set
16
Postado em 16-09-2009
Arquivado em (Multimídia, Newsletter) por vitor em 16-09-2009 10:57

=====================================================
Caetano, Dedé, seu Zeca e dona Canô
zeca
================================================

Nesta quarta-feira, 16 de setembro de 2009, quem aniversaria é dona Canô A matriarca da família Veloso chega aos 102 anos de idade. Às dez horas da manhã, começou a missa comemorativa na Igreja de Nossa Senhora da Purificação, em Santo Amaro. Depois vem o tradicional caruru com os filhos e netos da famosa santamarense, além de presenças especiais como a marrom Alcione.

A música para começar o dia no Bahia em Pauta é “Motriz”, uma das mais belas e comoventes composições de Caetano Veloso, principalmente para quem, como o editor deste site -blog morou no Reconcavo baiano durante a infância. Uma viagem dentro do vagão da locomotiva ferroviaria que fazia a ligação Santo Amaro -Salvador. O artista lembra da força da presença de sua mãe, dos canaviais, de Candeias, do imenso corredor de sua casa .

Menino, sobrinho da saudosa dona Marocas, agente dos Correios de Terra Nova (na época distrito de Santo Amaro), colega de seu Zeca, falecido pai dos Veloso, estive uma única vez na casa de Dona Canô, bem antes da fama dos filhos e da mãe. O imenso corredor atravessado pelo sol da tarde também ficou para mim como lembrança marcante da infãncia. Assim como a primeira visão do mar da janela de Motriz na chegada a Salvador.

Tudo volta agora na na voz e na emoção de Bethania ao interpretar esta canção maravilhosa e eterna.

Muitos anos mais, dona Canô.

(Vitor Hugo Soares, editor)

Be Sociable, Share!

Comentários

Cida Torneros on 16 setembro, 2009 at 12:38 #

O que dizer para D. Canô? Ela sabe tudo! É a mestra das mestras, é a redenção da vida em forma de mãe e mulher, é a fé das almas que se reencontram com Deus, é a própria vontade de ser feliz para sempre. Mas posso dizer que a amo, por ser quem é, suave, sendo tão forte. Uma vez assisti a um documentário estrangeiro sobre a Betânia e o melhor depoimento não podia ser de outra pessoa, era mesmo o de D. Canô, lúcida, observadora e sensitiva. Fiquei sua fã desde esse dia, por ter ouvido palavras em que a mãe definia a filha com rara delicadeza. Ela passa isso na imagem e através da família que “comanda”, com pulso de algodão… beijo, querida D. Canô e muita saúde, muita alegria e muita paz.
Cida Torneros


Regina on 16 setembro, 2009 at 13:32 #

D. Cano, docura e belesa nos seus 102 anos bem vividos rodeada do amor, nao so dos filhos, mas de todos os que tiveram o praser de ve-la ainda que so em fotos.
Fui muito a Santo Amaro, para as micaretas, quando vivia na Bahia. A casa dos Velosos sempre tinha as portas abertas para todos que quisesem chegar e ver de perto essa familia que nos deu, alem de Caetano e Bethania, muitos outros dos seus integrantes puro exemplo de cortesia, carinho e belesa, como meu amigo Rodrigo que eu amo muito. Uma vida assim vale a pena que dure um centenario. Viva Cano!


Carlos Henrique on 16 setembro, 2009 at 14:00 #

Eu acho Dona Canô uma baita chata. Prefiro Dona Benta.


Gilson Nogueira on 16 setembro, 2009 at 16:35 #

Dona Canô, a senhora conserva, aos 102 anos, hoje festejados, no Brasil e no mundo, aquele sorriso que só as crianças transmitem. Sempre que penso na senhora, ou que a vejo, em fotos, e na televisão, sinto que a senhora é, também, minha mãe, mãe de todos, feito Nossa Senhora da Purificação. Tudo por conta do seu sorriso, do que ele nos diz, nos ensina, nos faz pensar. É como se a senhora estivesse a nos transmitir, através desse silêncio mágico, mensagem divina, a cada dia. Sempre. Por isso, Dona Canô, como um dos seus filhos-fãs, que a senhora não conhece, ainda, participo, comovido, de sua festa de vida, com o orgulho de ser, mesmo na imaginação, fruto do seu ventre, conterrêneo da senhora. Sua festa íntima, Dona Canô, neste dia especial, é animada por uma banda de anjos azuis como o Céu de Santo Amaro. Os anjos estão, agora, como eu, exultantes, entoando a Ave Maria, em ritmo frenético, na linguagem do coração, em sua homenagem. Parabéns, minha mãe!


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2009
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    282930