a postura de Edir Macedo tampouco.
Saibam que, em seu pedido de desculpas, Maitê também ofendeu aos baianos, classificando-os de indolentes – são “gracinhas” que aturamos inclusive em uma novela atual: “Caras e bocas”, na qual há um baiano que não quer saber de trabalho e cujo sotaque é sempre ridicularizado pela tal emissora (talvez ela esteja passando por aí).
Por fim, nossas desculpas ao povo português, lembrando-o, mais uma vez, que não se pode julgar toda uma nação por uma só pessoa ou por algumas poucas pessoas.
Todos que conheço que sempre foram e continuam indo a Portugal fazer turismo ou estudar, voltam encantados com a terra, com o povo e com o seu acervo histórico. Aliás, a partir do ano de 1500, a história de vocês se mistura com a nossa – Portugal é o berço da nossa história! (Preciso dizer mais?).
Então, sou pela PAZ! XENOFOBIA NÃO! Lembremo-nos que a história de Hitler começou com ela (a xenofobia), ao insuflar os alemães contra os estrangeiros de modo geral e contra os judeus em particular e TODOS SABEMOS COMO TERMINOU!


Serena on 16 outubro, 2009 at 19:49 #

Bestial o comentário da Maria do Socorro Fonseca.

Ainda assim, devo dizer que não se pode pedir ao país com as fronteiras mais antigas da Europa que esqueça o conceito de Nação.

Porque é nestas alturas que ficamos verdadeiramente unidos! Este conceito não se explica. Sente-se!

Haverá abusos nos comentários, sim. Mas, “de cabeça quente” até alguns crimes são atenuados nos Tribunais. E o que esta sra nos fez, só gerou tal reacção violenta na medida em que TODOS nos sentimos atacados enquanto Nação!

NUNCA um cidadão nascido aqui ou filho desta cultura (mesmo que também a critique ou goze) pode aceitar aquelas imagens e palavras por parte de “outros”. Quando somos jovens queixamos-nos da mãe. Mas se alguém ousa falar mal dela… calma aí!

Sim, haverá xenofobia em Portugal. Mas há estudos de sociologos brasileiros que dizem que aí também e… num país verdadeiramente multicultural!

Conclusão: o Ser Humano não é perfeito. E o Ser Humano tem sempre direito a pedir perdão. Verdadeiro ou não. Mas quem se sente VIOLADO não é obrigado a perdoar. E não lhe pode ser exigido que seja sensato ou racional ou ponderado ou…

Ainda assim, agradeço as suas palavras. Sério! Atenuam, DE CERTEZA a imagem que o povo brasileiro vai passando com este tipo de episódios. Espero um dia poder também ser assim serena 🙂 Sério! Obrigada


paty on 16 outubro, 2009 at 21:39 #

Basicamente, já foi tudo dito pelos meus compatriotas. Quero apenas reforçar deixando um provérbio português e uma frase muito comum na minha terra:
“Quem não se sente não é filho de boa gente” e “As desculpas não se pedem… evitam-se!”


Regina on 17 outubro, 2009 at 16:46 #

O “pedido de desculpas” da Maite foi mais um deboxe. Ela demonstrou burrice e soberbia, aliaz, coisas que a caracterisam. Eu sou brasileira e nao gosto desse programa “Saia Justa”, muitas vezes nao da pra acompanhar porque as vozes se sobrepoem e fica uma gritaria so.
Nao fazem falta.


Arthur on 17 outubro, 2009 at 17:10 #

Pronto, ficaram abaixo do pré-sal!


APALMA on 17 outubro, 2009 at 17:30 #

EFECTIVAMENTE FOI UMA PALHAÇADA DE MAU GOSTO E MANIFESTA FALTA DE CATEGORIA


Maria Luisa Abreu Carneiro on 17 outubro, 2009 at 17:59 #

Vivendo há três décadas no Brasil, país de gente boa e hospitaleira, alegre e acolhedora, onde fiz boas e verdadeiras amizades e nasceram meus 3 netos. Mas uma coisa me impede de atingir o grau máximo da acomodação, que os sociólogos o definem como adaptação. Assim fui criando fugas e estratégias para tentar superar esse obstáculo que me impede de dizer “este é o melhor país do mundo”. A desagradável constatação que assistimos nesse vídeo, outras situações e momentos análogos eu e os portugueses que aqui moramos, temos vivenciado. Dentro das possibilidades e oportunidades eu demonstro minha indignação e faço minha parte, mas sou apenas uma voz perdida e pouco ouvida nesse imenso país. Agora sim, outras vozes se unem num protestos de indignação e desagrado pela atitude de uma pessoa que se julga intelectualizada e figura importante, mas tudo é simples polimento, que acabou provando pela sua ignorância, pouca inteligência e desconhecimentos das leis do próprio país: Constituição Federal, Lei nº 7.716/89 e Convenção Internacional sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação Racial .LEI Nº 7.716/89 Define os crimes resultantes de preconceito de raça e de cor. Art. 1º Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional – Pena: reclusão de 2 (dois) a 5 (cinco) anos. Art. 20. Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional Pena: reclusão de 1 (um) a 3 (três) anos e multa. Código Penal –Injúria – Art. 140. Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro. 3º Se a injúria consiste na utilização de elementos referentes à raça, etnia, religião ou origem: Pena: reclusão de 1(um) a 3(três) anos e multa. Nós portugueses, somos vítimas e objeto de piadas (anedotas) e discriminação de forma acintosa. Assistimos isso em programas de TV, jornais, em todas as formas de comunicação, nas escolas, nos meios sociais. Grou Marx dizia que não havia piadas novas, havia sempre as mesmas, contadas por pessoas com maior ou menos senso de humor. Maité diz, ser isso uma forma de carinho, é brincadeirinha… isso é o senso comum, é mediocridade. A maioria não entende porque nos sentimos ofendidos, dizem que não temos senso de humor e nos magoamos à toa. Além das piadas, há outro aspecto; Quase tudo que está errado no Brasil é culpa dos portugueses, como diz um amigo Angolano “ são resquícios de rivalidade tribal, misturadas com complexo de colonizados e certa pitada de xenofobia”. Na Faculdade um professor de sociologia, disse, que o banho era uma prática dos índios e por meio deles os portugueses aprenderam esse costume. Isso me deixou estupefata; como um mestre prega um absurdo desses! E protestei, banhos são conhecidos deste a antiguidade, do tempo dos gregos e romanos, eles é que proliferaram essa prática. Os índios se banhavam ( e ainda se banham) nas mesmas águas onde faziam suas necessidades. Há tempos saiu uma reportagem na TV sobre os maus costumes e falta de cidadania dos cariocas. Alguns taxistas paravam seus carros para urinar nos túneis e em outros lugares, de quem é a culpa. Pasmem!! É de D. Pedro, quando viajava de São Paulo a Santos, um percurso longo para aquela época, levava numa das suas carruagem um “penico”, e quando necessário dava uma parada, e um dos seus “criados” se deslocava à mata levando o objeto, e o Rei enfim aliviava suas necessidades. Isto é uma simples ilustração para mostrar que após quase 200 anos ainda carregamos o ônus de termos sido colonizadores. Na minha monografia de pós-graduação, deixei uma mensagem silenciosa ao Povo Português, “da reminiscente história lusitana, fica ao mundo a imagem denegrida de um povo”, Façamos agora a nossa parte e uníssonos em nossas vozes mostraremos por meio do infeliz comportamento dessa artista que somos sim, um povo digno e inteligente.
Maria Luisa Abreu Carneiro
Campo Mourão-Brasil


Rose on 17 outubro, 2009 at 18:12 #

Será que a atriz em nenhum momento pensou naquilo que fazia? Uma mulher tão viajada, tão instruída! Vá lá que ela tivesse sua opinião sobre o que quer que seja, mas exibir assim em praça pública e sem nenhum pudor! Sou totalmente contra esse tipo de comportamento. E o que me diz desse vídeo http://www.youtube.com/watch?v=Zt3wGs1Y3Fg Porque esse tipo de programa não foi proíbido em Portugal? Isso tb me chocou!


LUANA SILVESTRE on 18 outubro, 2009 at 19:11 #

ESTA MULHER E UMA ATRASADA


ROBERTOSILVESTRE on 18 outubro, 2009 at 19:13 #

MAITE,VE SE APRENDE


SOUZA NETO on 21 outubro, 2009 at 9:20 #

Sentí vergonha de ser brasileiro ao ver esse video ridículo e sem propósito dessa atriz e muito pior foi a manifestação das “louras” componentes do programa, Sai de Baixo, digo Saia curta (Desculpe Falabela-você é culto e inteligente). Peço desculpa a todos os Portugueses,nossos irmão por tão desatrada apresentação dessa ridícula senhora e componentes de programa tão fútil.


Joana Bruno on 23 outubro, 2009 at 6:55 #

Lemos aqui comentários de valor e até um que mostra o “humor”??? do Wanderley em Portugal, mais uma vez em frente do Mosteiro dos Jerónimos. É gravíssimo o que se está a passar na tv brasileira, que emite estas mensagens criminosas sobre Portugal e quem as diz é o primeiro criminoso, exemplos de Maitê Proença, Wanderley…
Estão a lesar a integridade da nação, do povo, da cultura, dos nossos maravilhosos monumentos – um mosteiro neste caso…
Isto é crime!!! E não podemos permitir que estas pessoas “ditas” humoristas passem impunes demonstrando tamanho DESRESPEITO por tudo o que é PORTUGUÊS!!! Estes dois casos têm de ser julgados e punidos – tanto as pessoas individuais que disseram estes horrores, como as estações de tv brasileiras que os transmitiram e os devidos programas “saia justa” e “wanderley” devem deixar de ir para o ar. Os PORTUGUESES têm de exigir o respeito que lhes é devido.
Estes crimes têm de ser levados ao Tribunal Europeu!!! Se Portugal não o fizer como poderá ter o respeito do seu povo, dentro e fora de Portugal???!!! Que seja tomada uma atitude neste PAÍS que se deixa rebaixar constantemente, ou que ligações terá com o Brasil que impedem tomar uma atitude perante a lei???!!! Teremos de fazer um abaixo assinado??? Devolvam a integridade e o orgulho ao povo PORTUGUÊS que merece todo o RESPEITO!!! qUE SE PONHA COBRO A ESTE CRIME! Pela LEI!


NILSON BISPO on 14 novembro, 2012 at 13:49 #

Quanta vez nós brasileiros fomos tratados com desprezo e racismo pelos povos da Europa: Portugal, Espanha, França, Itália e outros. Não concordo com nenhum tipo de descriminação ou desrespeito por quem quer que seja, lembrem antes de criticar Maetê Proença que vocês de Portugal sempre nos trataram com desprezo e desrespeito e recismo.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • outubro 2009
    S T Q Q S S D
    « set   nov »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031