out
13
Postado em 13-10-2009
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 13-10-2009 17:55

Tuna no museu de Cajaíba
Tunante

==============================================

DEU NO SETARO`S BLOGS

O crítico de cinema e professor da Escola de Comunicação da UFBA, André Setaro, publicou em seu blog o seguinte comentário sobre a viagem que o cineasta Tuna Espinheira acaba de fazer a Vitoria da Conquista para participar do festival de cinema local, marcado por descobertas incríveis de Tuna.

Uma delas: a visita de Tuna ao museu ao ar livre de Conquista, concebido pelo artista plástico Cajaíba, personagem do documentário “Cajaíba… Lições de Coisas”, uma das primeiras realizações do diretor de Cascalho, premiada no Festival de Brasília, com narração do saudoso Fernando Cony Campos.

Tem mais, mas o melhor é ler e ver tudo através do post de Setaro em seu blog. Confira

(Vitor Hugo Soares)

========================================================

“Tuna Espinheira, cineasta baiano, realizador de Cascalho, seu primeiro longa, e mais de duas dezenas de curtas, acaba de voltar de Vitória da Conquista, cidade interiorana da Bahia que realiza todos os anos, nesta época, um exitoso festival de cinema. Tuna não perde tempo e está sempre antenado com as últimas da cinematografia.

Ele me informou que “O cisne também morre”, filme de 1982 que assinala sua primeira incursão no terreno ficcional, foi encontrado. Digo isso, porque, modéstia à parte, tive a honra de ser um dos atores do filme. Vou transcrever, aqui, a mensagem que recebi do realizador.

“Velho, (sim estou velho, pois a fazer, hoje, 59 primaveras – nota de AS)
“Estive na V Mostra Conquita, aproveitei para visitar o museu ao ar livre, concebido, trabalhado, pelo artista plástico, CAJAIBA. Nesta foto estou à beira do túmulo do próprio Cajaiba. Ele conseguiu ser enterrado no cenário em que sempre expos as suas esculturas.

Outrora foi um ponto de grande afluxo de visitantes, turistas,artistas, gente das mais variadas espécies. Hoje sobrevive a duras penas, à mercê do abandono do poder público, resistindo graças a dois dos seus filhos, abnegados, cuidando, como podem, daquelas peças, um mostruario de vultos históricos, em tamanho natural, esculpidos em cimento e ferro.

Estou recuperando o filme que fiz, décadas atrás, quando ainda vivia o escultor. Com a parceria dos fotografos, Carlos Rizério (hoje morando em Conquista) e Claude Santos e mais um grupo da comunidade conquistense, planejamos, em tempo, o mais breve possivel, fazer uma exibição, no próprio local, do filme, Cajaiba… Lição de Coisas… O Fazendeiro do AR.

A idéia é chamar a atenção sobre o sítio artístico ao Deus dará, com o objetivor de recuperar os estragos imposto pelo tempo e abandono. Caso o referido filme possa vir a ajudar neste sentido, teremos uma cinematografica chance de brindar este acontecimento.”

CAJAÍBA, LIÇÃO DAS COISAS…O FAZENDEIRO DO AR foi fotografado por Antonio Luis Mendes Soares. Roteiro, Montagem, Direção, Tuna Espinheira. Narração de Fernando Coni Campos. Ano de produção: 1976. P&B. 13m. Forte abraço, Tuna

(Postado por Vitor Hugo Soares).

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • outubro 2009
    S T Q Q S S D
    « set   nov »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031