set
12
Postado em 12-09-2009
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 12-09-2009 11:03

Almeida, um comandante
Almeida

Morreu vitimado por uma parada cardíaca, aos 82 anos, o vice-presidente de Cuba, Juan Almeida, anunciou a imprensa cubana através de nota oficial do governo neste sábado,12. Almeida esteve ao lado de Fidel Castro e Che Guevara na revolução que levou à queda do ditador Fulgencio Baptista a 1 de Janeiro de 1959. Era tido como o “número três”, na hierarquia cubana do poder.

Ao lado dos irmãos Castro, Fidel e Raul, desde os primeiros dias da revolução, Almeida assumiu lugares de destaque e, ao morrer, era um dos vários vice-presidentes do Conselho de Estado presidido por Raul Castro e membro do bureau político do Parido Comunista Cubano.

Juan Almeida participou também no ataque às instalações militares de Moncada, em 1953, que acabou por não ter sucesso e que levou não só ele mas também os irmãos Castro à prisão da qual acabariam por sair após um perdão de Fulgencio Baptista para o México.

Este líder histórico da revolução cubana esteve também no navio Granma que transportou uma pequena força militar do México para Cuba no final de 1956 que lutou na Sierra Maestra, que se tornou a base dos rebeldes cubanos.

Juan Almeida era um dos três dirigentes cubanos com o título honorífico de «Comandante da Revolução», que também foi atribuído a Fidel e Raul Castro, bem como a Ramiro Valdés e a Guillermo Garcia, este dois últimos já falecidos. «O nome do Comandante da Revolução Juan Almeida Bosque ficará para sempre nos corações e mentes dos nossos compatriotas», afirmou uma nota do bureau político publicada no jornal Granma, do Partido Comunista Cubano.

( Postado por Vitor Hugo Soares, com informações de agências de notícias européias e rádios e jornais cubanos na web)

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2009
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    282930