set
15
Postado em 15-09-2009
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 15-09-2009 09:12

Iraque festeja jornalista
festiraque
==================================================
O jornalista iraquiano Muntazer al-Zaidi, que passou nove meses na prisão por ter atirado os sapatos no então Presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, durante uma entrevista coletiva, foi libertado na manha desta terça-feira. Muntazer deixou o presídio sob intensas manifestações de contentamento e solidariedade em seu país e em várias partes do mundo.

A libertação foi confirmada pelo irmão do jornalista, Uday al-Zaidi, à BBC e à Reuters. “Ele saiu da prisão há minutos e está a caminho da Baghdadiya TV [a televisão onde Muntazer trabalha], disseal-Zaidi.Segundo as agências de notícias, a lei iraquiana obriga a que os presos condenados a um ano de prisão, sem condenações anteriores e que apresentem bom comportamento durante a detenção, sejam automaticamente libertados depois de cumpridos três quartos da duração da pena.

Um grupo de deputados iraquianos esperava à porta da prisão – a base militar de Muthanna, zona oeste de Bagdad, onde o jornalista passou as últimas horas da detenção. Zaidi é libertado três meses antes de cumprir a totalidade da pena de um ano, por bom comportamento. Foi inicialmente condenado, em Março passado, a três anos de prisão em primeira instância – pelo crime de “agressão contra um chefe de Estado em visita oficial” –, sentença essa que acabou por ser comutada para 12 meses já em recurso.

FAMA REPENTINA – Muntazer al-Zaidi deveria ter sido libertado ontem,14, mas as autoridades iraquianas atribuiram o atraso de 24 horas a “formalidades administrativas”, segundo seu irmão revelou na véspera.Na porta da porta da prisão ele foi recebido popr uma comissão de parlamentares iraquianos.

Al-Zaido ganhou fama repentina quando, a 14 de Dezembro de 2008, se descalçou e lançou os sapatos contra George W. Bush, numa conferência de imprensa em Bagdad, quando este fazia a última visita ao Iraque ainda como Presidente dos Estados Unidos. “É o beijo do adeus, seu cão”, gritou então, num episódio filmado pelas câmaras presentes na sala e que correu mundo deixando uma marca negativa indelével no fim de mandato de Bush, assim como no Governo do primeiro-ministro iraquiano, Nuri al-Maliki, que se encontrava ao lado do chefe de Estado norte-americano no momento da agressão e ainda levantou o braço para defender Bush da sapatada.

Para os árabes lançar os sapatos contra alguém e o insulto de “cão” constitui uma ofensa enorme, pelo que a ousadia de al-Zaidi foi vista por muitos muçulmanos e grupos políticos como um gesto de heroísmo no combate aos Estados Unidos na região. O antiamericano presidente venezuelano, Hugo Chávez, classificou o gesto de Zaidi como “corajoso” e pais de família de várias nações árabes ofereceram ao jornalista iraquiano as suas filhas em casamento.

(Postada por Vitor Hugo Soares, com informações da BBC de Londres e Reuters )

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2009
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    282930