set
25
Postado em 25-09-2009
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 25-09-2009 12:23

Joaci: posse concorrida
pojoaci
==================================================
Bahia em pauta oferece aos seus leitores nesta sexta-feira, 25 de setembro, um pequeno mas refinado “aperitivo” do que foi a posse de Joaci Góes na ALB, na noite de ontem(24).Destaque especial para o discurso do acadêmico João Carlos Teixeira Gomes, o “pena de aço inoxidável”, como o tratava seu grande e saudoso amigo carioca Dario Bitencourt, Bitenco, morto recentemente, na solenidade em que o escritor, político, empresário e jornalista Joaci Góes, assumiu a cadeira nº 7, cujo patrono é o Visconde de Cairú.

Vale ressaltar: a mesa e platéia da sessão de posse de Joaci Goes estavam repletas de políticos. Um acadêmico menos complacente chegou a protestar; “nunca vi tanto político em uma mesa em ato da ALB, nem no tempo de ACM”. Mas o pena de aço não aliviou para ninguém.

Aliás e a bem da verdade, ele teceu elogios sim ao ex-governador Roberto Santos – “Ao grande governador Roberto Santos, padrão de moralidade política e respeito à coisa pública” – ao ex-ministro e ex-governador Waldir Pires – por três vezes citado no discurso – e ao “grande Mangabeira”. Tocou o pau na mudança do nome do aeroporto com referências históricas, na axé music, e por aí vai. Também traçou belo e contundente comentário sobre os dois livros de JG – sobre a inveja e o ódio.

A seguir trechos do discurso do Joca:

“O poder no Brasil nunca está a serviço da sociedade e sim de grupos que o detém… Predomina hoje no país, mais do que nunca, a ideologia do oportunismo, acintosa e corrosiva, promovida por conhecidos e diariamente citados políticos desavergonhados, íntimos dos cofres públicos e privados. Só não os cito nominalmente aqui, porque além de notoriamente conhecidos, não pretendo perturbar com revelações óbvias este clima de confraternização e de festa”.

“Mas todo momento é importante quando se trata de denunciar e combater as fraudes das instituições e o esvaziamento da democracia. A consciência social não pode acomodar-se e deve agir como instrumento de libertação”…

Esse é o Joquinha que a Bahia conhece e aprendeu a querer bem…

Em tempo: Quem veio do Rio de Janeiro para a posse de Joaci e sempre esteve muito bem e à vontade na foto, foi o imortal baiano de Itaparica e ex-editor-chefe da Tribuna da Bahia, João Ubaldo Ribeiro. Ao contrário de alguns presentes constrangidos e pouco á vontade no ambiente, ou que davam vexame antes de ser servida a primeira dose do lauto coquetel.

(Vitor Hugo Soares, com informações diretas da Academia )

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2009
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    282930