out
09
Posted on 09-10-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 09-10-2009

Deu no New York Times e na UOL:

A crise é grave na mais conceituada universidade dos Estados Unidos, que aperta o cinto e corta gastos para sobreviver com dignidade e sem perder o prestígio que a tornou famosa no mundo inteiro. Confira o texto a seguir, publicado no NYT e traduzido pelo portal da UOL. Confira. (VHS)

==============================================
Fachada da biblioteca de Harvard
uHARVARD
===============================================
Não há mais café da manhã quente na maioria dos dormitórios e nem os doces na Biblioteca Widener. Os atletas universitários não mais recebem agasalhos gratuitos, e nesta semana foi dada a notícia chocante de que os professores terão que se virar sem os cookies nas reuniões do corpo docente.

Segundo os padrões de Harvard, estes são tempos difíceis. Não tempos difíceis dickensianos, talvez, mas com uma queda de quase 30% no valor de seu fundo, a universidade mais rica do mundo está aprendendo a viver com menos.

A Faculdade de Artes e Ciências, a maior divisão de Harvard, cortou cerca de US$ 75 milhões de seu orçamento nos últimos meses e está planejando mais. Com os cortes se estendendo além de congelamentos salariais e de contratação até medidas que afetam o que os estudantes comem, onde estudam e outras partes de sua rotina diária, a euforia do outono em Harvard está atenuada. A Faculdade de Artes e Ciências antecipa um déficit de US$ 130 milhões ao longo dos próximos dois anos e está aguardando recomendações de grupos do corpo docente e estudantis que estão discretamente pesando as opções.

“Todos estão preocupados”, disse George Hayward, um calouro que mora em uma parte do campus, o Quad, cujos cortes fizeram com que perdesse sua biblioteca. “Qualquer coisa pode acontecer a seguir; ninguém realmente sabe o que vai acontecer.”

Harvard não é a única escola de elite onde a vida dos estudantes está mais austera neste semestre: Princeton fechou alguns de seus laboratórios de informática e dois de seus refeitórios nos fins de semana. Na Universidade de Stanford, o Festa do Mausoléu anual, um encontro de Halloween no local onde se encontra enterrada a família Stanford, perdeu US$ 14 mil em fundos devido aos cortes orçamentários e deve ser cancelada.
OVOS MEXIDOS
Mas muitos aqui presumiam que a vida estudantil em Harvard, mais do que qualquer outra instituição, estava imune às dificuldades. A perda dos ovos mexidos, bacon e outros alimentos preparados no café da manhã nos dormitórios da elite nos dias úteis parece ter provocado a maior ira.

“Os estudantes geralmente sentem que se eles vêm para Harvard, pelo que estão pagando, provavelmente teriam o direito a um café da manhã quente”, disse Andrea Flores, uma bacharelanda que é presidente do Conselho Estudantil. “Eles querem preservar as coisas que existem em Harvard e que não existem em nenhum outro lugar.”

Alguns estudantes sentem os cortes mais que outros. Hayward disse que aqueles que vivem no Quad, a 15 minutos de caminhada do Harvard Yard, foram afetados desproporcionalmente porque a biblioteca de lá foi fechada e o serviço de ônibus para o campus central foi reduzido. (Os moradores do Quad já são sensíveis; ser designado para aquela parte do campus é o pesadelo de muitos estudantes.)

Os atletas universitários também sofreram mais do que a maioria, disse Johnny Bowman, um calouro que está monitorando os cortes para o Conselho Estudantil, porque eram os maiores consumidores do café da manhã quente.
UM GRANDE CHOQUE
“Foi um grande choque”, disse Bowman. “Os atletas estavam acostumados a voltar do treino matinal e receber seus nutrientes – uma refeição sólida.”

Além dessa perda, algumas equipes se veem dividindo o espaço no Centro Atlético Malkin porque ele fecha mais cedo nas noites dos dias úteis. Khoa Tran, presidente do tae kwon do de Harvard, disse ao “The Harvard Crimson” que sua equipe teria que dividir o espaço de treino com a equipe de dança – e que não estava certo a respeito do que esperar.

“Será uma mistura interessante, porque eles estarão tocando dance music enquanto fazemos nossas rotinas”, ele disse ao jornal. “Nós gritamos toda vez que chutamos… e nós chutamos muito.”

O fundo de Harvard tinha US$ 26 bilhões em junho de 2009, em comparação a US$ 36,9 bilhões em junho de 2008, que representa uma redução de 27%. A perda é especialmente dura para a Faculdade de Artes e Ciências, que inclui Faculdade de Harvard, a Escola de Doutorado de Artes e Ciências e a Escola de Engenharia, porque o fundo fornece metade de seu orçamento.

Apesar dos empregos do corpo docente estarem protegidos até o momento, a universidade demitiu 250 funcionários neste ano, disse Jeff Neal, um porta-voz de Harvard. Ele disse que era cedo demais para saber se futuros cortes afetariam os estudantes.

“Nós estamos trabalhando arduamente para minimizar o impacto da crise financeira global em qualquer aspecto substantivo da vida estudantil”, ele disse em um e-mail.

Flores disse que após excluir os alunos das conversações a respeito do que cortar no primeiro semestre, a administração agora está buscando a opinião deles. A administração descartou um plano para desativar o serviço de transporte à 1h30 da manhã em vez das 3h45 após um protesto dos estudantes, ela disse, apesar de ter cortado o serviço nas manhãs dos fins de semana.

A Faculdade de Artes e Ciências também iniciou um “banco de ideias” online, onde os estudantes podem submeter propostas para corte de despesas. As 170 propostas até o momento incluem a cobrança para que grupos turísticos entrem em Harvard e que os estudantes limpem seus próprios banheiros em vez de pagarem outros estudantes para fazê-lo, como parte de um programa de trabalho.

“Nós entendemos que temos que abrir mão de algo”, disse Flores. “Mas os estudantes querem ter o direito de opinar a respeito do que estão dispostos a ceder e o que desejam proteger. Enquanto isso fizer parte da discussão, eu acho que o processo poderá transcorrer pacificamente.”

(Tradução: George El Khouri Andolfato )

out
09
Posted on 09-10-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 09-10-2009

Deu no portal IG

Um avião das Nações Unidas com dez pessoas a bordo caiu nesta sexta-feira, 9, perto de Porto Príncipe, no Haiti. Segundo uma fonte policial, seis corpos já foram encontrados.

Segundo a porta-voz da ONU, Michele Montas, a aeronave era do Uruguai e todos os seus ocupantes eram militares. Uma equipe de busca foi enviada ao local, mas ainda não há informações sobre sobreviventes.

O portal IG na web assinala ainda que um representante do Itamaraty informou à BBC Brasil que não há relatos de brasileiros a bordo. Os tripulantes seriam uruguaios e jordanianos.

Leia mais sobre o acidente no IG: www.ig.com.br

out
09
Posted on 09-10-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 09-10-2009

Deu na coluna

O jornalista Alex Ferraz publica as seguintes notas sequenciadas sobre o escândalo do ENEM, que complica a vida de mais de 4 milhões de estudantes no país, na coluna Em Tempo, que ele assina diariamente no jornal Tribuna da Bahia. Confira. (VHS)

=============================

Enem (I)
Pensem comigo: exatamente no primeiro ano em que o Enem servirá como porta para entrada nas universidades, dispensando o vestibular, acontece essa absurda fraude, causando um escândalo e com os diretores de faculdades e cur$inhos de pré-vestibular se apressaram em excomungar o sistema, alto e bom som, desacreditando o sistema.
Olha, gente, pra mim, aí tem! E como tem!
Enem (II)
Em São Paulo, pelo menos a Unicamp e a USP, as duas mais importantes universidades do País, já anunciaram que não pretendem considerar o Enem como referência para a entrada de nenhum estudante sem fazer vestibular.
Tá vendo aí? Olha, posso ser paranóico, mas não gosto de comer reggae, falou?

out
09
Posted on 09-10-2009
Filed Under (Multimídia) by vitor on 09-10-2009


=================================================
A musica do dia nesta sexta-feira,9, é “Give a chance peace” (Dê uma chance à Paz), de John Lennon, aqui interpretada pelo Peace Choir. Escolha de muitos motivos, um deles porque é dia Oxalá, orixá dos cultos afro-brasileiros que simboliza a paz para os baianos. Dia de subir a colina do Bonfim vestido de branco. Outro, porque foi anunciado hoje o vencedor do Prêmio Nobel da Paz de 2009, conquistado pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. “Um estímulo à ação”, como disse o proprio vencedor do premio de magnitude e alcance sem tamanho.Cantemos todos!

(Vitor Hugo Soares

out
09

Dilma: banho de folhas no Bonfim/Agencia A Tarde
Dilbranco
====================================================
“Um festival de surpresas até mesmo para os baianos mais acostumados a essas coisas”. Talvez seja esta frase de um observador político atento, a mais apropriada para definir as primeira horas da visita de três dias à Bahia que a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Roussef , iniciou na noite de quinta-feira,8.

Depois da festa de aniversário do ex-dirigente comunista, Haroldo Lima ( PC do B ), que rolou animada até altas horas no sofisticado centro de eventos do Trapiche da Adelaide, a ministra madrugou. Às 7h da manhã, Dilma estava “inteiraça”, como observou um passante, no adro da colina sagrada, toda vestida de branco, como pedem os preceitos do candomblé na sexta-feira, dia de Oxalá, para assitir à primeira missa do dia no templo do santo de maior devoção dos baiano.

Antes, no entanto, com dedo e cabeça de bom marqueteiro político seguramente no meio, a ministra e nome preferido pelo presidente Lula à sua sucessão participou no adro do templo onde se realiza a tradicional da Lavagem do Bonfim, de cerimônia típica dos cultos afro-brasileiros. Filhos e filhas-de- santo dos terreiros locais deram em Dilma Rousseff – ela acaba de ser declarada curada de um cancer linfático pelos cientistas e médicos do hospital paulista Sírio Libanês – um banho ritual de folhas de aroeira, consideradas as mais poderosas para “abrir caminhos fechados”., mas também de outras plantas, “para garantir”

Depois a apoteose, durante a missa católica dentro do templo religioso, onde os fiéis participaram, sob o comando do padre Edson, pároco do Bonfim. Coube a ele conduzir um ato “religioso e político eleitoral” como raramente visto em terras baianas. Nem mesmo nos tempos áureos de Otávio Mangabeira, no passado mais remoto, ou de Antonio Carlos Magalhães, mais recentemente.

Diante de uma contrita ex-guerrilheira e atual poderosa ministra petista de Lula, acompanhada do governador Jaques Wagner e da primeira dama Fátima Mendonça, o pároco carrregou nas palavras do sermão, como talvez nem o melhor dos cabos eleitorais de Dilma poderia conseguir nas circunstâncias.

Padre Edson pediu palmas aos fiéis “para a peregrina Dilma, que também subiu a colina para agradecer como fazem os baianos”. E as palmas vibraram com força diante do altar. E Dilma com medidas do Bonfim nas mãos, ainda molhada do banho de folhas do candomblé, rezou emocionada e beijou a imagem do santo. Mas não recebeu a hóstia da comunhão distribuída aos fiéis pelo padre e acólitos.

Depois saiu, ainda recebendo palmas, abraços e pedidos pessoais escritos em bilhetes ou de fotografia ao lado de fiéis que a ministra atendeu, sempre solícita. Afinal, o que mais poderia querer um marqueteiro ou uma postulante já em pré-campanha, que ela nega de pés juntos, para o lugar de Lula no Palácio do Planalto?

Salve a Bahia, Sinhá!

(Postado por Vitor Hugo Soares, com informações da repórter Lilia Machado, do jornal Tribuna da Bahia)

out
09
Posted on 09-10-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 09-10-2009

Obama: vitoria retumbante!
Bobama
=================================================
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, conquistou na madrugada desta sexta-feira, 9, o Prémio Nobel da Paz de 2009. Segundo as justificativas do Comitê do Nobel, a escolha do presidente norte-americano se deve aos seus “esforços extraordinários para reforçar a diplomacia internacional e a cooperação entre povos”.

O presidente do Comité,Thorbjoern Jagland , assinalou ainda que foi dtribuida muita importância na hora da escolha “à visão e aos esforços de Obama para um mundo sem armas nucleares”. Ao contrário do que sempre acontece nessas cisrcusntâncias, o vencedor não voi avisado em seguida à conquista, como é praxe.

O presidente do comitê observou que era madrugada em Washington na hora da escolha, Obama dormia na Casa Branca e preferiu não acorda-lo, mesmo para dar a boa notícia, que levou o porta-voz do governo a ter uma reação típica dos americanos médios: “Wow!”, vibrou o assessor, Robbert Gibbs.

Thorbjoern Jagland observou ainda que com Barack Obama os “EUA desempenham agora um papel mais construtivo na cena política internacional”.

Foi ainda assinalada importância da ação de Barack Obama nas questões ambientais e a sua “inspiração para todos os que no mundo lutam pela defesa da democracia a Direitos Humanos”.

O prêmio, talvez o mais importante do planeta, será entregue a 10 de Dezembro em Oslo, na data do aniversário da morte de Alfred Nobel. Consiste numa medalha, num diploma e num cheque de dez milhões de coroas suecas (quase um milhão de euros).

(Postado por Vitor Hugo Soares, com informações de agências européias de notícias e Radio Band News)

  • Arquivos

  • outubro 2009
    S T Q Q S S D
    « set   nov »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031