set
14
Postado em 14-09-2009
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 14-09-2009 18:20

Obama, hoje, acossado em Wall Street
Bobama
====================================================
Acossado por críticas cada vez mais duras de núcleos conservadores, principalmente em relação às medidas de combate à crise financeira e ao programa de reforma da assistência à saúde, o presidente dos Estados Unidos, acaba de dar novos atestado de que é bem mais fácil falr do que fazer. Ele assinou nesta segunda-feira, 14, uma ordem prolongando o embargo dos Estados Unidos a Cuba, apesar dos apelos dos opositores ao embargo para que desse continuação às suas medidas de atenuação das sanções comerciais à ilha comunista.

Para analistas do mundo diplomático, entanto, esta decisão de Barack Obama era esperada. “O Presidente determinou que é do interesse nacional dos EUA continuar durante mais um ano o exercício de algumas autoridades relativamente a Cuba, ao abrigo da Lei de Negociar com o Inimigo”, diz o comunicado da Casa Branca.

Em Abril, Obama anunciou que iria restringir as sanções às trocas comerciais impostas a Cuba há cerca de meio século, desde a revolução de Fidel Castro, que instituiu um regime comunista na ilha. No início deste mês, Obama deu mais realidade a esta intenção, quando entraram em vigor medidas como as de permitir a americanos com parentes em Cuba enviar-lhes dinheiro, sem impor limites, e visitar a ilha sempre que quisessem, e durante o tempo que desejassem.

A organização humanitaria de defesa dos direitos humanos Anistia Internacional tinha apelado a Obama para que não assinasse a extensão do embargo durante mais um ano, defendendo que as proibições entravam um dos direitos humanos básicos, o direito à saúde.
Os analistas da política internacional argumentam que se Obama não tivesse assinado, o embargo continuaria na mesma, pois assim está disposto na Lei Helms-Burton, aprovada em 1996. Mas se Obama recusasse assinar o prolongamento do embargo, seria um importante gesto simbólico.

Mas o gesto ficou parado no ar, não se sabe ainda até quando.

(Postado por Vitor Hugo Soares)

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2009
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    282930