set
23
Postado em 23-09-2009
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 23-09-2009 20:11

Obama na ONU: aquem do esperado
obaonu
=================================================
OPINIÃO/MUNDO

OBAMA:MAIS DO MESMO

ROSANE SANTANA

Em seu primeiro discurso na ONU Barack Obama disse um pouco mais do mesmo. O speech foi uma variacão do “The Great Need of the Hour” (A grande necessidade da hora), proferido em janeiro de 2008, em uma igreja batista de Atlanta, na Georgia, quando se preparava para disputar as primárias do Partido Democrata contra Hillary Clinton, atual secretária de Estado dos EUA.

Naquela ocasião, o então senador por Illinois apelou para o povo americano: “Unity is the great need of the hour” (“a unidade é a grande necessidade da hora”). No discurso da ONU a palavra unidade foi substituída por cooperacão.

Barack Obama conclamou os líderes para inaugurar “um novo capítulo de cooperacão internacional”, focado em quatro áreas: não proliferacão de armas nucleares, promocão da paz e seguranca (eufemismo para a antipopular “Guerra contra o Terror”), protecão ao meio ambiente e melhoria da economia global. Resumindo: num mundo globalizado é fundamental a ajuda mútua para superacão dos grandes desafios.

Condenou o unilateralismo dos EUA que fomentou o antiamericanismo no mundo e listou entre as mudancas na política de seu governo, a proibição do uso da tortura em Guatanamo (prática que continua, segundo denuncias) e sua ordem para fechar a prisão, ainda sem data marcada para acontecer e orcamento votado pelo Congresso.

Destacou a determinação para combater o extremismo e uma meta “para trabalhar com todos os membros deste organismo (ONU) para interromper, desmontar, e derrotar al-Qaida e seus aliados extremistas” (discurso que continua idêntico ao de Bush).

“The people of the world want change,” Obama said. “They will not long tolerate those who are on the wrong side of history.” (“Os povos do mundo querem a mudança”, disse Obama. “Eles não vão tolerar muito aqueles que estão do lado errado da história”. Aqui também o marketing da mudança.

É verdade. Quando fala em cooperacão, Obama nem parece o mesmo que manteve recentemente o bloqueio econômico a Cuba.

Barack Obama nao perdeu o hábito dos palanques. A Assembleia Geral da ONU foi mais um.

E la nave va.

Rosane Santana é jornalista, mestre em História pela UFBA, estudante de Harvard, mora em Boston (EUA)

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2009
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    282930