ago
20
Postado em 20-08-2009
Arquivado em (Artigos, Eventuais, Multimídia) por vitor em 20-08-2009 10:56


================================================
OPINIÃO/ PESADELOS

IDEOLOGIA

Graça Azevedo

Como cantava Cazuza: ideologia, eu quero uma prá viver. Eu também. Assim como a minha geração. Mas, os nossos heróis não morreram de overdose. Os nossos heróis estão nos matando de vergonha.

Nem nos nossos piores pesadelos poderíamos imaginar as alianças espúrias e comprometedoras que os homens, que nos colocamos no poder, estão fazendo em nome de uma tal governabilidade. Como se constroem alianças entre pessoas com ideais tão diferentes? Em que se baseiam estes acordos?

Na minha cabeça o enigma não se decifra. De um lado o partido que, em tese, estava contra todo tipo de corrupção, que colocava os militantes nas ruas para pedir o impeachment dos malversadores do erário público. Do outro lado os malversadores e corruptos. Agora juntos. Em nome da praticidade e com a desculpa asquerosa de “ser republicano”. Ou seja, a democracia pela qual lutamos só é possível quando todos chafurdarmos na lama.

Eu me recuso. Talvez o meu caminho passe a ser o mesmo pelo qual optaram amigos dos tempos das trevas. Isolar-me, não ler notícias, alienar-me do mundo. É melhor que ver o sonho transformado na torpe realidade que nos oferecem aqueles que colocamos no poder com a missão de mudar a Bahia e o Brasil.

Maria das Graças Azevedo é Socióloga

Be Sociable, Share!

Comentários

Consuelo Pondé de Sena on 20 agosto, 2009 at 11:41 #

Graça é mesmo assim. Um orgulho para o seu gênero.Brava , corajosa e correta. Uma mulher e tanto!
Sou sua amiga e disso me orgulho.


Dimas Fonseca on 20 agosto, 2009 at 12:51 #

Cara Graça, seu artigo reflete exatamente o meu sentimento nos últimos anos e a minha angustia que só aumenta cada acordo espúrio que nossos Governos (Federal e Estadual) fecham a cada dia.


Marcos Vinícius on 20 agosto, 2009 at 17:18 #

Trata-se de um artigo fabuloso. Mais do que isso, é um testemunho inequívoco de quem tem propiedade para fazê-lo. Parabéns, Graça.


Olivia on 20 agosto, 2009 at 19:17 #

Querida amiga, você já sabe o que penso. Só tem uma coisita : Eles não vão conseguir destruir os nossos sonhos, eles não têm esse direito. Vamos continuar lutando em novas trincheiras, porque a gente merece ser feliz.


carlos volney de souza sampaio on 20 agosto, 2009 at 19:23 #

Bravo, lúcido e alentador comentário. Essa conversa de “garantir a governabilidade” e “ser republicano” é mero sofisma de quem “meteu a mão na massa” e não aceita perder as benesses do poder que inebria e embriaga. A dignidade há de ser sempre inegociável – para quem a tem. Vejam o exemplo de Michele Bachelet no Chile.


lilian on 20 agosto, 2009 at 21:34 #

Ótimo artigo! Realmente trata-se de um dura realidade a cada dia mais dura de ser encarada. Eles fazem tudo para se manterem no poder, é triste, mas não podemos perder a esperança!


Edith Lima on 21 agosto, 2009 at 8:20 #

Graça, não podemos desistir. Não podemos perder a esperança, pois, sem ela, mata-se um povo. Ainda acredito que exista um ou dois que tb. tem este mesmo sentimento, esta mesma tristeza. Daremos a resposta nas urnas ou nas ruas, como sempre lutamos!


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos