set
20
Postado em 20-09-2009
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 20-09-2009 13:46

Mãe Hilda: lacuna no Curuzu
Hildadoilê
===============================================

Sob aplausos e muita emoção na cerimônia com expressivos momentos marcado pelo forte sincretismo religioso baiano, a ialorixá Mãe Hilda , líder espiritual do terreiro Ilê Axé Jitolu, do bairro do Curuzu, – área de nascimento da comunidade cultural do famoso bloco bloco afro Ilê Aiyê – foi sepultada na manhã deste domingo, 20, no cemitério Jardim da Saudade, em Salvador.

Antes do sepultamento, a que compareceram o governado Jaques Wagner, de religião judaica, e o prefeito evangélico João Henrique Carneiro – que decretou três dias de luto na cidade – centenas de filhos e filhas de santo ligados ao terreiro Ilê Axé Jitolu permaneceram em vigília durante toda a noite de sábado e madrugada de domingo.

Por volta das 8h30 , todos se reuniram em volta do caixão para entoar os cânticos e dar início ao comovente cortejo fúnebre, seguindo os rituais dos cultos de Candomblé. Entidades dos cultos afro-brasileiros incorporadas lideraram o cortejo, que seguiu até a entrada do Curuzu. A cerimônia teve sequência no Jardim da Saudade onde, por volta das 10h30, Mãe Hilda foi sepultada sob aplausos dos presentes, quase todos vestidos de branco.

Vovô, filho de Mãe Hilda e principal dirigente do bloco afro Illê Ayê, informou que o terreiro permanece de luto e realiza rituais pelos próximos sete dias. Os projetos com o Ilê Aiyê deverão continuar, mas ainda não se sabe como os trabalhos serão conduzidos a partir de agora.

AMIGA DE LULA- Mãe Hilda era a grande incentivadora dos projetos culturais do Ilê Aiyê e tinha um carinho especial pela escola do Curuzu que leva o seu nome, visitada por Lula – amigo pessoal da ialorixá falecida – na campanha de 2002, quando ele prometeu “olhar com especial carinho para o projeto de Mâe Hilda, que vejo como um exemplo para o país”.

Além da educação formal, os alunos da Escola Mãe Hilda recebem formação artística e de cidadania. A instituição é também uma das referências no ensino de História da África e Cultura Afro-Brasileira.

Mãe Hilda, consagrada a Obaluaê, é que presidia também, todos os anos, a belíssima cerimônia religiosa do Curuzu transmitida para várias partes do mundo, antes do tradicional desfile do Ilê no sábado, no carnaval de Salvador.

(Postada por: Vitor Hugo Soares)

Be Sociable, Share!

Comentários

Regina on 20 setembro, 2009 at 14:44 #

Obrigada, Hugo. Linda imagem da nossa amada Bahia.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2009
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    282930