set
05
Postado em 05-09-2009
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 05-09-2009 09:54

O assassino da médica
medica
==================================================

Menos de 24 horas depois de ter participado de longa e detalhada reconstituição do crime, cercado de policiais , jornalistas e câmeras de televisão, Gilvan Cleucio de Assis, 39 anos, réu confesso do assassinato da médica Rita de Cássia Tavares, morta há cerca de um mês, foi encontrado morto por policiais civis dentro de uma das celas da Delegacia de Homicídios, por volta das 23h30 desta sexta-feira (04). Segundo informações da delegacia, a principal suspeita é de que Gilvan tenha se enforcado voluntariamente.

O corpo do preso sob guarda policial já foi encaminhado para o Insrtituto Médico Legal Nina Rodrigues, para ser periciado. A polícia ainda não divulgou informações sobre as circunstâncias da morte do autor do crime recente que chocou os baianos e o país. Com base em depoimento de um dos três companheiro de cela, Gilvan teria utilizado lençóis enrolados em forma de corda (“tereza”) para se matar.

O assassino da médica pediatra dividia a cela com mais três presos, dentre eles, José Cardoso dos Santos, um dos acusados de envolvimento no assassinato do ex-deputado Maurício Cotrin, crime acontecido no extremo-sul da  Bahia, ainda cercado de muitas dúvidas e polêmicas quanto aos responsáveis e reais motivações.

A Secretaria de Segurança Pública convocou entrevista coletiva para as 11h deste sábado (05), onde se espera mais informações sobre o suposto suicídio. Na manhã de sexta (04) Gilvan participou da reconstituição do assassinato da médica Rita de Cássia, que foi sequestrada em um shopping e morta com requintes de crueldade pelo assassino, que largou no carro e filha de um ano e oito meses da pediatra, antes de fugir.

A delegada Andrea Ribeiro, da Divisão de Homicídios, que está à  frente das investigações sobre o assassinato da médica, colheu o depoimento de três presos ainda na madrugada deste sábado, 05. O homem acusado da morte do deputado Cotrin alegou que quando acordou, Gilvan já estava morto.

(Postado por Vitor Hugo Soares)

Be Sociable, Share!

Comentários

inacio gomes on 5 setembro, 2009 at 12:28 #

gostaria de ver a foto para comprovar que na bahia não começaram os suicios com as pernas no chão á exemplo de Herzog especialmente que na sela tinha outro preso.


Flora on 5 setembro, 2009 at 15:42 #

E a violencia n para de crescer. É a treva!


Roberto on 5 setembro, 2009 at 18:35 #

Bom, falta esse miserável não vai fazer…
Que o diabo o tenha nas profundas do inferno.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2009
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    282930